A maior rede de estudos do Brasil

Mário Ferreira dos Santos - Analogia do Servideo play button

Transcrição


o que elas têm. O seguinte tem que ter um Logus análoga, antes tantos quantos logos análoga antes forem necessários para que as coisas tenham semelhanças? Elas têm semelhança, portanto, em alguma coisa que haja análoga e o Logus análoga antes. De qualquer forma, têm que nos levar aos lobos que seja o mesmo para ambas as coisas. Porque do contrário, jamais essas coisas she poderiam ser tomadas como formando uma realidade. Então, neste caso, elas estariam habitualmente separado e haveria culturas. Você, isso nós demonstramos na odontologia. Daí porque mais uma vez se comprava a grande validez que existe no pensamento Pitágoras que no fechamento do relatório, nós sabemos que Aristóteles teve uma grande preocupação em desenvolver o seu pensamento no campo da analogia. Nós sabemos que todo odontologia aristotélica é uma ontologia que afirma a analogia do centro. Destinar, partimos da analogia apenas como semelhança tem alguma coisa? São parecidas? Não teríamos que basearmos, então quer se aparecer, só seria dada por nós aqui. Notamos que as coisas têm parecer muita, está parecença, tem que se dar realmente nas coisas. Agora, se aparecer tem que se dar realmente mais coisas a nas coisas alguma coisa que ela se encontra então tem que ser uma razão e uma razão lagos que que ambas participem deste mesmo logo, em algum aspecto elas têm que participar. Ideologicamente, a participação deve ser a mesma sintética, porque do contrário haveria um abismo taxado entre os seres, porque cada ser teria então alguma coisa que separaria completamente de outro e teria que ser uma ruptura do chefe e nós vamos ver porque a única separação a necessidade de modo absoluto, então a separação das singularidades. Isto eu cresci demonstra, demonstrará mais adiante a matéria e a da singularidade da singularidade histórica, mas a singularidade histórica no crime, o abismo no serviço para que ela surge de uma determinação e Cida não ser sem ser uma ruptura no Ceará, porque se nós, por exemplo, pensássemos o fato dele Pedro ser uma singularidade histórica em João ser uma singularidade histórica, os dois como singularidade são absolutamente intocáveis. Não se poderia dar nenhuma troca entre os dois. No entanto, os dois significa na identidade formal específica de seres humanos de seres humanos, Então não vamos resolver. Foi um problema da da dar singularidade, sem necessidade de fazer rupturas no Ceará. Nós vamos então chegar idêntico perfeito, porque eu ser consigo mesmo índice, mesmo sem necessidade amp as suas ligações com os outros neste caso sem necessidade de tornar a divindade abaixo também que permeável para nós. Como analogia levado aos seus, estamos seguindo a linha estratégica, terá fatalmente que cair nesta por então, entre o infinito infinito. A distância seria tão grande que ele jamais poderiam se entender. Então toda religião cairia, porque a religião tem, necessariamente que afirma a possibilidade uma do retorno do finito e infinito, porque esta é a verdadeira via religioso. Este não vamos colocar nenhum pensamento deste. Nós faríamos uma ruptura no ser dita afirmando que jamais este retorno seria possível. Então neste caso toda a religião já poderia. Quando muito chega uma referência o chefe supremo, mas nunca uma via de reencontro para sempre. Para todo o sempre nós estaríamos completa e absolutamente separados o sérvio prêmio para Estimulou que promete o cristianismo como religião. Rio de Janeiro Caracterizados precisamente por este recurso, a religião é uma procissão de retorno. Ela é toda a atividade do homem através das coisas através do seu jato, buscando reparar a primeiro princípio de todas as coisas. Este é o sentido de lugar. Este será um ser supremo e a concepção a na lojista levada na linha aristotélica, mais cedo ou mais tarde tem que se colocar na teoria da agricultura. Disse que nós vimos na filosofia concreta. É absurda, enquanto que a posição platônica pitagóricos platônica, do longo de análoga antes vai afirmar a presença