Documentário — Crime e Castigo, de Fiódor Dostoiévski - crimin

Documentário — Crime e Castigo, de Fiódor Dostoiévski

https://img.youtube.com/vi/gqH3BWzTW8E/sddefault.jpg
Documentário sobre um dos romances mais importantes, lidos e festejados da literatura, Crime & Castigo, escrito por Fiódor Dostoiévski — publicado originalmente em 1866. Conta a história de um crime e suas consequências. Trata-se de um enredo de suspense e de grande tensão, de uma profundidade psicológica única, passado na turbulenta Rússia tzarista do século XIX. Rodion Românovitch Raskólnikov é um jovem pobre e inteligente, ex-estudante da universidade local, vive à míngua de todos os recursos num cubículo miserável, ruminando um tenebroso plano: assassinar uma idosa agiota, para roubá-la e, com o dinheiro, recomeçar então sua carreira, libertar a mãe e a irmã da miséria e do opróbrio — praticar uma má ação para, depois, poder praticar muitas boas ações; sacrificar um ser inútil, mau e prejudicial à sociedade, para, mais tarde, levar algo útil, benéfico a essa mesma sociedade. Como justificativa para o crime, Raskólnikov parte da teoria, que surgira em seu espírito, cuja oferecia à ele precisamente o direito ao crime, a permissão de ultrapassar os limites da ética tradicional e de criar para si mesmo uma nova ética, a ética do “super-homem”, ao que era permitido esmagar os homens inferiores, sacrificar o indivíduo para salvar a sociedade. No entanto, eis que a consciência do homem forte, que ele precipitadamente julgara ser, treme involuntariamente ao provar as consequências do assassinato, pois para além da filosofia atuavam agora a natureza e a realidade espiritual humana — afinal, o “super-homem” era também um homem dotado de corpo e nervos, que, além desse cérebro, possuía também uma alma. E, se a razão planejara o crime, a carne e a alma agora castigam-no, repelem-no, insurgem-se e entram em conflito ardente com sua razão fria, acabando por se lhe imporem à sua “liberdade”. As cenas ilustrativas do documentário foram gravadas em Petersburgo, cidade onde viviam as personagens do romance — e onde também o próprio fora escrito. A produção conta ainda com a descrição dos professores de literatura Olga Mersson e Edward Wasiolek, e com a participação do bisneto de do autor, Dmirty Dostoiévski.
@criminologia UBC

Ainda não temos comentários aqui
Seja o primeiro!