A maior rede de estudos do Brasil

Gestão Atuarial Aula 10video play button

Transcrição


Olá, serão enviados a nossa última aula da disciplina gestão setorial. Hoje nós vamos tratar o assunto igualmente importante e que fecha o ciclo de dez aulas específicas sobre o nosso conteúdo e que vai aguardar a auditoria em detalhes. Serão, portanto, muito bem vindos Vamos a escalada dos assuntos da aula de hoje muito bem na aula de hoje. Nós, mas era o seguinte conteúdo programático Primeiro normas aplicadas as atividades de auditoria independente o parecer, os relatórios que são elaborados pelo auditor independente nas empresas seguro, bem como as premissas, as premissas, estratégias também, os objetivos do planejamento da auditoria e ainda as estruturas, informações, as condições para a elaboração do planejamento, essa mesma auditoria e os itens que são importantes e fundamentais para a nossa análise da natureza, conteúdo e oportunidade dos pareceres e relatórios da auditoria, a disparada de começar a nossa disciplina. Eu vou recapitular alguns assuntos que são importantes em relação ao posicionamento da sua época. Quem naturalmente faz cumprir toda deliberação em relação ao controle interno nas seguradoras? Que a gente possa contextualizar a nossa disciplina, vamos, portanto abrir o nosso muito bem, olhando a imagem do nosso baú. Você deve estar vendo uma rádio que já é nosso conhecido. Ele foi apresentado na terceira, algo, quinhentos. Lais também foi apresentação. Tem aula de revisão do conteúdo das aulas. Uma, cinco e importante que a gente recaptura esses navios para o seguinte motivo porque na prática acaba sendo a instituição que não só atua controlando o mercado segurador, mas principalmente focar ela. Ela pressões, tem foco na operação de controle interno, na medida em que ela busca a estabilidade das seguradoras e também a continuidade das operações. E, naturalmente, busca evitar qualquer tipo de desgaste em relação aos segurados que contemplarão que delegar as seguradoras, o seu patrimônio, e se o seu risco para que eles não têm um problema. Então eu vou mudar que os lados rapidinho, né? Você está vendo aqui, sublinha. Aqui, em amarelo, a Susepe, na prática, é um item, uma entidade que vai fazer com que o controle do mercado segurador ser um pouco mais um pouco, mais justo, um pouco mais efetivo Foi graças à Susepe que a gente passou, não ocupou várias crises financeiras, dado a sua preocupação com a preservação do patrimônio e, também, a continuidade das operações de seguros no mercado brasileiro. Então, ela por si só. Acaba então regulamentando não só a operação das seguradoras, mas também as de resseguro e as de corretor de seguros. Eu vou mudar que os dados para que a gente possa então seguir matérias, fica mais fácil compreender onde eu quero chegar muito bem, relembrando ainda um dos lados da terceira aula. Quando a gente começou falando um pouquinho os temas são as suas utilizados na prática, saber fazer. Ela tinha algumas atribuições que você está vendo neste momento na sua tela e que trata especificamente das sua operação como um todo, disse durante várias aulas para todos vocês, que na prática acabou sendo o grande diferencial no mercado brasileiro, ao longo de muitas disciplinas, de muitos erros cometidos pelo mercado, dado que não havia uma regulamentação mais específica como há hoje. Então, na prática, a probabilidade de uma seguradora hoje quebra, embora ela exista natural, não vai ser Lula. Nunca, por isso a gente está vendo a gestão de hifens territorial. Ela é infinitamente menor do que o que era alguns anos atrás, em especial pela cidade. Nada zero pela sua atitude em relação ao seu processo de controle, tentam eu vou relembrar alguns conceitos importantes primeiro relação à Susepe, ele compete, cumpre fiscalizar a constituição, organização e funcionamento das operações das seguradoras de capitalização, bem como em estado de previdência privada aberta. Eu resseguradoras na qualidade de instituição que executa a política traçada pelo Conselho Nacional de Seguros Privados, que é uma internamente, Talvez