A maior rede de estudos do Brasil

CSp3_0125video play button

Transcrição


vamos continuar. Então a gente falava da substituição das partes e dos procuradores. Nosso assunto ainda é aquela história de sujeitos do processo. Um pontinho do edital vai demorar bastante para trabalhar. Ele tem bastante coisa sujeitos do processo. Então vou substituir a parte do Sudeste. O procurador falei se eu quero trocar o advogado, eu cliente, não quero mais o advogado. Eu revogo o mandato. Que outro dia ele levou uma procuração. Quando eu revogo eu já tenho que no mesmo ato, indicar outro advogado na renúncia, ao contrário, é o advogado que não quer mais o cliente a renúncia. O advogado disse que não quero esse cliente já científica, ele está aqui. O juiz, a ciência dele e o advogado continua obrigado pelos dez dias seguintes. Essa. Então a renúncia bom sobre a substituição das partes. Como se dá a submissão das partes? Primeira coisa. O artigo quarenta e um vai dizer pra gente que só é possível se a substituição se a lei autorizava um ano quarenta e um só é permitido no curso do processo a substituição voluntária das partes, submissão voluntária nos casos, preços em lei. Daqui a pouco te mostra um caso em lei bom no caso de morte que acontece, digamos o João. Aqui morreu. João morreu Se o João morreu, tiro ele do processo e no lugar dele eu coloca os herdeiros ou coloca o espólio. Escolha sempre que há um vínculo patrimonial? Veja lá na nossa primeira aula. Primeira, segunda ao o artigo doze eu comentei Quem representa o espólio em juízo? Quem representa o espólio? Juízo inventariante inventariante for dativo Todos os herdeiros e sucessores deverão estar no processo. Tem essa previsão aí? Em alguns casos isso não ocorre em alguns casos. Não vou substituir João em alguns casos, como nos casos das ações personalíssimas. Nessas ações personalistas, eu não tenho a opção de substituir, porque a ação é personalíssima. Como tem um caso aqui de separação, divórcio, uma interdição. Nesse caso específico, eu não posso fazer essa substituição. Eu vou, na verdade, extinguiu o processo sem mérito. Este início. Processo aí, sem mérito, extinguiu sem mérito. É ótimo. Quando eu falo de substituição das partes eu quero que você guarde aqui que isso é sinônimo de sucessão processual, sucessão, consensual. E aí você vai ter que ter um cuidado bastante carinho ao verificar esses nomes. Olha sucessão processual, é diferente do que a gente chama de substituição processual a substituição processual. Nós indicamos que ela é cabível quando você está falando de uma legitimidade extraordinária. Então, cuidado com essas informações, sucessão processual e substituição são nomes muito próximos, mas são coisas absolutamente diferentes. Cuidado com isso também, então vamos continuar. A lei vai falar aqui nesse caso de morte. Lá no artigo dois mil e cinco, que ocorre com o processo, o juiz tem que suspender o processo, mas se já tiver iniciado a audiência de instrução e julgamento, diz a lei, que já iniciou audiência do julgamento. O advogado continua no processo até acabar a audiência. Eu só suspendeu depois de publicar a sentença. Ou o acórdão não tem essa previsão. Se a pessoa morre em regra, suspende o processo para que se faça a substituição pelo espólio ou pelos herdeiros. Mas, se já tiver começado a audiência não suspenda, só deixe para suspender depois da sentença. Depois do acordo com a publicação, o advogado continua no feito também Artigo quarenta e três falar ocorrendo a morte de qualquer das partes da sexta edição, pelo seu espólio ou pelos seus sucessores, que são os herdeiros, observado o disposto no dois mil, assim quer dizer dois mil e cinco suspense o processo pela morte ou perda da capacidade processual de qualquer das partes morte da parte de seu representante legal ou de seu procurador, no caso de morte ou perda da capacidade processual de qualquer das partes do seu presidente legal aprovado, o falecimento da capacidade. Isso a regra, suspenderá o processo, salvo se já tiver iniciado a audiência, a atração julgamento, caso em que o