A maior rede de estudos do Brasil

Transcrição


necessidade de se ter nos hospitais as classes hospitalares, ele queria esse programa nacional de humanização no atendimento hospitalar. Então, que este programa é um programa que tem um olhar mais sensível, um olhar mais cuidadoso para essa criança, para esse jovem que está internado, que se afasta da família, que se afasta do convívio social da escola e fica um longo período privado deste, da possibilidade de estudar. Então, o Ministério da Saúde cria este programa nacional com a ideia de criar um contato mais humano dentro dos hospitais com um profissional de saúde e que este profissional de saúde, junto com o educador, possam criar uma comunidade de atendimento, visando um bom sistema de saúde. Para Calegari, ele diz que esse programa ele tem a sustentação em quatro pilares. Então ele tem um pilar pedagógico, pilar político, um pilar subjetivo e um pilar que é o plano comunicativo. O Plano Pilar aqui significariam a mesma coisa, Então a ideia do pedagógico é favorecer a aproximação da criança ao estudo que ela deixou de ter a questão política do respeito às diferenças e o direito do cidadão na continuidade àquele direito subjetivo, que é o plano do subjetivo do respeito individual e o plano comunicativo das relações e das interações que aconteceriam dentro deste hospital. Os multiprofissionais atuando coletivamente, segundo Callegari, humanizar refere se à possibilidade de assumir uma postura ética, de respeito ao outro, de acolhimento do desconhecido e de reconhecimento dos limites. É uma imagem de uma criança alfabetizada, sendo alfabetizada em classe hospitalar. Esta será isso uma exclusão. Será isso uma inclusão. Será uma inserção, São vários conceitos tratados. O que importa que seja inclusão ou inserção, são nomes e conceitos. O que importa é a alegria e a satisfação que as crianças e os familiares têm com esta possibilidade, Seja a classe hospitalar, seja brinquedoteca hospitalar, seja um profissional dentro do hospital que percorre os leitos contando história. Então a pedagogia hospitalar, ela se reveste de diferentes possibilidades de atuação dentro do hospital para atender subjetivamente aquela criança e aquele jovem que está cometido. Então aqui nós temos. Eu já disse todos os instrumentos legais que nos possibilitam e nos permite a autorização para a criação deste espaço. Então, a classe hospitalar e atendimento pedagógico domiciliar, com as suas estratégias e orientações. Então esses documentos, eles vão se reafirmando e vão contribuindo para que haja uma humanização da assistência educacional hospitalar, tendo como base o que uma política de incluir uma política de respeitar uma política de humanizar. Então essa é uma realidade que caminha a passos pequenos. Eu convido você. Utilize a internet entre nesta revista Nova Escola é uma revista de março de dois mil e nove no livro Texto você tem essa matéria na íntegra bem detalhada, mostrando então, quanto este trabalho da Pedagogia hospitalar ainda está pequeno, tem incipiente, caminhando a passos lentos. Nós vemos isso em alguns poucos hospitais públicos. Nós vemos isso em muitos hospitais privados de que têm mais recursos, mas ainda é um trabalho incipiente. Então é um ensino que vem no momento, na hora difícil da criança. A criança está vivendo um momento difícil, é uma obrigação que está na lei, mas é importante que haja uma política de integrar esses por profissionais, que não é só o professor, mas muitas vezes é um fisioterapeuta. Muitas vezes é um psicólogo, médico, enfermeira, todos esses profissionais que estão no hospital atuando de maneira integrada e dia, logicamente, né? Porque é um ensino que faz bem, então convido você a ler essa matéria. Então, concluindo no mundo contemporâneo, diversas são as crianças acometidas por doenças graves que não as permite desfrutar do ambiente escolar e familiar. Também com isso surge uma possibilidade para você atuar enquanto pedagogo, hospitalidade hospitalar. Porém, a atuação do pedagogo, apesar de ser amparada pela lei, ainda ela é como eu disse Fra, Aquela é incipiente. No próximo bloco, nós vamos ver um detalhamento maior ainda da pedagogia hospitalar no momento eu convido você a olhar o nosso Islândia, nossa, o nosso próximo Islândia! Interatividade complete a frase A pedagogia hospitalar é uma realidade. Mas alternativa ainda é ainda difícil perceber o surgimento desses novos espaços educativos. Alternativa B A primeira necessidade que surge na ação docente é a mudança de paradigma alternativas. Os hospitais públicos passaram a incorporar projetos de escolarização hospitalar. A alternativa de ela pode ser desenvolvida por qualquer profissional alternativa. É o trabalho lúdico, embora importante não é necessário. Afinal, a criança estará para está lá para se tratar, não para estudar. Pense um pouquinho que já retornamos com esta resposta.