o mais importante, todos eles. Ela atuou também no sentido de proteger a captação de poupança popular no que se refere às operações de seguros, Previdência aberta, Capitalização, eu, resseguro, Cabe à Susepe também zelar pela defesa dos interesses dos consumidores, dos mercados que ela se organiza. Supenso supervisiona perdão promover também o aperfeiçoamento. As instituições dos instrumentos operacionais a que são vinculados a eles, com vistas a uma eficiência operacional muito maior em relação ao nosso sistema nacional de Seguros privados, promove também a estabilidade dos mercados sobre sua jurisdição, assegurando a expansão e o funcionamento de entidades que operam na prática. Essa função no projeto faz com que o mercado seja na casa um pouco mais sólida, pouco mais, um pouco, mais consistente. Evite exposições, há riscos necessários, principalmente nos de renda variável. Ela também zela pela liquidez e solvência das empresas que integram esse mercado, disciplina e acompanha os investimentos dessas entidades, em especial os que são efetuados em bens garantidores das provisões reservas técnicas, que também foi maior específica. A nossa gente dizia que, ativo dado em garantia obrigações as seguradoras em geral, só pode ser liberada com a criação da Susepe. Esse é um ponto que realmente é bem importante estabelecer musculares que mantém o nosso mercado segurador, hoje bem estável, bem sólido. Ela também cumprem. Faz cumprir as deliberações do Conselho Nacional de Seguros Privados nas esses atividades que lhe foram delegadas, bem como promove os serviços de secretaria executiva do Conselho Nossos. Esse último, na prática, já não é tão importante. Foram razão muito simples, porque o de energia, da preparação seguros acabam migrando de uns anos para cá, no sentido de que essas é que passou a ser um pouco mais atuante e muito mais preocupada com esse processo de auditoria. Controle interno razão pela qual a gente não poderia deixar de falar na gestão setorial, Um pouco de auditoria também, um pouco dos procedimentos, que auditoria adota enquanto a ação, que naturalmente, vai manter a operação funcionando, O que a gente busca no processo, a diretoria está fazendo Hoje não é só não conformidade, a gente também busca de feras conformidade e, eventualmente, algum um outro. Vamos dar assim o nome de embaraço técnico, para que você aponte um caminho. E, naturalmente, existe qualquer tipo de exposição desnecessária, em especial em relação à gestão de risco, Explica. Porque lá na Fifa foram porque subiu também em geral, por exemplo, operações de seguros, quem subscreve o risco, quem aceita o risco não é o mesmo que faz a emissão da polícia E também não é o mesmo que paga o sinistro, esse princípio, princípio classe da segregação de risco. Ele hesita com que a pessoa que pode aceitar seja a mesma que gera o contrato, seja a mesma que paga um eventual sinistro. Então, por exemplo, essas preocupações clássicas, que essas é que tem, que busca evitar com que ocorre naturalmente para a concentração de poder, não de uma única pessoa. Vamos, portanto, a aula de hoje, mais especificamente, entrando direto ao assunto. Muito obrigado se não lhe agora a introdução. Desculpa minha minha pressa, mas em outras mudaram. Não tinha observado história na introdução à telinha, em que temos um agente secreto. Ninguém se apresenta como auditor e mostram a credencial de agente secreto. Ele até chega em muitos casos. Vamos assim dizer, devagar no contexto que lhe é apresentado, mas não se iludam, cabe a ele buscar toda e qualquer inconsistência em relação às regras. Procedimentos, O que quer que seja deliberados pelo órgão que regulamenta, seja ele o Conselho Federal de Contabilidade, seja ele a Susepe, se elevam central, Quem quer que seja. Então? Nessa hora, portanto, o Conselho Federal de Contabilidade, saber essas regras, os procedimentos técnicos que são observados quando da realização dos trabalhos de auditoria independente. Eu vou voltar aqui para o público, para que você deseja novamente. Quando a gente fala em identificar os procediment