A maior rede de estudos do Brasil

Atividade Discursiva: ARQUITETURA E URBANISMO II - AVA

Nos anos 30 e 40, Roberto Burle Marx introduz seus primeiros trabalhos, revolucionando o modo de projetar os espaços livres principalmente as praças e jardins, conferindo a eles formas e volumes derivados de sua experiência como artista plástico. Pode-se considerar que surge pela primeira vez no país uma forma tipicamente brasileira de projetar em paisagismo, que apesar de muito pessoal do autor, que revoluciona os modos de concepção plástica dos espaços livres e cria-se uma escola projetual.

 

Os princípios adotados por Burle Marx orientam a partir dos anos 50 e 60 toda uma nova geração de arquitetos paisagistas que se forma em especial nos estados do Sul do país (São Paulo, Rio de Janeiro e Rio Grande do Sul).

 

MACEDO, Sílvio Soares. Paisagismo e paisagem introduzindo questões. Paisagem e Ambiente, n. 5, p. 49-57, 1993.

 

Os anos 1930 e 1940 foram anos de rupturas na arquitetura, no urbanismo e, naturalmente, no paisagismo. A negação do passado recente era objetivo das vanguardas. Esta se refletiu no tratamento do espaço livre urbano, público e privado. A princípio as novas concepções e programas se restringiram à obra de Roberto Burle Marx e uns poucos autores.

 

O Paisagismo Moderno Brasileiro é, no início do século XXI, um fato histórico. Seus princípios e procedimentos projetuais são correntemente empregados no dia-a-dia, da produção paisagística nacional, mas tem como concorrente uma nova visão de espaço, que incorpora velhas tradições, velhos preceitos à novas técnicas, que indicam a mistura de figuras até então obsoletas aos conceitos mais avançados e que traz de vez os princípios ambientalistas para o espaço livre. O começo de um outro modo de projetar, o qual denominamos contemporâneo.

 

MACEDO, Silvio Soares. O paisagismo moderno brasileiro–Além de Burle Marx. Paisagens em debate, São Paulo, n. 1, 2003.

 

É de extrema importância que na prática projetual o arquiteto se utilize de referências para suas criações. O paisagismo no Brasil sofreu grande influência de Burle Marx, as quais perduram até os dias atuais.

Com base no relato apresentado e em seu conhecimento a respeito Roberto Burle Marx, redija um texto dissertativo, contemplando os seguintes aspectos:

 

  1. a. A maior contribuição de Burle Marx para o paisagismo brasileiro.
  2. b. Necessidade do uso de espécies compatíveis com o clima da região onde será implantado o jardim.
  3. c. Faça uma análise do paisagismo moderno brasileiro.


Arquitetura e Urbanismo

UNIAN - NITERÓI


1 resposta(s)

User badge image

rebeca vivone

Há mais de um mês

desculpe, ainda não entrei na faculdade

desculpe, ainda não entrei na faculdade

Essa pergunta já foi respondida por um dos nossos estudantes