A maior rede de estudos do Brasil

2 minutos para entender - Desigualdade Racial no Brasilvideo play button

Transcrição


a gente não sabe se você branco, negro. Mas o que dá para afirmar é que esse fato define a sua vida. A população negra compõem mais da metade dos brasileiros. Na teoria, significa que os índices deveriam ser divididos proporcionalmente entre negros e brancos, mas, na prática, isso está longe de acontecer. A educação é um bom exemplo disso. A chance de um negro ser analfabeto é cinco vezes maior que um branco. No outro extremo, somente uma a cada quatro pessoas com ensino superior é negra. O impacto disso só aumenta quando pensamos fora da sala de aula. Setenta por cento das pessoas que vivem em situação de extrema pobreza no nosso país são negras. Pessoas com pele mais clara representam oitenta por cento dos brasileiros mais ricos. Isso tudo se reflete diretamente na qualidade de vida. Enquanto setenta por cento dos brancos possuem uma máquina de lavar em casa, mais da metade dos domicílios chefiados por uma pessoa negra não tem um eletrodoméstico. O mesmo vale para a internet. Mais de cinquenta por cento dos negros não possuem nenhum tipo de acesso à rede. Essa proporção também aparece em quesitos ainda mais essenciais para a vida humana. quase quarenta por cento dos negros que vivem em áreas urbanas não possuem esgoto encanados e setenta por cento das pessoas que dependem do SUS são negras. A cor da sua pele também determina o seu tempo de vida. Em dez anos, os homicídios de mulheres brancas caíram, enquanto que de negras aumentaram e a morte não é só feminina, somando os gêneros a cada doze minutos. Uma pessoa negra assassinada no Brasil também são os negros que mais morrem. Operações policiais que ocupam a maior parte da população carcerária brasileira. Pode ser difícil para a comunidade negra mudar isso por dentro, Porque ela quase não é representada. Nem no Judiciário, nem o Legislativo, muito menos do Executivo. Essa defasagem não é de hoje. Historicamente o Brasil é ultrapassado em representatividade racial, ele foi o último país ocidental a abolir a escravidão. O Brasil é um país racista, quem está dizendo isso? Não, a gente é a ONU. Esse problema envolve tanto as esferas políticas que já citamos como o nosso dia a dia. Precisamos debater o assunto e denunciar os preconceitos. Afinal, nossa vida não pode ser definida por apenas um conjunto de linhas