A maior rede de estudos do Brasil

HAVIA ou HAVIAM? Quando usar um ou outro? || Português com Letíciavideo play button

Transcrição


é, Perdemos a mais mala que do canal português com Letícia, Eu sou professora, Letícia Gomes. E se você é novo? Para que inscreva se Agora mesmo no canal Ativista Sininho para não perder nadinha acompanhados também no Instagram Arroba português com Letícia. Hoje a aula sobre uma dúvida que muita gente tem na hora de falar e escrever sobre a diferença entre a via e avião. Quando eu uso, havia no singular e quando uso, avião no plural. Para exemplificar, em que contexto a gente fica em dúvida sobre a utilização do Verbov? Eu trouxe aqui uma frase que é uma versão de uma música da Legião Urbana que circula nas redes sociais, costuma circular nas redes sociais em épocas de eleições, diz. Assim é preciso amar as pessoas como se não houvessem eleições, ou é preciso amar as pessoas como se não houvesse eleições. A primeira vez que eu vi e ouvi com verbo no plural, houvessem eleições. Depois começou a circular essa branquinha. E como se não houvesse eleições a música na versão original, é preciso amar as pessoas como se não houvesse amanhã no singular, porque concorda com amanhã? Então a gente não tem dúvida. Mas daí, como substituíram aí por eleições, em épocas de ódio devido às eleições. E aí ficaram na dúvida houvessem ou houvesse eleições ao longo desta aula? Vou dar algumas explicações e no final eu te conto Qual das duas versões está correta E só para deixar claro que aí está houvesse houvessem o verbo aí no subjuntivo. Mas é a mesma é o mesmo caso de havia. E havia uma regra vai servir também provê boa ver nos outros tempos e modos, como é o caso de houvessem e houvesse nesse caso, então havia. Está só em outro tempo e modo verbal, mas a regra se fica no singular ou no plural, vai servir, provê não três pares de exemplos que muita gente fica na dúvida. Havia muitos alunos na sala ou haviam muitos alunos na sala durante o passeio, houve dois incidentes ou houveram dois incidentes no futuro? Não haverá mais jornais impressos ou não. Haverão mais jornais impressos. Então eu coloquei um exemplo no pretérito imperfeito, outro no pretérito perfeito e outro no futuro para te mostrar que vai servir. É que a regra vai servir independentemente se o bebê estiver no presente e no passado no futuro Enfim, a gente está falando do verbo haver como um todo. E aí, quais são as frases que estão corretas? Havia avião, houve, houveram ou haverá ou haverão, antes de falar quais são as frases corretas, eu preciso de falar algumas coisas a respeito desse verbo haver. A primeira delas é que ele tem vários sentidos. Então, ele tem. Ele tem o sentido de existir, de acontecer, de conseguir, de lidar, de considerar e de ter. Assim, quando ele aparece como auxiliar, não. Então, já que o Verdão tem vários sentidos, ele é utilizado em contextos diferentes também. Por isso, trouxe aqui uma frase com cada um desses sentidos com o sentido de existir. Havia uma pessoa na sala de acontecer. Houve um acidente na estrada concedida de conseguir o funcionário. Houve o perdão do chefe da nossa para você aqui estranha. Nunca ouvi essa frase. Nunca houve verbov com esse sentido. É o uso que a gente não faz hoje em dia desse velho, raramente você vai ouvir alguém falando o verbo haver com o sentido de conseguir, mas é um uso presente que existe, que os dicionários registram. Portanto, é importante que você saiba que existe também esse sentido positivo de lidar, o aluno não se havia com o professor, ou seja, ele não lidava bem com o professor. Com sentido de considerar o acusado. Houve por bem não se pronunciar. Ele achou melhor não se pronunciar por fim com o sentido de ter na posição de auxiliar. Ele havia feito o trabalho sozinho. Ele tinha feito trabalho sozinho, que a gente mais utiliza aí. Ter como auxiliar sem ser auxiliado, tecem ser como auxiliar quando ele aparece sozinho como auxiliar. E quando aparece uma locução verbal, eu tenho verbo principal. No caso houver fazer o que está aí no particípio feito e o verbo auxiliar