A maior rede de estudos do Brasil

RELATÓRIO DESCRITIVO

RELATÓRIO DESCRITIVO ANALÍTICO SOBRE A RELAÇÃO ENTRE OBJETIVOS DO ENSINO E A SELEÇÃO DE CONTEÚDOS SIGNIFICATIVOS NAS CATEGORIAS: CONCEITUAL, PROCEDIMENTAL E ATITUDINAL (10 COMPETENCIAS DA BNCC)


5 resposta(s)

User badge image

Raissa Abreu

Há 6 dias

Segundo Pozo e Crespo (2009): “Para  uma pessoa adquirir um conceito só  precisa ser capaz de dê- lhes material  ou  informações  significativas,  ou  seja,  quando  "compreender"  o  material;  e  compreender  é  mais  ou menos equivalente a traduzir algo em suas próprias palavras." (Página 82).

           Fatos, conceitos e  princípios  são substantivos  porque  são  de  natureza  declarativa  ou  palavras. Zabala (1998)  os  distingue  descrevendo- os  da  seguinte  forma:  fatos  são  fatos,  eventos,  circunstâncias,  dados  e fenômenos  específicos  e  individuais/específicos.  O exemplo deles será  a  idade  de  uma  pessoa,  data  de conquista do território, localização ou altura da montanha, nome, código, axioma etc.

  De acordo com essas definições, entender dados ou fatos não é o mesmo que dar-lhes significado. Os dados  precisam  ser  correlacionados  na  rede  de  significado  para  explicar,  por  que  isso  acontece  e  o  que  vai acontecer;  esse  significado  de  rede  é  conceitos  e  a  forma  de  proposições  conceituais.  O  princípio  é  a coordenação  dos  conceitos  estruturais  gerais,  causados  pelo  nível  excessivo  de  organização  conceitual  região (POZO; GÓMEZCRESPO, 2009).

           Conceitos,  procedimentos  e  atitudes  são  de  natureza  cognitiva  diferente  considerando  a  diversidade multifuncional  da  mente  (LABURÚ;  ZOMPERO;  BARROS,  2003),  sem  mencionar  as  múltiplas características  intelectuais  de  indivíduos  que  exibem  desigualdade  (Gardner,  1995).  O  conteúdo  do  programa tem  excelente  praticidade  e  eles  precisam  ensinar  de  uma  maneira  diferente  dos  outros.  Segundo  Coll  e  Valls (1998, p. 77) o procedimento é "ação ordenada tomada para atingir a meta".

      O conteúdo  do  procedimentos  é  essencialmente  diferente  de  outro  conteúdo.  Embora  penetrem  em todos  os  estágios  de  desenvolvimento,  não  podem  ser  aprendidos  ou  ensinados.  A epistemologia  genética mostra  que  a  aprendizagem  envolve  estabelecer,  o  sistema  de  cognição  dinâmica  é  responsável  por“ ultrapassar  o  estado  de  realidade  para  chegar  a  um  novo  estado  de  realidade  que  se  atualiza  finalmente  e atinge um melhor equilíbrio de conceito”. (PIAGET, 1995, p. 59).

Sarabia (1998, p.122) define  atitudes, valores  e  normas. Primeiro refere-se a "Adquirir tendências  ou tendências relativamente persistentes, a fim de avaliar objetos, pessoas, eventos ou situações de uma maneira definida, e  tomar  ações  com  base nessa  avaliação".  O último  se  refere aos "princípios  morais  que  as pessoas sentem  fortemente  sobre  seu  compromisso  emocional  e  usam  para  julgar  o  comportamento"  (SARABIA, 1998, p. 127).

