A maior rede de estudos do Brasil

3 - O que é produtividade financeira?video play button

Transcrição


Olá e bem! Vindo ao módulo extra do curso a produtividade, na prática, a que você vai ter acesso a conteúdos exclusivos para os participantes por meio do curso. Nesse módulo, a gente vai se aprofundar em uma esfera que é muito importante na vida de todo mundo financeira. A gente vai falar um pouco aqui de conceitos, técnicas e ferramentas que vão te ajudar a aplicar um pouco mais da produtividade na forma como você lida com o seu dinheiro. Para começar, vamos voltar aquele conceito que a gente usou atrás. Aquela fórmula de produtividade são as suas saídas sobre as suas entradas, Ou seja, quando você consegue ter de resultado com os esforços que você aplica. Quando a gente entende o esforço como o dinheiro que a gente aplica, o dinheiro que a gente gasta é com a gente, consegue tirar o maior proveito, seja financeiro, conseguindo mais renda, seja de sucesso, seja de felicidade gastando a mesma coisa. Vamos supor, por exemplo, que você quer aumentar sua produtividade financeira. Já que você tá aqui nesse módulo, não é tanto uma exposição assim. Você tem basicamente dois caminhos ou você aumenta um pouquinho quanto você ganha ou você diminui um pouquinho Quanto você gasta um pouco dos dois no fim, se resume você conseguir aproveitar da melhor forma os recursos que você tem durante o curso inteiro que você já fez. A gente falou bastante sobre o recurso. Tempo mais dinheiro é tão importante quanto. Mas será que é tão importante? A ponto da gente dedica um módulo inteiro para ela? A gente acha que sim por quatro razões principais. A primeira é que a forma como você gasta o seu dinheiro, tem muito potencial de tirar tempo e energia na forma de preocupação. Se alguma coisa está desbalanceada na sua vida financeira, você provavelmente vai passar muito tempo pensando sobre isso. Isso vai tirar o seu foco e a sua concentração das coisas que você tem que de fato produzir. A segunda razão é que muitos dos nossos objetivos profissionais e pessoais dependem da forma como a gente aloca o nosso recurso financeiro, seja fazer uma viagem, seja fazer um curso, seja se especializar para conseguir uma promoção no trabalho. Até ser a razão que por mais que a gente se planeje, como a gente fez lá no módulo quatro, imprevistos sempre acontecem na nossa vida. Quando se fala em prever. Geralmente a gente pensa em coisas ruins, como um problema de saúde ou um problema no seu trabalho. É um problema como familiar, mas também pode ser um imprevisto positivo, como uma boa oportunidade de investimento, uma oportunidade de mudança de cargo. E quando você tem a tranquilidade financeira para tomar essas decisões, você consegue tirar o melhor proveito delas. Por fim, uma última razão é que muitas pessoas trabalham, dedicam sua vida profissional inteira para tentar fazer as contas se equipararem. No final do mês, quando você consegue ser mais produtivo, com seus gastos ganhando, às vezes o mesmo você consegue ter mais tranquilidade para tomar alguns riscos, como pedir demissão para tentar empreender ou passar um período estudando fora. E é por isso que a gente vai voltar àqueles eficiência que a gente fez lá no primeiro módulo. Por que você quer ser mais produtivo nesse caso financeiramente? O que é que você escreva no seu caderno? Você ainda tem ele? Eu quero ter mais dinheiro para o importante. É que muitas pessoas aqui param no primeiro nível de reflexão. Eu quero ser mais produtivo para ter mais liberdade, Por exemplo, mais liberdade para quem você quer ter mais liberdade para fazer o seu horário no trabalho? Segue até mais liberdade para viajar, quando você quiser sequer ter mais liberdade para poder no restaurante que você quer e não se preocupasse, as contas vão bater no final do mês. É importante você passar para esse segundo o nível de reflexão, porque você vai entender realmente o que é importante para você. E que tipo de sacrifícios você está disposto a fazer. Por isso, eu acho que é mais do que o planejamento, são objetivos, Têm um objetivo em mente algo concreto. Nem ajuda muito a avaliar esse objetivo. Ver suas, as outras coisas, que todos possam abrir mão disso aqui, versos Estou disposto a abrir mão. Ela quer fazer uma viagem com os meus amigos no final do ano, isso significa eu. Vou ter que economizar tanto disposto a abrir mão dessa viagem. Por isso, todos, por sua vez, terminou nessa viagem para que todos possam abrir mãos. Você fixar esse objetivo na sua cabeça ajuda muito e você voltar sempre a comparar versos. Esse objetivo tem uma outra coisa que eu fui descobrindo ao longo da vida, que é simplesmente ter objetivos completamente não financeiros. Não quero dizer com objetivos não financeiros aqui, trabalhando preocupado como que a gente a empresa cresce. Como o que eu faço, as coisas aqui avançarem como eu faço. Para a minha família está bem, eu estava bem como a família. Infelizmente, não. Isso não vão dinheiro. O pessoal não envolve dinheiro pessoal. Isso faz com que eu penso e muito menos a respeito dessas coisas. Você tem objetivos de vida que são mais amplos, também fazem porque você tem que preencher menos com o objetivo de compra de curto ou médio. Boa parte da literatura, sobre a produtividade financeira, gestão financeira, deixa bem claro que, com mais palpável, fosse o objetivo. Mas você consegue abrir mão de benefícios de curto prazo pelos benefícios de longo prazo. Ou seja, se sacrificar um pouquinho aqui para conseguir alcançar lá na frente um dos livros mais tradicionais sobre o assunto, quem pensa enriquece do Napoleão Rio, inclusive, dá uma fórmula em texto para você verbalizar esse seu objetivo. A gente vai deixar ele aqui na inscrição para caso você queira usar. Mas para todos os efeitos, você responder. Eu quero ser mais produtivo financeiramente para eu quero ter mais dinheiro para já resolve outra deficiência esclarecedora. O que é proposto pela Laura Vanderkam no livro Ao da Manhã ainda não tem tradução para português. No livro, ela sugere que você se pergunte se eu tivesse todo o dinheiro no mundo, O que mudaria na minha vida? Para começar essa reflexão pode nos fazer perceber que as nossas maiores preocupações podem ser resolvidas com bem menos do que todo o dinheiro do mundo. Inclusive porque tem várias prioridades ou vários gastos que, mesmo que você tivesse todo o dinheiro do mundo, não iam te trazer felicidade nenhuma. Mas mais importante que isso, é que quando você descobre o que realmente importa para você, você começa a descobrir como usar o seu dinheiro da forma mais satisfatória. Se trabalhar menos e viajar mais é importante para você. Por exemplo, esse pode ser o seu objetivo financeiro bem provável. A gente recomenda que vocês querem pelo menos dez minutos nessas reflexões e depois compartilhá la no fórum. Lembram dele? Está a analisar os seus objetivos? É importante porque além de você se sente mais responsável por eles. Você também consegue apoio de outras pessoas que podem ter objetivos semelhantes. O link do Fórum vai estar aqui na inscrição. Na próxima aula, a gente vai começar a falar sobre como mapear os seus ganhos e os seus gastos e começar a pensar nas possibilidades de mudança até lá.