A maior rede de estudos do Brasil

ESTUDOS DISCIPLINARES UNIDADE II VIDE1video play button

Transcrição


nta e cinco mil e novecentos mil novecentos e cinquenta mil novecentos e noventa tentando chegar o mais próximo da nossa atualidade, com uma tendência para o ano de dois mil e vinte e uma década de dois mil e vinte. E aí você percebe que no primeiro período, a primeira onda do capitalismo teve lá a força da inovação tecnológica, da economia industrial, na força hidráulica, na indústria têxtil, na importância do ferro e a Inglaterra como promotora desse desenvolvimento. E aqui estou falando basicamente da revolução industrial da Primeira Revolução Industrial. Depois lá na segunda onda, já temos a máquina a vapor, o desenvolvimento das ferrovias, o uso do aço e do carvão e a importância não só da Inglaterra para a Europa como um todo, como eixo de importância berço da mudança industrial, depois a terceira onda, eletricidade, produtos químicos, o uso disseminado dos automóveis e o papel importante representado pelos Estados Unidos e pela Europa em toda essa movimentação, mais para frente de mil novecentos e cinquenta até mil novecentos e noventa, chegando mais próximo da nossa atualidade, indústria petroquímica, indústria de eletroeletrônicos, a aviação e os Estados Unidos como sendo aqui o berço das grandes mudanças. E para o final a quinta onda do capitalismo, as redes digitais, a informática, a biotecnologia, a mídia, os Estados Unidos, a União Europeia, eu Japão como berço determinante das mudanças tecnológicas e dos centros de pesquisa. Claro que se a gente passar de dois mil e vinte, ou ao passar de dois mil e vinte, uma nova onda do capitalismo surgirá e aí? Então, quais serão as inovações tecnológicas que movimentarão todo esse processo? Um marco importante para compreender o mundo contemporâneo. Então está onde no pós guerra, na pós Segunda Guerra Mundial, na criação das instituições de Bretton Woods e ali, o papel desempenhado pelo Fundo Monetário Internacional, pelo Banco Mundial e pelo Acordo Geral de Tarifas e Comércio, que depois foi desenvolvido em termos de MC, avançou para a Organização Mundial do Comércio e também representado aqui pela ONU Organização das Nações Unidas voltadas para voltada melhor, dizendo para as questões de acordo de paz. Então essas instituições do acordo de Bretton Woods e o processo depois da Segunda Guerra Mundial são importantes para a gente poder entender a evolução do capitalismo. E essa sequência de onda cíclicas que o capitalismo tem deu por avançar e as possibilidades de desenvolvimento econômico trazem na sua discussão algumas críticas que são efetuadas sobre essas ondas cíclicas e aquilo listo para você algumas dessas críticas do mundo contemporâneo uma coisa são as relações internacionais. Outra coisa é a melhoria da sociedade envolvidas com as relações internacionais. Então, temos uma globalização da pobreza, uma exploração capitalista, a relação globalizada, dores globalizados, uma condição de melhoria na amortização da dívida externa de países em desenvolvimento em relação aos subdesenvolvidos. A questão do meio ambiente, do ar, da água dos recursos naturais também é importante na atualidade. Há uma preocupação crescente com as sociedades vindouras dizer o que é que o sistema capitalista da atualidade está oferecendo para a sociedade que virão daqui para frente. Então, são críticas que se coloca ao processo de globalização e ao avanço capitalista. Assim, passamos a nossa primeira interatividade dessa aula acompanha a leitura comigo. Com o desenvolvimento capitalista, há uma tendência de haver concentração e centralização do capital industrial. Uma segunda característica é o movimento de concentração e centralização do capital monetário. Sobre essa afirmação, pode se dizer que a afirmação é totalmente incorreta, pois o desenvolvimento capitalista não tem relação com o capital industrial. A afirmação é parcialmente correta, faltando incluir a importância adquirida pela exportação de capitais. Ser a afirmação é parcialmente correta, faltando incluir a importância do caráter produtivo do capital monetário. De afirmação é parcialmente correta, pois o desenvolvimento capitalista não tem relação com o capital financeiro. A afirmação é totalmente incorreta, pois o desenvolvimento capitalista tem a característica de ampliar o acesso a todas as mercadorias, especialmente as de bens de capital. Reflita, eu volto daqui a pouco