           Este último implica um "padrão de conduta compartilhado por membros de um grupo social" (p. 128).Essas definições cons ideram que o comportamento tem três componentes básicos: cognição (conhecimento) e emoção  (emoção  e  emoção).  Preferências)  e  comportamentos  (declarações  óbvias  de  ações  e  intenções)(ZABALA, 1998

Segundo Pozo e Crespo (2009): “Para  uma pessoa adquirir um conceito só  precisa ser capaz de dê- lhes material  ou  informações  significativas,  ou  seja,  quando  "compreender"  o  material;  e  compreender  é  mais  ou menos equivalente a traduzir algo em suas próprias palavras." (Página 82).

           Fatos, conceitos e  princípios  são substantivos  porque  são  de  natureza  declarativa  ou  palavras. Zabala (1998)  os  distingue  descrevendo- os  da  seguinte  forma:  fatos  são  fatos,  eventos,  circunstâncias,  dados  e fenômenos  específicos  e  individuais/específicos.  O exemplo deles será  a  idade  de  uma  pessoa,  data  de conquista do território, localização ou altura da montanha, nome, código, axioma etc.

  De acordo com essas definições, entender dados ou fatos não é o mesmo que dar-lhes significado. Os dados  precisam  ser  correlacionados  na  rede  de  significado  para  explicar,  por  que  isso  acontece  e  o  que  vai acontecer;  esse  significado  de  rede  é  conceitos  e  a  forma  de  proposições  conceituais.  O  princípio  é  a coordenação  dos  conceitos  estruturais  gerais,  causados  pelo  nível  excessivo  de  organização  conceitual  região (POZO; GÓMEZCRESPO, 2009).

           Conceitos,  procedimentos  e  atitudes  são  de  natureza  cognitiva  diferente  considerando  a  diversidade multifuncional  da  mente  (LABURÚ;  ZOMPERO;  BARROS,  2003),  sem  mencionar  as  múltiplas características  intelectuais  de  indivíduos  que  exibem  desigualdade  (Gardner,  1995).  O  conteúdo  do  programa tem  excelente  praticidade  e  eles  precisam  ensinar  de  uma  maneira  diferente  dos  outros.  Segundo  Coll  e  Valls (1998, p. 77) o procedimento é "ação ordenada tomada para atingir a meta".

      O conteúdo  do  procedimentos  é  essencialmente  diferente  de  outro  conteúdo.  Embora  penetrem  em todos  os  estágios  de  desenvolvimento,  não  podem  ser  aprendidos  ou  ensinados.  A epistemologia  genética mostra  que  a  aprendizagem  envolve  estabelecer,  o  sistema  de  cognição  dinâmica  é  responsável  por“ ultrapassar  o  estado  de  realidade  para  chegar  a  um  novo  estado  de  realidade  que  se  atualiza  finalmente  e atinge um melhor equilíbrio de conceito”. (PIAGET, 1995, p. 59).

Sarabia (1998, p.122) define  atitudes, valores  e  normas. Primeiro refere-se a "Adquirir tendências  ou tendências relativamente persistentes, a fim de avaliar objetos, pessoas, eventos ou situações de uma maneira definida, e  tomar  ações  com  base nessa  avaliação".  O último  se  refere aos "princípios  morais  que  as pessoas sentem  fortemente  sobre  seu  compromisso  emocional  e  usam  para  julgar  o  comportamento"  (SARABIA, 1998, p. 127).

           Este último implica um "padrão de conduta compartilhado por membros de um grupo social" (p. 128).Essas definições cons ideram que o comportamento tem três componentes básicos: cognição (conhecimento) e emoção  (emoção  e  emoção).  Preferências)  e  comportamentos  (declarações  óbvias  de  ações  e  intenções)(ZABALA, 1998

User badge image

Maria Aparecida Silva de Medeiros

Há 25 dias

As competências da BNCC são:

 1. Valorizar e utilizar os conhecimentos historicamente construídos sobre o mundo físico, social, cultural e digital para entender e explicar a realidade, continuar aprendendo e colaborar para a construção de uma sociedade justa, democrática e inclusiva.

