A maior rede de estudos do Brasil

7 - Classif de Materiais - Gestão de Distribuição - Téc de Armazenamentoplay_circle_filled

Transcrição


e aí, pessoal, Tudo bem que vocês para. Só vamos começar aqui nesta aula falando ainda de classificação de materiais, que é um tema que a gente estava conversando, certo. E aí a gente agora vai começar falando de outras classificações que a gente ainda não tratou. Por exemplo, materiais perigosos, materiais críticos, materiais inservíveis. São classificações importantíssimos para a prova. Não vamos perder o foco. Não vamos deixar de nos concentrar nessa aula de então. Para começar. Eu falo aqui do material perigoso. Nós tivemos algumas questões aí falando de materiais perigosos. E aí o material perigoso. Ele é considerado aqueles que oferece um risco nas atividades de manuseio e transporte. Tem como principais exemplos materiais explosivos, materiais líquidos e sólidos, inflamáveis, materiais radioativos, corrosivos. O que se dantes e veja não é um rol taxativo daqui etc. Ou seja, pessoal, nós temos que lembrar que o material que gera algum risco para o manuseio para o transporte, o armazenamento, materiais que podem trazer um risco, inclusive a vida. Eles realmente são materiais chamados de perigosos. Recentemente, nós tivemos uma questão até nós. Vamos fazer o nosso modo de exercício. Uma questão que falava sobre a existência de um material chamado Aerol Dispersões de pesado e colocou esse material chamada aéreo dispersou e de pesado dentro do rol de materiais perigosos e a questão estava errada. Por quê? Porque material perigoso ele ele entra aqui como aquele material que traz algum risco para o manuseio a para manusear as atividades de modo geral. Mas a questão estava errada porque ela apresentou um material que não necessariamente ele é perigoso, porque o aero dispersou é uma, é uma substância que se pulveriza no ar, Então a era o dispensou se dispersa no ar e pesada. Uma expressão inadequada também não é uma classificação de aeronaves, pensões, a questão até ficou errada, então por que é perigoso. Não é o fato dele ser um aero dispersões de sim aquilo, aquele fato dele ser nocivo à saúde ou dele ser nocivo para os humanos? Para os animais, de modo geral e claro, a gente pode dizer que esses exemplos, que eu citei aqui para você está nos lares da moradia. Eles são os mais tradicionais, estão explosivos líquidos e sólidos inflamáveis ou espontaneamente inflamável, materiais radioativos, corrosivos ou que cidades, ou seja, materiais de modo geral, que trazem aí esse risco. Agora, próxima classificação que a gente estuda aqui pessoal é o material inservível e atenção pessoal. Essa expressão inservível pode sugerir uma interpretação ainda atua parte porque você pode se confundir achando que o fato de dizer inservível é um material que não tem utilidade nenhuma e nunca vai ter atenção porque vou te dizer o material. Quando é dito inservível, ele entra em um dos quatro critérios que a gente vai apresentar na sequência, ele é inservível porque está com algum dano alguma avaria. E aí você apresenta esse material como material recuperável ou irrecuperável? Ou ele é inservível porque já está muito tempo parado sem qualquer utilização ou ele é um material inservível porque o uso dele é muito oneroso, É um material de baixo rendimento. Agora, interno seguinte. Quando eu falo para determinar da agência reguladora, então supõem para a Anvisa o material tal é inservível hora, pessoal. Se eu falo que o material tal é inservível para avisá, significa que a gente está falando que para essa instituição ele não tem utilidade qualquer, mais para outra e pode ter. E aí, quando eu falo ao material tal inservível para a Câmara dos Deputados, ótimo, Então é para essa instituição, câmaras Deputados ele não tem utilidade ao material inservível Para a secretária de Educação, Ótimo, Então, para a secretaria, ele não está servindo, mas pode servir para uma outra instituição e assim sucessivamente. Agora atenção O que é um material inservível? É um material que se enquadra em uma das categorias que a gente vai apresentar Agora ele