A maior rede de estudos do Brasil

Direito Processual Civil - Aula 01 - Capacidadevideo play button

Transcrição


oi Pessoal, também sejam bem vindos. Nós vamos trabalhar em Direito Processual Civil. Meu nome Aleksander, Alexander Augusto e espero poder ajudar. Vamos trabalhar no código. A gente começa falando de capacidade. A gente vai trabalhar os artigos sétimo há quarenta e cinco referência ao seu edital Os sujeitos do processo, temos várias informações. Aí vou falar da capacidade de ser parte da capacidade de estar em juízo e dessa capacidade postulatória. Quem vai poder ser parte do processo que pode estar em juízo e quem pode postular a história do advogado, a capacidade de ser parte olha, eu diria o que pode ser parte em um processo quem pode ser parte, Tanto uma pessoa física, pessoa física, como também uma pessoa jurídica, essa pessoa física, ela não importa se é maior ou menor de idade, maior ou menor, não importa se é nacional ou se é estrangeiro. Qualquer um deles pode ser parte. Aqui no nosso processo, a pessoa jurídica eu não vou falar será maior ou menor. Mas eu digo que ela pode ser tanto uma nacional como uma estrangeira Agora. A lei trata de algumas hipóteses que não são nem pessoas físicas nem pessoas jurídicas, não são pessoas formalmente são admitidas no processo, mas não são pessoas. A gente fala de pessoas formal, apenas formalmente. É considerado a pessoa. Mas na verdade não é como pessoa formal. Eu posso indicar alguns exemplos ou colocar alguns exemplos aqui para vocês falar do espólio. Escolha aquela massa de bens da pessoa que faleceu em juízo. Quando ele morre, ele fica em juízo. Fica o seu espólio depois de trabalho. Isso a gente tem a massa falida, Massa falida da Encol não é uma pessoa jurídica, mas pode prejuízo. Nós temos aqui um condomínio, você que mora em um apartamento, por exemplo. O condomínio não é uma pessoa jurídica. E talvez você fica na dúvida porque o seu condomínio pode ter CNPJ. E aí você imagina bom cadastro nacional de pessoa jurídica. Sequer. Se isso CNPJ é um antigo, seja ser cadastro geral de contribuintes de alta, serve para fins de Receita Federal. Não quer dizer que a pessoa, por exemplo, o TJDF eu sou do TJ, espero vocês aqui no TJ. Quando você vai declarar o imposto de renda, você recebe aquela declaração informando os vencimentos. Você vai ver que o TJ, que é um órgão, tem CNPJ também nem por isso ele pensou o CNPJ só para fins de organização frente à Receita Federal. Então, tem um espólio massa falida, o condomínio Quem mais eu poderia indicar aqui, uma sociedade sociedade sem personalidade jurídica, sociedade sem personalidade jurídica. Eu posso, ainda que indica nascituro. O nascituro é aquele que ainda não nasceu. Ele ainda está na barriga da mãe, mas já pode ser parte no processo, pode de alimentos, pode pedir proteção em relação à sua dignidade. E aí nós tivemos a pouco tempo atrás uma ação de alimentos gravídicos. A lei trouxe essa história de alimentos gravídicos o nascituro, já pedi alimentos. Nós tivemos também há pouco tempo uma ação contra o artista de televisão que fez uma piada relacionada à mãe e à criança a criança na barriga da mãe na cintura. E aí pediu se dano moral. Aí eu posso falar que ainda de quem mais pode, mas falida condomínio sociedade sem personalidade jurídica, nascituro ou outras situações. Olha, eu vou pedir um cuidado especial para você para fazer a leitura do artigo. Doze Ler artigo doze Daqui a pouquinho eu vou te mostrar esse artigo doze mas o artigo doze já vai dizer presente quem representa esse espólio em juízo, disse o inventariante. Aí muito cuidado, porque o parágrafo primeiro diz que se o Secretaria de Formativo, todos eles deles sucessores, terão que estar no processo também a massa falida, pelo síndico do condomínio, pelo síndico administrador, sociedade sem personalidade jurídica, pelo administrador dos bens não tem a figura do futuro lembrar que uma outra hipótese poderia falar aqui também de órgãos públicos, órgãos públicos. O colega de administrativo vai dizer para você que ele não vai a juízo, mas eu tive que excepcionalmente, vai