Psiquiatria - O Marketing da Loucura - 4: Vender doenças - neu

Psiquiatria - O Marketing da Loucura - 4: Vender doenças

https://img.youtube.com/vi/ie9W4oqo7n4/sddefault.jpg
Visite o site da CCHR (http://www.cchr.pt). Capítulo 4: Vender Doenças A VENDER DOENÇAS A PESSOAS SÃS PREOCUPADAS Vender doenças: "O ato de convencer essencialmente pessoas saudáveis de que estas estão doentes, ou pessoas levemente doentes de que estas estão muito doentes." Os psiquiatras sabem acerca disto. As companhias farmacêuticas sabem acerca disto. Executivos de publicidade em todo o mundo também sabem. Vender doenças é uma estratégia altamente bem--sucedida que transforma situações da vida quotidiana em estados de doença psiquiátrica, levando pessoas de qualquer estilo de vida a preocuparem--se com a última "doença mental" — e ir em busca de um comprimido. E de acordo com um guru do marketing: "Nenhuma categoria terapêutica está mais aberta a ser estigmatizada do que o campo da ansiedade e depressão, onde as doenças são raramente baseadas em sintomas médicos mensuráveis e consequentemente, abrindo a porta à definição conceptual." E isso funciona. Os psiquiatras e as companhias farmacêuticas criaram um mercado lucrativo com receitas brutas de mais de 150.000 dólares por minuto. Mas com a campanha de vender doenças a criar a ilusão de doenças mentais amplamente difundidas, até que ponto os medicamentos psiquiátricos prescritos para o tratamento são seguros?
@neuropsicologia UFJF
Cristina Silva fez um comentário
  • gosto muito deste vídeo por conta do interesse pelas reflexões críticas sobre "a medicalização da vida e da sociedade". Já trabalhei com ele em algumas aulas.
    • 1 aprovações
    Carregar mais