é recuperável ou irrecuperável? Ele é ocioso? Ou ele é antieconômico? Vão olhar cada um deles da moradia. Primeiro materiais servir Coloque aqui pessoal é o irrecuperável no nome dele, como é interessante. Primeira, se você apresenta o item dizendo que ele é irrecuperável, certamente é um material que tem algum defeito, alguma avaria. Esse fato tão irrecuperável tem defeito. Daí o motivo dele não serve. Agora tem um detalhe se você chama de irrecuperável, além de estar com defeito, você diagnosticou que a recuperação dele, ela não é possível. Ou, se for possível, ela custa até cinquenta por cento superior ao valor superior a cinquenta por cento do seu valor de mercado. Repetir para não confundir o material dito irrecuperável, é aquele material que não tem conserto ou, se tiver esse concerto ORSA mais do que cinquenta por cento do seu valor de mercado o valor de avaliação do item hoje. E agora a gente tem que falar do recuperável porque quando dizem prova material recuperável é inservível. Muita gente não quer acreditar que é verdade, mas é na hora de legislar para só aí está como outro tipo de serviço. Já falamos do primeiro, que é irreparável para o segundo material recuperável. Olha que interessante quando eu digo material recuperável ele é um material que também tem avaria, tem algum defeito, mas a recuperação custa até cinquenta por cento do valor de mercado dele. Observe então o fato do item ser considerado recuperável já pressupõe que ele tem um defeito e é por isso que a gente vai colocá lo como inservível que ele tem defeito, Mas eu fiz um orçamento e percebi que o concerto dele, Orsa até cinquenta por cento do seu valor de mercado, ela não é menos que cinquenta por cento em até cinquenta por cento, então o chamado de recuperável. Então, veja mesmo sendo recuperável, porque eu chamo de inservível porque ele está com defeito algum dano. Eu considerei recuperável pelo fato de o concerto orçar até cinquenta por cento do valor de mercado do bem. Além desse irreparável irrecuperável. A gente também tem o ocioso, que é o material também que a gente vai chamar de inservível Agora o ocioso, o material que está em pleno funcionamento, porém, ele não é útil para a instituição. Imagine um órgão que tenha recebido novos computadores? Já imaginou? Então, o órgão que você vai ser nomeado? Recebeu novos computadores para receber vocês, que são novos servidores? E aí aqueles computadores mais antigos? Eles, por exemplo, vão ser apresentavam, ser alocados em um depósito para posteriores deliberações. Então, veio se eu pegar um conjunto de computadores e armazenar em um depósito e esses computadores ficarem ali parados por mais de seis meses, por exemplo, um sinal interessante que eu já percebeu de imediato aqui. Se eles estão parados ali por muito tempo, então não é útil para a minha instituição. Logo, eu vou dizer que são inservíveis embora interna. Eles funcionam, mas não são úteis no momento. Então vou chamá los de inservíveis. Eu chamo de ocioso, ocioso. É um tipo de material que chama de inservível porque está parado há muito tempo, aquilo que você tem, mas está parado por muito tempo. Eu vou chamar de ocioso e em servida não adianta. Então aí está o material chamado de ociosos daquilo. São materiais que não estão sendo utilizados materiais parados por um longo tempo pré estabelecido pela organização. Normalmente consideram ociosos o item que encontra se parado por mais de seis meses. Então, normalmente está porque a organização pode estabelecer um tempo diferente e tem um item chamado de anti econômico pessoal, o Antieconômico. Eles são materiais com o funcionamento de baixo rendimento. Funcionamento é muito oneroso para administração, administração pública como propósito da eficiência como princípio de eficiência, ela deseja otimizar o uso dos recursos. Então, um grande proposta que a gente tem aqui maximizar o uso dos recursos para evitar desperdício. Pensam que estou falando dentro da administração pública. A nossa proposta é otimizar o uso dos recursos, gastar menos e realizar mais eficiência. Mas tem um detalhe o material anti econômico. E