advogado continua o processo até o encerramento e ele só é suspenso a partir da publicação da sentença ou do acordão. Então eu trago para você a informação e depois da informação a gente vai sempre a lei para que você possa aguardando fazer as suas anotações. O item seguinte então anote em quarenta e dois, quarenta e dois fala da alienação da coisa ou direito litigioso. Eu propus uma ação contra você depois que você foi citado, o bem se tornou bem litigioso e você resolveu vendê lo. Vai perguntar é possível vendê lo? Tanto é que a gente vai tratar desse assunto. Bom, Qual é o ponto? Então, qual é a premissa para fixar um bem? Uma coisa, um direito como sendo litigioso. A partir de qual momento eu digo que o bem litigioso eu falo esse momento a partir da citação válida a partir da citação válida o bem, a coisa. O direito é considerado litigioso com a situação, com a citação a um litígio sobre esse reembolso, mas que a situação situação é aquele África do conhecimento a pessoas que existe um processo do conhecimento e chama. Ela chamou ela ao juízo para se defender mais adiante a gente vai trabalhar. Então efeitos na citação válida diz o duzentos e dezanove. Já que estou trabalhando isso já vou falar para você Efeitos da citação válida. Seu edital também cobre esse artigo, Por isso eu vou fazer uma pausa na alienação da coisa direito litigioso para te falar desse artigo. Duzentos e dezanove importantíssimo importantíssimo dezesseis. A estação válida gera para a gente cinco efeitos cinco efeitos de isla torna para evento Hoje o juízo torna prevendo o juízo. Ela induz litispendência, induz litispendência, torna coisa litigiosa, torna nossa coisa litigiosa ainda interrompe a prescrição, interrompe a prescrição e constituem constitui quem mora o devedor. São cinco e fez, torna prevendo juízo, torna a em duas litispendência. Torna coisa litigiosa. interrompe prescrição constitui mora o devedor cinco efeitos da citação válida Você vai encontrar no duzentos e dezanove Para esses dois casos de baixo. A lei diz que ainda que a situação tenha sido ordenada, ainda que ordenado, eu vou simplificar aqui, ainda que a situação tenha sido ordenada por um juiz incompetente por juiz incompetente. Bom esses dois casos de baixo para esses três de cima, eu chamo de efeitos materiais. Desculpa Efeitos processuais em cima são efeitos processuais. Era só para saber se você estava prestando atenção, efeitos processuais, prevenção do juiz ou independência e coisa litigiosa. Efeitos mais efeitos processuais Os dois de baixos são chamados efeitos materiais. Esses dois aqui são efeitos então Materiais Efeitos uma teria esta última vez materiais feitos processuais conseguiu duzentos e dezanove. A situação válida faz o que o número torna primeiro juízo número dois Indústria Independência três Faz litigiosa coisa quatro ainda quando ordenada por juiz incompetente quatro constituem, mora o devedor e cinco interrompe a prescrição. Cuidado que a sua prova vai dizer que tem esses efeitos e os de baixo. Ela vai dizer assim, desde que ordenada por juiz incompetente vai mudar, não é? Desde que ainda que ordenado ou ela vai dizer, ainda que ordenada por juiz incompetente. A citação válida, por exemplo, torna prevendo o juízo, pega um caso que não seria um dos dois aqui de baixo. Não se deixe cair nessa casca de banana, então são três em cima. Dois. Embaixo, aquisições feitas materiais esses dois de baixo, ainda que ordenado por juiz incompetente, os últimos, a história da mora e a história da inscrição, essa história, o dois em dezanove. Ele continua traçando algumas informações e de Zola, a interrupção da prescrição que se dá com a situação vale. A gente falou esta ação válida que interrompe a prescrição, essa interrupção ela retroagem a data da propositura. Então eu propus a ação aqui. Pose Tura não é a propositura da ação que faz interromper a prescrição, não. Lá, para as tantas, o réu vai ser citado. É a citação válida que interrompe a prescrição, mas a contagem do prazo volta A propositura reforçou que a prescrição é o prazo que você tem para cobrar is