que está acompanhando vai do principal. Então ele aparece junto com o verbo principal, mas o verbo que carrega o mesmo sentido da ação verbal é o principal vai fazer. Ele tinha feito trabalho. Eles tinham feito um pedido de ter como posse. Não faz sentido porque, como posso, por exemplo, eu tenho um cachorro, aí é um verbo. Agora o verbo ter como auxiliar ele tenha sentido de haver. Eu posso inclusive substitui eles tinham feito trabalho, mas eu já tinha falado. Isso não estava prestando atenção na aula agora que ela te mostrei os sentidos do verbo haver eu vou te contar que quando o verbo haver tem sentido de existir ou acontecer. Ele é impessoal que quer dizer isso que ele não tem sujeito. Eu vou classificar a oração como oração sem sujeito ou sujeito inexistente. Se o verbo impessoal ele não tem sujeito, ele não vai ter um termo com o qual concordar. Ele deve ficar, portanto, na terceira pessoa do singular não vai para o plural. Por isso eu trouxe essas mesmas frases, todas no plural para te mostrar quando o verbo vai para o plural e quando ele deve permanecer no singular, eu coloquei em negrito os verbos existir e acontecer. Porque como eu acabei de falar quando vai haver, tem sentido de existir e acontecer. Ele é impessoal, portanto não vai para o plural. Se havia no exemplo anterior, havia uma pessoa. Se pode haver duas, três cem pessoas vai ser, sempre havia duas pessoas, havia dez pessoas. Havia cem pessoas não interessa se haver, tem sentido de existir. Ele é impessoal e fica no singular a mesma coisa do verbo haver com sentido de acontecer. Se antes era houve um acidente, pode ter havido dois três mil acidentes é sempre no singular. Houve dois acidentes na estrada. Agora, se o verbo haver, ele não tem sentido de existir nem acontecer porque o aluno pode pensar. Ah, mas então vai haver. Ele só existe no singular? Não, ele não existe só no singular. Ele tem a sua utilização no plural também. Mas quando ele não tiver o sentido de existir, ia acontecer, por exemplo, com sentido de conseguir lidar, considerar e ter como auxiliar. Ele vai tranquilamente para o plural porque ele não é pessoal. Ele é pessoal e tem sujeito. Deve, portanto, concordar com o sujeito. Como assim os funcionários houveram o perdão do chefe? Os alunos não se haviam com o professor. Os acusados houveram por bem não se pronunciar e eles haviam feito trabalho sozinhos. Perceba que em todos esses outros casos, o verbo vai para o plural tranquilamente. Bom, agora que você já sabe que o Verbov, no sentido de existir e a acontecer, é impessoal, não vai para o plural. Eu te mostra quais são as frases que foram escritas corretamente e quais estavam erradas. Olha só havia muitos alunos na sala, Está correto? Haviam muitos alunos na sala, está errado na nossa professora, mas que, estranho, haviam muitos alunos na sala. Parece mais correto do que havia muitos alunos na sala, porque nós falantes de português, somos levados a acreditar que o avião é mais correto do que o havia nesse contexto. Porque a gente está acostumado que o verbo concorda com o sujeito beleza em todos os contextos, em quase todos os contextos o verbo concorda com. Surge então a menina como maçã. As meninas comeram uma ação. Esse verbo comer vai concordar com o sujeito. Geralmente os verbos concordam com o sujeito, mais quando os verbos são impessoais e é o caso do verbov, com o sentido de existir e acontecer, eles devem ficar no singular, então não vão concordar com nada. Por isso que a gente tem de achar que o avião é mais correto do que o havia. Mas não é porque daí você tem que pensar que existem os verbos impessoais e uma vez no sentido de existir e acontecer, é um deles. Os outros dois exemplos. Durante o passeio houve dois incidentes e não houveram dois incidentes. Houveram não está correto e por fim no futuro não haverá mais jornais impressos e não não haverão mais jornais impressos. Então, ainda que você esteja pensando, ah, mas eu não concordo. Acho que haviam, houveram e haverão o mais correto. Não, não é o mais correto, de acordo com a norma padrão. O verbo haver, como