A maior rede de estudos do Brasil

Competição e cooperação podem coexistir.

Na cidade de Belo Horizonte - MG, centenas de confecções se aglomeram num pequeno espaço geográfico compreendido entre dois bairros. Elas aproveitam a vocação da cidade para a moda e possuem clientes de diversos cantos de Minas e mesmo de outros Estados. Para a maioria delas, a concorrência é fator de restrição do crescimento. Desejavam, na verdade, estar num local com menos concorrência. Até que um consultor especializado afirmou: "Competição e cooperação podem coexistir. Vocês deveriam se juntar ao invés de lamentar a concorrência da porta ao lado. Nem ao menos identificam os reais concorrentes". O que você acha desta afirmação do consultor? Quem seriam os reais concorrentes?


5 resposta(s)

User badge image

Marililza Rodrigues

Há mais de um mês

PADRÃO DE RESPOSTA ESPERADO

Sim, competição não exclui a cooperação. As pequenas empresas de confecção, juntas, podem promover economia de escala para a compra de tecidos, formação de mão-de-obra especializada, negociação de aluguéis, exigências junto ao poder público, entre outras. Essa é a base dos clusters que possibilitam a ampliação do conhecimento por meio da aglomeração geográfica. Na verdade, as redes possibilitam uma ampliação ainda maior, rompendo fronteiras. Os maiores concorrentes não são os vizinhos, e sim outros mercados poderosos, como a China, e mesmo organizações empresariais de outros Estados capazes de gerar melhor relação custo-benefício para o consumidor. O vizinho, portanto, não é necessariamente um problema e faz parte da solução.

PADRÃO DE RESPOSTA ESPERADO

Sim, competição não exclui a cooperação. As pequenas empresas de confecção, juntas, podem promover economia de escala para a compra de tecidos, formação de mão-de-obra especializada, negociação de aluguéis, exigências junto ao poder público, entre outras. Essa é a base dos clusters que possibilitam a ampliação do conhecimento por meio da aglomeração geográfica. Na verdade, as redes possibilitam uma ampliação ainda maior, rompendo fronteiras. Os maiores concorrentes não são os vizinhos, e sim outros mercados poderosos, como a China, e mesmo organizações empresariais de outros Estados capazes de gerar melhor relação custo-benefício para o consumidor. O vizinho, portanto, não é necessariamente um problema e faz parte da solução.

User badge image

Marina Machado

Há mais de um mês

Exatamente! Melhor forma de trabalhar e adquirir conhecimentos.

Essa pergunta já foi respondida por um dos nossos estudantes