de identificações mil próximos, mais remotíssimas, sempre ainda o panteísmo, porque o receio de todas as que se colocam na posição na lojista é o temor da universidade Jogar um pouco de uma vocação cujo nome do caixão digere levará fatalmente pelo canteiro. Nós veremos, mais adiante, como trabalhando com essas ideias. Dois Desconte conseguiu, de uma maneira brilhante, evitar o panteísmo sem evitar, sem necessitar de lançar muito da outra teoria que é a cultura do chefe. Para chegar aqui, é preciso distinguir a identidade real da identidade, da razão que a esperança, a ideia da cidade, segundo a muitas cidades, segundo a nossa Universidade a nossa universidade, criar identidades tem razão depois, mas tudo é feito nosso. Vamos transformar a viver como se realmente elas, de dez a mente humana, abstrair praticamente o que é dado contrato tamente. Na realidade, é o caso do meu A potência taxativa infinita está contida como um outro está contido no seu da potência infinita ativa. Nossa mente é que notifica mente desdobra o que está dado contra a PEC tamente. Na realidade, por ser idêntico, na realidade, não exclui um ser de mosquito com distensão modal, Porque o circo afirma ser assim mesmo. Na realidade, ela idêntico a barreira não exclui que nós possamos distinguir modalidades dele e possamos distinguir. Tem uma razão, aspectos que são distintos, porque a ligação chance incorporar a afirmação Quando o verso chumbo presidente, conquanto nós afirmarmos uma distinção, nós não estamos negando a identidade. Nós estaríamos levando identidade sigilosa ao afirmarmos uma distinção. Estivemos tivéssemos dizendo isto o que nós distinguimos está provando que não a identidade de uma coisa não, porque nós distinguimos, tinha distinguimos em Deus, une potência da potência. Nós não estamos dizendo que, por isso ele não herdou tico, não, porque a onipotência implica necessariamente a um chapéu que ele, potência poderia ser onipotente. Será simultaneamente como ministra, pede por que se identifica. Segundo a razão, pode não identificar se, segundo o modo, pudemos identificar uma coisa segundo a razão, que não está identificado. Segundo o modo, quando as coisas não se identifica mês segundo a realidade, nas segundo o modo, mas apenas segundo a NASA quer dizer então que o SUS criadas por, mas não são necessariamente reais reais, mas podem ser reais porque há coisas permite que nos dizem que essa distinção seja a negação da identidade. Pouco importante Isso a afirmação da justiça nem sempre é a negação da identidade. É a negação da identidade. Aspecto que não está negando seu destino em Pedro a normalidade. Ele já espera que os animais, os aspectos vegetativos, eu não estou por isso negando a identidade de Pedro. Este ponto importantíssimo, porque neste ponto muitos cometeram gravíssimos erros. Muito julgaram que porque pode se distinguir, então a coisa uma idêntica. Pós- estabelece distinções meramente energéticos entre coisas que na realidade, são idênticas, como também é capaz de um nível ética muito no conceito. Coisas que na realidade, são diversas oitocentos a gêneros distintos, constituído de concluir pela unidade do universal. Como nós vamos ver mais adiante onde estudamos as unidades, a identidade foi negação de diversidade, a identidade, razão, chora máxima identidade. Quando conceber, negue toda distinção, na realidade enfrenta. Mas quando a identidade razão houvesse apenas sobre o aspecto na coisa, sem pretender identidade absoluta, mas apenas à semelhança de uma conveniência está muito, exclui uma identidade absoluta. Na realidade, esta identidade não é, portanto, a máxima identidade. O tempo já passou da nossa lá grosso, teríamos ainda há muito o que dizer, mas como investigamos um determinado ponto em que a matéria não exige uma certa unidade, não somos obrigados a parar hoje aqui no exame da Justiça para prosseguirmos na próxima vez, porque já poderemos abordar a maneira dever para contrariar contrária e até contraditória a posição de seu tamanho. Na verdade, não é. No lado contrário, ninguém é contraditória, a posição desconta mais dec