A maior rede de estudos do Brasil

como resolvo um limite?

Cálculo II

ESTÁCIO


3 resposta(s)

User badge image

Enrique Ch Gabrick

Há mais de um mês

Por exemplo, dado f(x) = x², calcule o limite quando x -> 0

lim (x-> 0) f(x) = f(0) = 0.

Por exemplo, dado f(x) = x², calcule o limite quando x -> 0

lim (x-> 0) f(x) = f(0) = 0.

User badge image

Matheus Aquino Medeiros

Há mais de um mês

Encontrando o que causa a indeterminação

User badge image

Matheus RulersZ

Há mais de um mês

Existem muitas técnicas para calcular limites que se aplicam sob diversas condições. É importante conhecer todas essas técnicas, mas também é importante saber quando aplicar cada uma delas.


Ponto principal 1: a substituição direta é o melhor método. Use outros métodos somente quando este falhar, caso contrário você provavelmente estará tendo mais trabalho do que o necessário. Por exemplo, seria um trabalho extra fatorar uma expressão em uma forma mais simples se a substituição direta tivesse funcionado sem a fatoração.

Ponto principal 2: Há uma grande diferença entre obter b/0


b/0

b, slash, 0

 e 0/0


0/0

0, slash, 0

 (em que b\neq 0


b

​=0

b, does not equal, 0

). Quando você obtém b/0


b/0

b, slash, 0

, isso indica que o limite não existe e provavelmente é ilimitado (uma assíntota). Em contraste, quando você obtém 0/0


0/0

0, slash, 0

, isso indica que você não tem informações suficientes para determinar se o limite existe ou não, portanto essa é chamada de forma indeterminada. Se acabar aqui, você tem mais trabalho a fazer, que é onde a metade inferior do fluxograma entra em jogo.

Observação: há um método poderoso para encontrar limites chamado regra de L'Hôpital, que você vai aprender mais tarde. Ele não é abordado aqui porque ainda não aprendemos sobre derivadas.

Essa pergunta já foi respondida por um dos nossos estudantes