A maior rede de estudos do Brasil

Quais principais obras de Paulo freire?

Pedagogia

UNIRIO


9 resposta(s)

User badge image

Eliane Ferreira

Há mais de um mês

Pedagogia do Oprimido

Educação como Prática da Liberdade

Pedagogia da Autonomia

Cartas à Guiné-Bissau

Professora, sim; tia, não

PRINCIPAIS OBRAS DE PAULO FREIRE

Pedagogia do Oprimido

Educação como Prática da Liberdade

Pedagogia da Autonomia

Cartas à Guiné-Bissau

Professora, sim; tia, não

PRINCIPAIS OBRAS DE PAULO FREIRE

User badge image

Carol Langer

Há mais de um mês

  • Pedagogia do oprimido: escrito ainda no início do exílio, quando Freire estava no Chile, o livro propõe uma revisão da relação entre educadores e educandos. O diálogo deve ser a base primeira para a constituição do processo de ensino e aprendizagem. Segundo Freire, “o diálogo é uma exigência existencial”.vi Com base nesse pressuposto, ele reconhece que a educação dialógica é a chave para levar uma educação libertadora às massas, sem excluir a própria massa do processo educativo. Em sua reflexão, Freire questiona-se: “Como posso dialogar, se parto de que a pronúncia do mundo é tarefa de homens seletos e que a presença das massas na história é sinal de sua deterioração que devo evitar?”vii Reconhecendo as massas e os outros e respeitando a diferença dos outros é como o educador deve atuar. Freire defende que a finalidade desse trabalhoso processo é propiciar uma libertação: a emancipação das massas de oprimidos por meio da educação.

  • Educação como prática da liberdade: escrito no exílio após o término de Pedagogia do oprimido, esse livro é uma autocrítica de sua atuação e uma proposta de educação que visa a acabar com a exclusão. Ele aponta a relação intrínseca entre educação, conscientização e inclusão.

  • Cartas à Guiné-Bissau: livro escrito entre 1976 e 1977, período em que Freire atuou no projeto de alfabetização popular promovido em Guiné-Bissau após a sua independência. O conjunto de cartas que compõem a obra tem um objetivo mais reflexivo de apontar a potência, a paixão e a criação daquele povo recém-independente e a aproximação da realidade social africana com a brasileira da época.

  • Pedagogia da autonomia: Freire tem um objetivo muito claro nesse livro de apresentar um conjunto de conhecimentos e práticas indispensáveis a qualquer educador. Como o próprio autor anuncia no escrito, não importa se se trata de um professor ou professora progressista ou reacionário, deve-se saber daquele conjunto básico. O livro carrega em seu primeiro capítulo o título que resume grande parte da defesa de Freire no reconhecimento da alteridade e do respeito à individualidade do educando: “Não há docência sem discência”. Um desses elementos básicos é o reconhecimento da importante relação entre teoria e prática que deve ser primordial e indissolúvel. Segundo Freire, “a reflexão crítica sobre a prática torna-se uma exigência da relação Teoria/Prática sem a qual a teoria pode ir virando blábláblá, e a prática, ativismo”.viii


User badge image

Beatriz Cristina

Há mais de um mês

Pedagogia do Oprimido

Educação como Prática da Liberdade

Pedagogia da Autonomia

Cartas à Guiné-Bissau

Professora, sim; tia, não

Essa pergunta já foi respondida por um dos nossos estudantes