excepcionalmente, um órgão público pode ir a juízo, como é o caso do Ministério Público, como é o caso da Defensoria Pública, que ajuizou uma ação civil pública, como é o caso do Supremo, do órgão público, defender a sua prerrogativa institucional em juízo, porque não foi repassada a ele a verba do Orçamento. Então, imagine que o Executivo de um determinado estado não repassa a verba orçamentária do Judiciário. O próprio Tribunal de Justiça vai a juízo. O órgão então, está aí daqui a um pouquinho, que mostra esse artigo doze, que é muito importante para a gente trabalhar. Quem pode ser parte de pessoa física e jurídica e quem não é pessoa que a gente chama de pessoa formal, vamos dar continuidade. Todos aqueles podem ser parte, mas admitiu que nem todos poderão estar em juízo para ir a juízo estar em juízo. A lei exige que ele tem a capacidade de exercício de seus direitos. Não se preocupe, vou repetir. Olha essa capacidade de estar em juízo. Ela também é denominada capacidade processual ou também chamada de legitimidade. A de processo é a mesma coisa. Capacidade de estar em juízo. É a capacidade processual. É a legitimidade à de processo qual é a a história. Então, a capacidade para estar em juízo é dada àqueles que têm a capacidade capacidade de exercício dos seus direitos, a capacidade de exercício dos seus direitos, aquele que pode exercitar os seus direitos, Ele é capaz. Sendo capaz, diz a lei. Ele poderá estar em juízo, mas atenção lá no Direito civil, você fala de uma diferença de capacidade de direito que é a pessoa que é titular de direitos, obrigações a capacidade de direito era dada. A pessoa que nasce com vida nasceu, respirou, deixam passar de direito. Existe uma outra que a capacidade. De fato, a capacidade de falta desde vem, depois do DEM decoreba. De fato, ela também chamada de exercício, capacidade de fato, capacidade de exercício, é justamente a capacidade de exercitar esses direitos que eu tenho esse direito. Então, o menino lá de um mês de vida, ele pode ser dono de uma fazenda, pode ser dono de um carro, ele pode ser dono de um apartamento, recebeu de herança, por exemplo, receber doação. Ele pode ser o dono, mas ele não tem como exercitar esses direitos, porque ele só vai ter essa capacidade de exercício em geral aos dezoito anos. Então, todos dizendo para ter essa capacidade de estar em juízo, ele precisa ter a capacidade de exercício dos seus direitos. Quem tem essa capacidade de exercer seus direitos, o capaz. Veja só aparece aqui para colocar mais fraca um pouquinho, não pode. Isso aqui eu coloco mais para aponta para a gente aproveitar melhor o capaz. Então é isso que tem a capacidade de exercício em regra, só para você visualizar. Ele é o maior de dezoito anos, ele pode estar em juiz. Ele pode ir a uma audiência, tudo. Se ele for incapaz, eu vou dividir entre absolutamente incapaz, absolutamente incapaz, absoluto narrada de pessoas a nem escrever, absolutamente absoluto esta mente capaz ou relativamente incapazes. Se ele é absolutamente incapaz, a lei diz que ele precisa ser representado. Ele é relativamente incapaz, ele será assistido. Então? Olha o decoreba absolutamente incapaz, representada, relativamente incapaz, assistido, pode ser nesse aspecto ou nesse absolutamente incapazes, representado, relativamente capaz de assistir. Depois a gente vai fazer o município de exercícios e vocês vão ver que isso aqui é cobrado. Isso tem que ter esse cuidado na hora da prova lá com a expressão da hora, o artigo sétimo disse Toda pessoa que se acha no exercício dos seus direitos tem capacidade para estar em juízo. Oito. Os incapaz es serão representados, tenha representado absolutamente ou relativamente incapazes, o absolutamente incapaz, representados, fogo, assistidos. E aí o assistido é o relativamente, relativamente ao sigilo de seus pais, tutores ou curadores, na forma da lei civil. Essa indicação que a lei traz. Muita gente fala de representantes do assistente. A lei começa a trabalhar, a ideia do curador especial, o curador especial, ele tem a função de tomar conta de um processo lesivo. Olha,