A maior rede de estudos do Brasil

o que ,mudou com a lei maria da penha

Direitos Humanos

UNIASSELVI IERGS


1 resposta(s)

User badge image

Nathalia Liz

Há mais de um mês

A maior parte das mudanças feitas na lei ocorreram nos últimos três anos. Em 2017, por exemplo, foi publicada a Lei 13.505/17, que acrescentou novos dispositivos. A norma estabeleceu que mulheres em situação de violência doméstica e familiar devem ser atendidas, preferencialmente, por policiais e peritas do sexo feminino. A medida também garante o direito de que a mulher em situação de violência, assim como seus familiares, não tenham contato com testemunhas, investigados ou suspeitos de cometerem o crime.No ano seguinte, em 2018, a normativa passou por uma nova alteração. Dessa vez, com a Lei 13.772/18, a violação da intimidade da mulher foi reconhecida como violência doméstica e familiar. O registro não autorizado de cenas de nudez ou de ato sexual também foi criminalizado. Já em 2019, duas normativas estabeleceram mudanças na lei Maria da Penha. Uma delas, a Lei 13.827/19, autorizou que, em alguns casos, a autoridade judicial ou policial aplique medidas protetivas de urgência. Outra alteração veio com a Lei 13.926/19, que tornou obrigatório que seja informado quando a vítima for pessoa com deficiência.
A maior parte das mudanças feitas na lei ocorreram nos últimos três anos. Em 2017, por exemplo, foi publicada a Lei 13.505/17, que acrescentou novos dispositivos. A norma estabeleceu que mulheres em situação de violência doméstica e familiar devem ser atendidas, preferencialmente, por policiais e peritas do sexo feminino. A medida também garante o direito de que a mulher em situação de violência, assim como seus familiares, não tenham contato com testemunhas, investigados ou suspeitos de cometerem o crime.No ano seguinte, em 2018, a normativa passou por uma nova alteração. Dessa vez, com a Lei 13.772/18, a violação da intimidade da mulher foi reconhecida como violência doméstica e familiar. O registro não autorizado de cenas de nudez ou de ato sexual também foi criminalizado. Já em 2019, duas normativas estabeleceram mudanças na lei Maria da Penha. Uma delas, a Lei 13.827/19, autorizou que, em alguns casos, a autoridade judicial ou policial aplique medidas protetivas de urgência. Outra alteração veio com a Lei 13.926/19, que tornou obrigatório que seja informado quando a vítima for pessoa com deficiência.

Essa pergunta já foi respondida por um dos nossos estudantes