A maior rede de estudos do Brasil

trabalho

Determinada propriedade rural, com 40 ha de área total, localizada na zona rural do Município de Maringá/PR pertencia ao casal XISTO. A referida propriedade possuía Reserva Legal Constituída in loco e não existia na mesma, nenhuma das situações descritas no art. 4º da Lei nº 12.651/2012, que pudesse determinar a existência de APP. Em 20/08/2019 a propriedade teve seu CAR aprovado e em 01/10/2020 houve a separação consensual do casal XISTO que decidiram de comum acordo, pela meação do imóvel rural, ficando 20 ha para cada.Com a divisão do Imóvel, a Reserva Legal ficou contando na cota parte pertencente ao Sr. XISTO.Elaborado pela Professora. Diante deste caso hipotético, responda:1) De que formas a Sra. XISTO poderá estabelecer a Reserva Legal de seu imóvel? Qual seria o percentual (em porcentagem e em metros quadrados) que a mesma deverá destinar de área para a Instituição da Reserva de seu imóvel?2) O Sr. Xisto ficou com Reserva Legal Excedente, o que você orientaria o mesmo que fizesse com esta área? O mesmo poderia desmatar o excedente para fins agropecuários?3) Quanto ao CAR que já havia sido aprovado em 2019, será necessário refazê-lo? Explique sua resposta.4) Caso ambos os imóveis/proprietários não tomem as medidas legais cabíveis (CAR e RL), quais as implicações de ordem legal poderá recair sobre eles?Para responder esta questão é necessário consultar:​- Lei nº 12.651/2012 - Código Florestal​- Decreto nº 6.514/2008

1 resposta(s)

User badge image

Saliane Nascimento

Há mais de um mês

tenho esse trabalho 095981166869
tenho esse trabalho 095981166869

Essa pergunta já foi respondida por um dos nossos estudantes