2. Exercitar a curiosidade intelectual e recorrer à abordagem própria das ciências, incluindo a investigação, a reflexão, a análise crítica, a imaginação e a criatividade, para investigar causas, elaborar e testar hipóteses, formular e resolver problemas e criar soluções (inclusive tecnológicas) com base nos conhecimentos das diferentes áreas.

3. Valorizar e fruir as diversas manifestações artísticas e culturais, das locais às mundiais, e também participar de práticas diversificadas da produção artístico-cultural.

4. Utilizar diferentes linguagens – verbal (oral ou visual-motora, como Libras, e escrita), corporal, visual, sonora e digital –, bem como conhecimentos das linguagens artísticas, matemática e científica, para se expressar e partilhar informações, experiências, ideias e sentimentos em diferentes contextos e produzir sentidos que levem ao entendimento mútuo.

5. Compreender, utilizar e criar tecnologias digitais de informação e comunicação de forma crítica, significativa, reflexiva e ética nas diversas práticas sociais (incluindo as escolares) para se comunicar, acessar e disseminar informações, produzir conhecimentos, resolver problemas e exercer protagonismo e autoria na vida pessoal e coletiva.

6. Valorizar a diversidade de saberes e vivências culturais e apropriar-se de conhecimentos e experiências que lhe possibilitem entender as relações próprias do mundo do trabalho e fazer escolhas alinhadas ao exercício da cidadania e ao seu projeto de vida, com liberdade, autonomia, consciência crítica e responsabilidade.

7. Argumentar com base em fatos, dados e informações confiáveis, para formular, negociar e defender ideias, pontos de vista e decisões comuns que respeitem e promovam os direitos humanos, a consciência socioambiental e o consumo responsável em âmbito local, regional e global, com posicionamento ético em relação ao cuidado de si mesmo, dos outros e do planeta. 8. Conhecer-se, apreciar-se e cuidar de sua saúde física e emocional, compreendendo-se na diversidade humana e reconhecendo suas emoções e as dos outros, com autocrítica e capacidade para lidar com elas.

9. Exercitar a empatia, o diálogo, a resolução de conflitos e a cooperação, fazendo-se respeitar e promovendo o respeito ao outro e aos direitos humanos, com acolhimento e valorização da diversidade de indivíduos e de grupos sociais, seus saberes, identidades, culturas e potencialidades, sem preconceitos de qualquer natureza.

10. Agir pessoal e coletivamente com autonomia, responsabilidade, flexibilidade, resiliência e determinação, tomando decisões com base em princípios éticos, democráticos, inclusivos, sustentáveis e solidários.


User badge image

Rute Albuquerque

Há mais de um mês

Objetivo é o que se espera que a turma aprenda em determinadas condições de ensino. É ele que orienta quais conteúdos devem ser trabalhados e quais encaminhamentos didáticos são necessários para que isso ocorra. Conteúdo é o conjunto de valores, conhecimentos, habilidades e atitudes que o professor deve ensinar para garantir o desenvolvimento e a socialização do estudante. Pode ser classificado como conceitual (que envolve a abordagem de conceitos, fatos e princípios), procedimental (saber fazer) e atitudinal (saber ser). E conceito é a definição de um determinado termo... [...] observe que é preciso definir primeiro os objetivos de ensino e aprendizagem para depois selecionar e organizar os conteúdos. (Consultoria Ivaneide da Silva, do Instituto Singularidades, e Magali Silvestre, da Universidade de Mogi das Cruzes, do link da Revista Nova Escola)”

  A BNCC define as 10 competências gerais que precisam ser desenvolvidas ao longo da Educação Básica. Elas estão relacionadas ao desenvolvimento integral do indivíduo, para que este se torne um sujeito social que possa intervir na sociedade, agir de forma autônoma, comunicar seus conhecimentos, suas experiências, suas opiniões, produzir novos conhecimentos utilizando diferentes linguagens, entre outras ações. As competências indicadas no documento dizem respeito ao desenvolvimento social, afetivo, cognitivo e emocional dos estudantes.

Essa pergunta já foi respondida por um dos nossos estudantes