A maior rede de estudos do Brasil

o que é gestao aniental?


4 resposta(s)

User badge image

Cristina Nascimento

Há mais de um mês

Segundo Tinoco (2004, p.109:) “Gestão ambiental é o sistema que inclui atividades de planejamento, responsabilidades, processos e recursos para desenvolver, implementar, atingir, analisar criticamente e manter a política ambiental. É o que a empresa faz para minimizar ou eliminar os efeitos negativos provocados no ambiente por suas atividades”. “A gestão ambiental abrange uma vasta gama de questões, inclusive aquelas com implicações estratégicas e competitivas.

A demonstração de um processo bem-sucedido de implementação desta norma pode ser utilizada por uma organização para assegurar às partes interessadas que ela possui um sistema de gestão ambiental apropriado em funcionamento”. (ISO 14001, p.v) .

Antonius (1999) apud., Tinoco (2004) conceitua o gerenciamento ambiental como a integração de sistemas e programas organizacionais que permitam:

1. Controle e redução dos impactos no meio ambiente, devido às operações ou produtos;

2. Cumprimento de leis e normas ambientais;

3. Desenvolvimento e uso de tecnologias apropriadas para minimizar resíduos industriais;

4. Monitoramento e avaliação dos processos e parâmetros ambientais;

5. Eliminação ou redução dos riscos ao meio ambiente e ao homem;

6. Utilização de tecnologias limpas, visando minimizar os gastos e materiais;

7. Melhoria do relacionamento entre a comunidade e o governo;

8. Antecipação de questões ambientais que possam causar problemas ao meio ambiente e, particularmente, à saúde humana.

Tinoco (2004) divide a Gestão Ambiental de acordo com a tabela abaixo, na qual observa-se que as diferentes gestões se intercalam e são interdependentes, sendo necessário neste caso observar a necessidade da verificação de impactos e sua administração.

Gestão de processos Gestão de resultados Gestão de sustentabilidade Gestão de plano ambiental
Exploração de recursos Emissões gasosas Qualidade do ar Políticas e compromisso
Transformação de recursos Efluentes líquidos Qualidade da água Política ambiental
Acondicionamento de recursos Resíduos sólidos Qualidade dos solos Conformidade legal
Transporte de recursos Particulados Abundancia e diversidade da flora Objetivos e metas
Aplicação e uso de recursos Odores Abundância e diversidade da fauna Programa ambiental
Quadro de riscos ambientais Ruídos e vibrações Qualidade de vida do ser humano Projetos ambientais
Situação de emergência Iluminação Imagem institucional Ações corretivas e preventivas
Fonte: Adaptada pelo autor de MACEDO (1994) apud., TINOCO (2004, p.110-111)

De acordo com Barbiere (2006, p.21): “Qualquer proposta de Gestão Ambiental inclui no mínimo três dimensões, a saber: (1) a dimensão espacial que concerne à área na qual se espera que as ações de gestão tenham eficácia; (2) a dimensão temática que delimita as questões ambientais às quais as ações se destinam; e (3) a dimensão institucional relativa aos agentes que tomaram iniciativas na gestão”. A proposta de Gestão ambiental está diretament
Segundo Tinoco (2004, p.109:) “Gestão ambiental é o sistema que inclui atividades de planejamento, responsabilidades, processos e recursos para desenvolver, implementar, atingir, analisar criticamente e manter a política ambiental. É o que a empresa faz para minimizar ou eliminar os efeitos negativos provocados no ambiente por suas atividades”. “A gestão ambiental abrange uma vasta gama de questões, inclusive aquelas com implicações estratégicas e competitivas.

A demonstração de um processo bem-sucedido de implementação desta norma pode ser utilizada por uma organização para assegurar às partes interessadas que ela possui um sistema de gestão ambiental apropriado em funcionamento”. (ISO 14001, p.v) .

