Sentença no Processo Penal - direito-penal

Sentença no Processo Penal

https://img.youtube.com/vi/dMOjiVCBPAU/sddefault.jpg
3. Sentença: • Art. 93, IX, CF = Todas as decisões devem ser fundamentadas. Principio da fundamentação das decisões. A motivação tem finalidade endo e extra processual (Antonio Magalhães Filho). 3.1 A Sentença se divide em três partes: 3.1.1 Relatório: o Juiz vai descrever tudo o que aconteceu durante o processo. ** No juizado Especial Criminal a sentença não precisa de relatório!! Mas ele pode fazer se quiser. Porém, é dispensável. 3.1.2 Fundamentação: O juiz fará sua escolha e deverá descrever o PORQUÊ dela. O Juiz deve valorar toda prova produzida. 3.1.3 Dispositivo: é a parte em que o juiz, coerente com a fundamentação, aplica a lei ao caso concreto e condena ou absolve o acusado, apontando os dispositivos legais que incidem na hipótese. • Principio da correlação entre a acusação e sentença = “O juiz, sem modificar a descrição do fato contida na denuncia ou queixa, poderá atribui-lhe definição jurídica diversa, ainda que, em conseqüência, tenha de aplicar pena mais grave (art. 383 CPP)” = emendatio libelli = exemplo, na acusação ao réu lhe é imputado o crime de furto, porém, o Juiz poderá na sentença, apontar como crime de Roubo. O fato está descrito e por conta disso a acusação atribui um crime, podendo o Juiz divergir sem ouvir ninguém. Vale dizer que o instituto do emendatio existe no 1o e 2o grau. Emendatio Libelli = é a correção da classificação do delito sobre o mesmo fato constante da denuncia ou queixa. • Mutatio Libelli/ Mudança na imputação = Se no ocorrer da instrução, surgir fato não contido e nem explicitamente na denuncia ou queixa, o juiz não pode, por ocasião da sentença, admiti-lo como existente alterando o que foi inicialmente proposto, sem que se dê oportunidade de defesa. Isso porque o acusado defende-se dos fatos imputados e deve ter a possibilidade de contrariá-los. Só há no 1o grau. • Na sentença o Juiz tem que motivar se o sujeito vai continuar solto ou se ele vai ser preso, com base no critério do art. 312 CPP, a saber, prisão preventiva (deve preencher os requisitos da PP = Garantia da OP, Garantia da Ordem Econômica, conveniência da instrução criminal ou garantia de aplicação da lei penal). • O sujeito que responde o processo solto, recorrerá solto. O sujeito que responde preso, recorrerá preso.
@direito-penal UCSAL

Ainda não temos comentários aqui
Seja o primeiro!