A maior rede de estudos do Brasil

Aula 1 - Compreensão e Interpretação - Linguagem Verbal e Não Verbalplay_circle_filled

Transcrição


olá, sejam muito bem vindos a nosso módulo de interpretação de texto. Eu sou a professora Teresa Cavalcanti e vão acompanhar você neste percurso e tenho certeza, será divertido e bem eficiente. Bom, espero que seja eficiente a prova de língua portuguesa nos concursos costuma ter duas grandes áreas área de gramática, que é normativa, impositiva, imperativa, estabelece o que é certo e o que é errado e a área de texto, as questões de texto, que são questões que cobram a interpretação e a compreensão dos textos, Mas não só elas terminam indo muito além e cobrando aspectos teóricos. Nós vamos trabalhar com a parte de interpretação de texto. O que ele significa? Teresa significa que nós vamos trabalhar com todos os tópicos que possam ser cobrados nestas questões, desde os tópicos relacionados à compreensão mínima do texto. Aquilo que parece óbvio, mas que vai estar certa de vez em quando acontece isso, nem de vez em quando com muita frequência e tópicos que eventualmente podem ser cobrados, porque são recursos de estilo que alguns examinadores gostam. Então nós vamos percorresse longo caminho que essa trajetória de leitura e interpretação de texto segura na minha mão e vem comigo mas vamos ver primeiro o que é que nos espera que nessa nossa ementa, nesse nosso conteúdo programático, quando nós falamos tem texto. E aí alguns dizem sem a parte de interpretação de texto é muito difícil, Tenho as minhas notas nas questões de interpretação, terminam prejudicando a minha nota no português eu vou melhor em gramática. Vamos dividir uma coisa que o primeiro. Existem duas partes que compõem o texto. Todo o texto é formado por dois lados. Esses lados são um pouco indissociáveis, mas homem separá los aqui por uma questão evidentemente didática. Todo o texto tem o conteúdo, que é aquilo que o autor do texto diz. A análise do conteúdo é o objeto de estudo da semântica e a semântica vai estudar a significação vocabular, a significação das palavras em dado contexto. Muitas questões de interpretação, na verdade, são questões desse significação vocabular, ou seja, de sentido de domínio de vocabulário. E também a semântica vai cobrar a significação textual, a significação textual com aquilo que nós compreendemos e com aquilo que nós interpretamos. Theresa, Existe uma diferença entre compreender e interpretar, Sim, existe e você vai ver isso lá nos editais dos concursos que você fizer, você vai encontrar, sim compreensão e interpretação de texto. Se fosse a mesma coisa, não haveria essas duas palavras. Compreensão do texto é o entendimento das informações que estão explícitas no texto que estão na superficialidade que estão claramente apresentadas no texto. Então, quando eu entendo aquilo que o texto explicitamente diz eu faço uma compreensão do texto interpretar além, interpretar e entender também o que o texto não diz na sua superfície, ou seja, o que o texto diz nas suas entrelinhas, mas que diz que está no texto. Então são duas habilidades diferentes de leitura. Um leitor precisa compreender e precisa interpretar. Algumas bancas cobram mais a compreensão, outras cobram mais a interpretação, mas a maioria cobra as duas coisas. Mas olha só vamos falar aqui, nós dois para você logo entender essa diferença, ela é conceitual, é bacana, que você saiba, mas você não vai precisar dela, na verdade, para fazer a sua prova, Porque a prova de leitura e interpretação de texto é uma prova prática. Não é? Você tem o texto, vai ler o texto e vai fazer algumas canções na prova. Não vai cair a diferença entre compreensão e interpretação. Então é só uma dica para você entender o que esse conceito que é compreender o texto, interpretar o texto, mas não fica preocupado com isso também. Porque não saber corar isso? Não sou memorizar porque lá na sua prova isso não vai cair. Isso é mais assim para a gente entender o que significa a leitura de um texto, captar todas as informações estejam elas explícitas ou não, muito mais do que qualquer atitude