A maior rede de estudos do Brasil

Aula 06 - Teorias Pós-Críticasvideo play button

Transcrição


. Ela pregava muito essa ideia do currículo eficiente do processo de ensino aprendizagem eficiente. Então tem que haver planejamento, eficiência, objetivos. A gente viu lá que Bobbi, de Tyler, que falava que a gente tinha, falavam que a gente tinha que definir os objetivos para a escola, para que a escola se pretende, porque a partir desses objetivos é que eu vou definir o meu processo de ensino. Aprendizagem vai definir os conteúdos, vão definir como que vai dar esse processo para que ele tenha eficiência para que eu possa entregar esse meu produto, que é o ensino da forma mais eficiente possível. Eu vou avaliar para ver se realmente aquilo que eu me propus. Se eu conseguir alcançasse meus alunos, eles absolveram aquele conhecimento, tem relação também com tecnicismo muito bem. E as teorias, críticas? As críticas tratam de questão de ideologia, fazem uma crítica à reprodução cultural e social. Está crítica a produção cultural e social. Elas falam sobre o poder que a escola contribui pela para contribuir para as formas que o poder se manifesta e na sociedade, fala de questões de classe, fala sobre o capitalismo, economia, fala de relações sociais, de produção, na relação de hierarquia e subordinação, que fala sobre questões de conscientização que a escola tem que trabalhar. Essa questão também de conscientização e de libertação dos seus alunos. Fala sobre questões como já adiantei, de emancipação e liberdade. Fala do currículo oculto. Aquele currículo que acontece na escola, mas que não está formalizado, fala das questões de resistência, resistência da classe da classe operária, da classe dominada em questões de conflito. E ela tem uma base marxista. Está certo? Marx, sociólogo, que ele falava muitos dessas questões do capital, da diferença entre classes que tinha classe, que tenha da luta de classes entre a classe dominante e classe dominada. E os teóricos críticos vão levar, sob outra perspectiva, essas questões para dentro do currículo certo e as teorias pós críticas. As teorias pós críticas vão então ampliar as críticas da teoria crítica. As críticas à teoria da teoria crítica com bom vão ampliar as discussões que começaram a ser geradas pela teoria crítica, dizendo que as diferenças que se estabelecem na sociedade elas não se dão por conta apenas dessa luta de classe, mas também por questões de identidade, alteridade, diferença por questões de gênero, de gênero, de raça, de etnia, de sexualidade e vão tratar de questões de identidade que aqui na crítica já são tratadas esta gente de identidade, intenções de identidade. Mas vão continuar a falar de questões de identidade e aí vão ampliar para a alteridade as questões de diferença nos mais amplos aspectos de subjetividade que ocorre com envolve diversos assuntos que são subjetivos, que existem, uma razão, mas que essa essas razões elas nem sempre são explícitas. Significação e discurso Cultura, Saber representação vão falar também sobre o poder, mais focando em outros aspectos, também de questões de diferença, e ela tem uma base no pós estruturalismo que aquela questão de de desconstrução do conhecimento, de pontos de vistas diferentes a respeito do reconhecimento de um conhecimento que ele pode ser reconstruído.