Epilepsia - crise de ausência - neurobiologia

Epilepsia - crise de ausência

https://img.youtube.com/vi/hgBJctsTPkI/sddefault.jpg
A epilepsia é um distúrbio neurológico em que há a sincronização e hiperexcitabilidade dos neurônios. Pode ser generalizada ou focal/parcial, no primeiro caso todos os hemisfério cerebrais são afetados, enquanto que no segundo o processo é localizado. "As crises podem ser de diversos tipos, conforme o comprometimento do hemisfério afetado. Um deles é a crise de ausência, quando o indivíduo fica estático e ausente, retornando em seguida, onde tinha parado. Devido a sua curta duração, dificilmente é percebida por familiares." - http://www.cadastro.abneuro.org/site/publico_epilepsia.asp
@neurobiologia UFMG
Ana Beatriz Leiroz fez um comentário
  • Eu tenho e todo mundo que me viu tendo crises de ausência descreve um episódio parecido com o vídeo. Interessante observar de fora. Obrigada pelo vídeo.
    • 0 aprovações
    Carlos Vaz fez um comentário
  • Uma crise de ausência típica é caracterizada por complexos ponta-onda iniciados em 3,0 a 4,0 ciclos/segundo, com maior abundância de pontas nos primeiros complexos. Pode haver queda na freqüência dos complexos para 2,5 ciclos/segundo ao final do evento. Da mesma forma, os componentes pontiagudos (em geral, duas pontas eletronegativas que se alternam entre duas pontas eletropositivas antes da próxima onda lenta) tendem a reduzir ou desaparecer ao final de uma descarga eletroclinica, dando mais realce para a onda lenta rítmica.... Veja mais
    • 2 aprovações
    Carregar mais