diferente que a gente tenha de ter. Se a questão for de compreensão de interpretação, porque na prática, elas se mistura muito também. Então volta lá. A compreensão é o entendimento dos explícitos interpretação é o entendimento dos implícitos. Se eu digo a você, por exemplo, que meu irmão parou de fumar há dois anos, O que é que você interpreta, que ele fumava? Parou de fumar, indica a interrupção de uma ação? A ação de fumar que existia? Isso é interpretar, tá vendo como é fácil, não tem segredo. Às vezes a gente não precisa nem saber essa diferença para fazer a leitura do texto. Entre compreensão interpretação. É mais didática do que prática, mas o texto não tem só o conteúdo. O texto também tem expressão e a expressão do texto é um estudo de como se diz e não do que se diz e um estudo do, como se diz, é feito pela estilística, que é uma área do texto. Texto tem duas áreas objetos de estudo a semântica estilística Gramática tem três Fonologia, morfologia e a sentasse. A estilística não vai estudar o conteúdo do texto. A estilística vai estudar a maneira, o modo como o autor do texto organiza essa produção, então faz parte da estilística o estudo dos tipos de linguagem A linguagem verbal não verbal, denotativa com rotativa o estudo das tipologias textuais Descrição narração Dissertação dois Gincaneiros é uma crônica, é uma bola de remédios, é um verbete de dicionário. É um poema dos recursos de estilo. Se o examinador se o autor do texto, por exemplo, usou a ironia se ele usou uma metáfora se ele fez uma pergunta retórica e também um estudo dos mecanismos de coesão, como o autor do texto articulou as partes do texto, como ele fez a conexão, a coesão é a conexão entre as partes. Então todo o texto tem conteúdo e a expressão você sabe disso você já deve ter ouvido ou dito o seguinte frase abre aspas o que incomodou não foi. O que você disse foi como você disse, Faixas já ouviu, eu já disse não, então a gente sabe que existe. Como você disse, que a expressão e o que você disse que eu posso dizer a mesma coisa Ou seja, transmitir a mesma mensagem usando diferentes modos não é? Não. Eu não sou mais porque os canais são outras. Como mandar um acusado é um canal? Posso mandar um e mail, outro canal? Posso telefonar ao telefone? Outro canal? Não estou nem falando disso, é a maneira mesmo de organizar a minha linguagem. Então todo o texto tem esses dois lados, o conteúdo que você disse e a exploração, Como você disse, o examinador cobra as duas coisas. Então, veja nem tudo o que cai na prova, a compreensão e interpretação, porque compreensão? Interpretação só está lá daquele ladinho. Da semântica, da avaliação do conteúdo. Muitas questões de interpretação de texto cobram, na verdade, aspectos relacionados à estrutura do texto, a tipologia do texto e não, de fato, a compreensão. A primeira coisa a gente saber o que vai estudar. Nós vamos ficar juntos aqui durante alguns módulos E aí a gente precisa saber qual é a nossa matéria que eu vou estudar nessa matéria. Você vai estudar esses dois lados. Essa é a nossa, alimenta o nosso conteúdo programático. É tudo isso que está naquele quadrinho. Vou votar no quadrinho e você vai ver que há uma coisa a uma matéria, um objeto que está aqui nos dois que é a Reescritura. A reescritura é uma nova redação que a banca propõe a um trecho do texto. Todas as bancas gostam de cobrar a escritura. Todas elas pegam um trechinho do texto e propõe uma nova forma de redação ou reescreveu faz uma intervenção. Muda alguma coisa? Tira alguma coisa? Será alguma coisa? E por que as bancas gostam tanto Teresa de cobrar essas questões de reescritura reescrita ou para a frase? Porque elas avaliam tudo. Por isso que eu? Pois aqui no meio, as questões de reescritura tanto avaliam o conteúdo, quanto avaliam a expressão, então elas são uma maneira muito eficiente, porque é muito ampla, termina abrangendo vários conteúdos de se cobrar essa matéria, por isso, elas são tão frequentes. Então, primeiro, nem toda a questão de texto, a questão de compreensão e interpretação de texto, algumas questões são teóricas. Outra diferença, essa matéria aq