A maior rede de estudos do Brasil

Observe o caso clínico abaixo?

Ana Paula é uma jovem estudante de Psicologia, cursando o 4º período da graduação em uma faculdade do interior de São Paulo. Ana Paula tem se queixado da sua falta de energia para os estudos tendo em vista o formato remoto em função da Pandemia de Covid-19. Ana Paula diz que não consegue se adaptar a esse novo formato de ensino-aprendizagem e se diz inadaptada, naturalmente, a esse modelo. Ela disse, na entrevista preliminar com o psicólogo, que toda vez que entra no programa para as aulas online algo vem a sua cabeça e, rapidamente, diz: desligue, saia daqui, vá fazer outra coisa, você não vai aprender, nada vai adiantar mesmo...

Ana Paula procurou um psicólogo porque encontra-se ambígua em relação a continuar ou não no curso. Ao mesmo tempo que seu desejo é se tornar uma ótima psicóloga, ela não tem certeza se continuará ou não no curso. Os professores, familiares, amigos e sua namorada insistem para que ela permaneça no curso. O psicólogo avaliou que o curso de Psicologia é um dos principais estímulos de felicidade, novidade e boas sensações para Ana Paula ainda que haja todos os desafios que ela apontou. O esforço do psicólogo, portanto, direcionou-se a colaborar para que ela crie estratégias de pensamento, emoções e comportamentos mais adaptados a esse formato remoto. Responda às DUAS perguntas: a) Qual o conceito estudado no âmbito das Teorias Cognitivas que definem o trecho em negrito do texto: desligue, saia daqui, vá fazer outra coisa, você não vai aprender, nada vai adiantar mesmo... b) Se você fosse o psicólogo de Ana Paula, o que você construiria como estratégia – de dentro das contribuições Cognitivas e Comportamentais - para que as aulas remotas sejam menos aversivas a ela. Como você contribuiria para que ela resolvesse esse problema?


1 resposta(s)

User badge image

Matheus Barbosa

Há mais de um mês

A) Pensamentos Automáticos. Estes fazem parte do modelo cognitivo, que é base da TCC. Os pensamentos automáticos aparecem de maneira espontânea e são capazes de alterar o humor e o comportamento da pacientes. Uma vez que Ana refutasse os pensamentos disfuncionais, sua ansiedade durante as aulas diminuiria.

B) O psicólogo pode pensar em estratégias para uma reestruturação cognitiva: Ana precisa identificar e refutar os pensamentos automáticos. Existem algumas técnicas cognitivas para auxiliar o processo: Questionamento socrático, lista de prós e contras, exame de evidências (para verificar se as cognições acerca dos pensamentos são racionais ou emocionais).

Para que as aulas fiquem menos aversivas, Ana pode planejar autorrecompensas para cada aula assistida ou pensar a respeito das vantagens obtidas nessa modalidade de aula (mais tempo para dormir, desnecessidade de se deslocar até a escola, comodidade, etc).

A) Pensamentos Automáticos. Estes fazem parte do modelo cognitivo, que é base da TCC. Os pensamentos automáticos aparecem de maneira espontânea e são capazes de alterar o humor e o comportamento da pacientes. Uma vez que Ana refutasse os pensamentos disfuncionais, sua ansiedade durante as aulas diminuiria.

B) O psicólogo pode pensar em estratégias para uma reestruturação cognitiva: Ana precisa identificar e refutar os pensamentos automáticos. Existem algumas técnicas cognitivas para auxiliar o processo: Questionamento socrático, lista de prós e contras, exame de evidências (para verificar se as cognições acerca dos pensamentos são racionais ou emocionais).

Para que as aulas fiquem menos aversivas, Ana pode planejar autorrecompensas para cada aula assistida ou pensar a respeito das vantagens obtidas nessa modalidade de aula (mais tempo para dormir, desnecessidade de se deslocar até a escola, comodidade, etc).

Essa pergunta já foi respondida por um dos nossos estudantes