Antonius (1999) apud., Tinoco (2004) conceitua o gerenciamento ambiental como a integração de sistemas e programas organizacionais que permitam:

1. Controle e redução dos impactos no meio ambiente, devido às operações ou produtos;

2. Cumprimento de leis e normas ambientais;

3. Desenvolvimento e uso de tecnologias apropriadas para minimizar resíduos industriais;

4. Monitoramento e avaliação dos processos e parâmetros ambientais;

5. Eliminação ou redução dos riscos ao meio ambiente e ao homem;

6. Utilização de tecnologias limpas, visando minimizar os gastos e materiais;

7. Melhoria do relacionamento entre a comunidade e o governo;

8. Antecipação de questões ambientais que possam causar problemas ao meio ambiente e, particularmente, à saúde humana.

Tinoco (2004) divide a Gestão Ambiental de acordo com a tabela abaixo, na qual observa-se que as diferentes gestões se intercalam e são interdependentes, sendo necessário neste caso observar a necessidade da verificação de impactos e sua administração.

Gestão de processos Gestão de resultados Gestão de sustentabilidade Gestão de plano ambiental
Exploração de recursos Emissões gasosas Qualidade do ar Políticas e compromisso
Transformação de recursos Efluentes líquidos Qualidade da água Política ambiental
Acondicionamento de recursos Resíduos sólidos Qualidade dos solos Conformidade legal
Transporte de recursos Particulados Abundancia e diversidade da flora Objetivos e metas
Aplicação e uso de recursos Odores Abundância e diversidade da fauna Programa ambiental
Quadro de riscos ambientais Ruídos e vibrações Qualidade de vida do ser humano Projetos ambientais
Situação de emergência Iluminação Imagem institucional Ações corretivas e preventivas
Fonte: Adaptada pelo autor de MACEDO (1994) apud., TINOCO (2004, p.110-111)

De acordo com Barbiere (2006, p.21): “Qualquer proposta de Gestão Ambiental inclui no mínimo três dimensões, a saber: (1) a dimensão espacial que concerne à área na qual se espera que as ações de gestão tenham eficácia; (2) a dimensão temática que delimita as questões ambientais às quais as ações se destinam; e (3) a dimensão institucional relativa aos agentes que tomaram iniciativas na gestão”. A proposta de Gestão ambiental está diretament
User badge image

Jose Luiz Guimaraes

Há mais de um mês

 Gestão Ambiental nas empresas é um processo de administração que tem ênfase na sustentabilidade, ou seja, resolver as questões de caráter ambiental ou prevenir possíveis consequências negativas relacionadas aos processos de produção

User badge image

Cristina Nascimento

Há mais de um mês

A gestão ambiental moderna e sua origem

A preocupação com a gestão ambiental como hoje conhecemos se deu aproximadamente na década de 1960, quando finalmente as empresas começaram a vislumbrar os possíveis problemas relacionados à escassez de matérias-primas num futuro próximo. Uma das primeiras obras a tratar diretamente do assunto foi o livro “Silent Spring” (Primavera Silenciosa, em tradução livre), de Rachel Carson, lançado em 1962. O texto alerta para os efeitos negativos dos agrotóxicos sobre o ambiente, além de demonstrar os efeitos do DDT (diclorodifeniltricloroetano, o primeiro pesticida moderno) na natureza.

A partir daí, o mundo começou a se voltar a questões da produção ambiental com diversos eventos marcantes, como a I Conferência Mundial sobre Meio Ambiente, na Suécia, em 1972, onde foi assinado o Tratado de Estocolmo (que previa o banimento de 12 poluentes tóxicos mais nocivos ao meio ambiente e à saúde pública); a II Conferência Mundial sobre Meio Ambiente, realizada no Brasil e vindo a ser conhecida como Rio’92; e a assinatura do Tratado de Quioto, em 1997, cujo principal objetivo era fazer com que alguns países reduzissem seus níveis de emissões de dióxido de carbono, metano e mais alguns gases.

No Brasil, os antecedentes do ambientalismo são ainda mais antigos, datando de 1958, período da criação da Fundação Brasileira para a Conservação da Natureza.

Essa pergunta já foi respondida por um dos nossos estudantes