A maior rede de estudos do Brasil

Quais as técnicas da drenagem linfática?

Recursos Terapêuticos Manuais

Biológicas / Saúde


2 resposta(s)

User badge image

Rubi Neiva

Há mais de um mês

Manobras básicas da drenagem linfática: técnica de Vodder

Existem duas técnicas diferentes para realizar a drenagem linfática – a de Vodder e Leduc. 

A técnica de Vodder, primeiramente, utiliza 4 movimentos para executar a drenagem. Assim, ela realiza o círculo fixo, movimentos de bombeamento, movimento de doador e o movimento giratório ou de rotação. Veja a seguir como cada um deles é realizado.

Círculos fixos 

Esse movimento promove um estiramento do tecido, efetuando pressão ou descompressão. A execução da manobra deve ser realizada com a mão apoiada na pele, enquanto os dedos fazem movimentos circulares num ponto fixo e realizando repetições. 

Movimentos de bombeamentos

Essa manobra traz o movimento em forma de ondas, mantendo a pressão entre os dedos e a palma da mão até completar as repetições no local específico. 

Movimentos de doador

Aqui, posiciona-se a palma da mão nas vias da drenagem e realizam-se manobras com combinações de movimentos desde a posição da mão até os movimentos do braço e antebraço. 

Movimento giratório ou de rotação

Nessa manobra, é importante manter uma sequência de movimentos e ritmos durante a execução do movimento, seguindo sempre o fluxo da linfa com a posição da mão.

Manobras básicas da drenagem linfática: técnica de Leduc

A técnica de Leduc, por outro lado, utiliza de 5 movimentos combinados entre si, realizando: drenagem dos linfonodos, círculo com os dedos, círculo com o polegar, movimentos combinados (utilizando o polegar e os dedos ao mesmo tempo) e pressão em braceletes. Veja abaixo a descrição de cada um deles:

Drenagem dos linfonodos

Esse movimento é realizado de forma rítmica e com pressão moderada, fazendo uso do contato dos dedos indicador e médio na pele do paciente.

Movimentos circulares com os dedos

Aqui, realizam-se movimentos circulares utilizando todos os dedos. Isso precisa ser feito de forma leve, mantendo o ritmo e a pressão adequada. 

Movimentos circulares com o polegar

É um movimento é realizado em círculos, utilizando somente o polegar na execução das manobras. Para isso, deve-se sempre respeitar os pontos fisiológicos para drenar a pele.

Movimentos combinados

Nesses movimentos são associadas as duas técnicas anteriores, respeitando os pontos fisiológicos da drenagem e mantendo o cuidado para não machucar a pele do cliente/paciente. 

Bracelete

Por fim, nesse movimento é utilizado em grandes áreas edemaciadas. Aqui, pode-se trabalhar em um lado ou ambos os lados do segmento que apresenta-se edemaciado e será drenado. 



Manobras básicas da drenagem linfática: técnica de Vodder

Existem duas técnicas diferentes para realizar a drenagem linfática – a de Vodder e Leduc. 

A técnica de Vodder, primeiramente, utiliza 4 movimentos para executar a drenagem. Assim, ela realiza o círculo fixo, movimentos de bombeamento, movimento de doador e o movimento giratório ou de rotação. Veja a seguir como cada um deles é realizado.

Círculos fixos 

Esse movimento promove um estiramento do tecido, efetuando pressão ou descompressão. A execução da manobra deve ser realizada com a mão apoiada na pele, enquanto os dedos fazem movimentos circulares num ponto fixo e realizando repetições. 

Movimentos de bombeamentos

Essa manobra traz o movimento em forma de ondas, mantendo a pressão entre os dedos e a palma da mão até completar as repetições no local específico. 

Movimentos de doador

Aqui, posiciona-se a palma da mão nas vias da drenagem e realizam-se manobras com combinações de movimentos desde a posição da mão até os movimentos do braço e antebraço. 

Movimento giratório ou de rotação

Nessa manobra, é importante manter uma sequência de movimentos e ritmos durante a execução do movimento, seguindo sempre o fluxo da linfa com a posição da mão.

Manobras básicas da drenagem linfática: técnica de Leduc

A técnica de Leduc, por outro lado, utiliza de 5 movimentos combinados entre si, realizando: drenagem dos linfonodos, círculo com os dedos, círculo com o polegar, movimentos combinados (utilizando o polegar e os dedos ao mesmo tempo) e pressão em braceletes. Veja abaixo a descrição de cada um deles:

Drenagem dos linfonodos

Esse movimento é realizado de forma rítmica e com pressão moderada, fazendo uso do contato dos dedos indicador e médio na pele do paciente.

Movimentos circulares com os dedos

Aqui, realizam-se movimentos circulares utilizando todos os dedos. Isso precisa ser feito de forma leve, mantendo o ritmo e a pressão adequada. 

Movimentos circulares com o polegar

É um movimento é realizado em círculos, utilizando somente o polegar na execução das manobras. Para isso, deve-se sempre respeitar os pontos fisiológicos para drenar a pele.

Movimentos combinados

Nesses movimentos são associadas as duas técnicas anteriores, respeitando os pontos fisiológicos da drenagem e mantendo o cuidado para não machucar a pele do cliente/paciente. 

Bracelete

Por fim, nesse movimento é utilizado em grandes áreas edemaciadas. Aqui, pode-se trabalhar em um lado ou ambos os lados do segmento que apresenta-se edemaciado e será drenado. 



Essa pergunta já foi respondida!