A maior rede de estudos do Brasil

Caso prático-direito civil II

Caso 1: João prometeu ao seu sobrinho Eduardo um prêmio, caso este passasse em curso de Engenharia em uma faculdade de tradição e bem conceituada. O prêmio seria um carro 0 Km. No entanto, Eduardo optou por um curso que considerava ser mais atraente, qual seja, Direito na PUC. Diante dessa situação, Joao estaria obrigado a dar o carro caso Eduardo fosse aprovado no vestibular? Explique



1 resposta(s)

User badge image

Pílula Verified user icon

Há mais de um mês

Código Civil: "Art. 854. Aquele que, por anúncios públicos, se comprometer a recompensar, ou gratificar, a quem preencha certa condição, ou desempenhe certo serviço, contrai obrigação de cumprir o prometido."

João não seria obrigado a dar o carro porque a condição não foi cumprida em sua totalidade. Foi especificado o curso de Engenharia, e não de Direito.

A promessa de recompensa é um negócio jurídico unilateral porque provém apenas da vontade do promitente. As condições puramente potestativas não são inválidas quando são resolutivas. A invalidade da condição dependeria das situações dos Arts. 122 e 123 do Código Civil, não aplicáveis neste caso.

Código Civil: "Art. 854. Aquele que, por anúncios públicos, se comprometer a recompensar, ou gratificar, a quem preencha certa condição, ou desempenhe certo serviço, contrai obrigação de cumprir o prometido."

João não seria obrigado a dar o carro porque a condição não foi cumprida em sua totalidade. Foi especificado o curso de Engenharia, e não de Direito.

A promessa de recompensa é um negócio jurídico unilateral porque provém apenas da vontade do promitente. As condições puramente potestativas não são inválidas quando são resolutivas. A invalidade da condição dependeria das situações dos Arts. 122 e 123 do Código Civil, não aplicáveis neste caso.

Essa pergunta já foi respondida!