A maior rede de estudos do Brasil

A sociedade poliétnica pode ser entendida como??

Pedagogia

FALEG


3 resposta(s)

User badge image

Ricardo OB

Há mais de um mês

A ligação entre planejamento urbano e raça surgiu em várias sociedades multirraciais por causa das maneiras pelas quais os tomadores de decisão usavam o planejamento urbano como uma ferramenta para a opressão racial. Algumas das primeiras leis de zoneamento dos EUA impuseram a segregação de famílias afro-americanas das famílias brancas. Decisões históricas sobre habitação pública e renovação urbana reforçaram essas tendências. De preocupação mais recente são a presença contínua da segregação racial nas áreas urbanas dos Estados Unidos, os desafios do planejamento multicultural nas cidades canadenses e os efeitos persistentes do apartheid na África do Sul. As áreas de investigação atuais incluem o uso da terra e o zoneamento, particularmente o uso contínuo do zoneamento excludente ou explosivo e a incapacidade dos residentes de baixa renda de contestar tal exclusão nos tribunais federais. Moradia, bairros e empréstimos hipotecários constituem outra área atual, com foco em decisões racialmente distorcidas sobre residência e acesso a hipotecas, e a necessidade de "moradia justa" aberta a todas as raças. A criação de acesso equitativo aos meios de transporte e a promoção da justiça ambiental também são tópicos importantes de preocupação. Os profissionais de planejamento começaram a enfrentar esses desafios por meio do planejamento de equidade, que visa a redistribuição dos recursos municipais, ou criando estratégias de ‘resolver’ destinadas a retificar a injustiça racial e aumentar o empoderamento por meio de mudanças sistemáticas.J.M. Thomas, in International Encyclopedia of the Social & Behavioral Sciences, 2001
A ligação entre planejamento urbano e raça surgiu em várias sociedades multirraciais por causa das maneiras pelas quais os tomadores de decisão usavam o planejamento urbano como uma ferramenta para a opressão racial. Algumas das primeiras leis de zoneamento dos EUA impuseram a segregação de famílias afro-americanas das famílias brancas. Decisões históricas sobre habitação pública e renovação urbana reforçaram essas tendências. De preocupação mais recente são a presença contínua da segregação racial nas áreas urbanas dos Estados Unidos, os desafios do planejamento multicultural nas cidades canadenses e os efeitos persistentes do apartheid na África do Sul. As áreas de investigação atuais incluem o uso da terra e o zoneamento, particularmente o uso contínuo do zoneamento excludente ou explosivo e a incapacidade dos residentes de baixa renda de contestar tal exclusão nos tribunais federais. Moradia, bairros e empréstimos hipotecários constituem outra área atual, com foco em decisões racialmente distorcidas sobre residência e acesso a hipotecas, e a necessidade de "moradia justa" aberta a todas as raças. A criação de acesso equitativo aos meios de transporte e a promoção da justiça ambiental também são tópicos importantes de preocupação. Os profissionais de planejamento começaram a enfrentar esses desafios por meio do planejamento de equidade, que visa a redistribuição dos recursos municipais, ou criando estratégias de ‘resolver’ destinadas a retificar a injustiça racial e aumentar o empoderamento por meio de mudanças sistemáticas.J.M. Thomas, in International Encyclopedia of the Social & Behavioral Sciences, 2001

Essa pergunta já foi respondida por um dos nossos estudantes