A maior rede de estudos do Brasil

hemostasia finalvideo play button

Transcrição


oi, pessoal bem vindos a lição de casa Nesse vídeo vamos falar da hemostasia, hemostasia, mostra-se, um conjunto de eventos mecânicos e bioquímicos pelo qual o organismo faz com que o sangue permaneça circulando nos vasos sanguíneos no seu estado líquido e quando um vaso é lesado a deformar um com agro para coibir hemorragia, reparar a lesão e finalmente dissolver o quadro formado previamente para a adequada apostasia deve haver um processo sincrônico. É sequencial envolvendo os vasos sanguíneos, as plaquetas que também são conhecidas como trombose dos os fatores da coagulação, assim como fatores políticos biologicamente o roteiro dos vasos sanguíneos e aderência das plaquetas e nos deu costos, evitando assim a formação de trombos. Já quando existe uma lesão vascular, ocorrem exposição do colágeno do vaso lesado, que faz com que os mecanismos democráticos entra em ação para coibir uma hemorragia mediante redução do fluxo sanguíneo e favorecendo a ação das plaquetas, assim como ativando os fatores da coagulação. O processo de hemostasia que ativado por uma lesão vascular, está constituído por três fases ou etapas que estão inter relacionadas entre si. Temos em mostra-se primária, hemostasia secundária e a hemostasia terciária. Mostram-se primária é a primeira fase da hemostasia e consiste na ação conjunta dos vasos sanguíneos e das plaquetas. Quando ocorrer lesão vascular a musculatura lisa dos vasos sanguíneos é estimulada havasu constrangia. Esta vasoconstrição diminuiu o nome do vaso, o fluxo sanguíneo local e, consequentemente, a permeabilidade vascular. As plaquetas que em situações fisiológicas tem como função manter a integridade do endotélio vascular quando os vasos sofrem danos ela seletiva e se a greve no local da lesão formando um tampão secretário com o intuito de minimizar a hemorragia inicial. A adesão e agregação plaquetária são eventos que podem ocorrer simultaneamente ou separados, dependendo do estilo. Entretanto, para que ocorra a adesão e agregação plaquetária e consequente formação do tampão plaquetária inicial, é necessária a presença do fator relevante. Lembrar depois. A adesão das plaquetas são em matéria do vaso é realizada através dos seus receptores de superfície para o colágeno. Para o fator de vamos lembrar o fator campo, lembrando se uniu colagem no sub material, liberando a minas vasoativas que promovem a vasoconstrição local com liberação de ADN. A agregação plaquetária é produzida em resposta a essa liberação na presença de um fiscal. Se foram ando tampão proprietário e finalizando a primeira fase da hemostasia. Além disso, devido ao fato das plaquetas produzirem fator secretário três e de armazenarem outros fatores da população, elas também estimulam hemostasia secundária. Depois, a hemostasia secundária é dependente dos fatores da coagulação, que atua em uma série de reações sequenciais denominada como cascata da correlação, resultando na formação de um quadro de fibrina estável. Então, nessa segunda fase da hemostasia, a formulação é um processo fisiológico que modifica o sangue do estado líquido para o estado sólido. O processo de coagulação possui uma cascata compasso sequenciais, envolvendo três vias que finalizam com a formação do campeão de fibrina realizada. Os fatores da população correspondem ao fibrinogênio fator um a protrombina que o fator dois ao cálcio e há uma série de outros fatores de natureza enzimática. A maioria dos fatores da população são sintetizados no fígado, circulando como precursores inativos e atuam após ativar se depois da ativação. Os fatores são estimulados de forma sequencial e simplificam por retroalimentação. A cascata da população é dividida tradicionalmente em via intrínseca, que é ativada pelo contato do sangue com o colágeno. Sub endotelial da parede vascular traumatizada com a ativação do fator doze, que ativa na sequência o fator onze, o qual quando ativado, vai ativar consequentemente fator novo que, em presença de cálcio e do fator secretário três leva a finalização da via principal mediante a ativação do fator oito já havia e zika é iniciada pela lesão vascular ou pelo contato com o tecido. É através do mar, expondo sangue a tronco plastina tecidual, ativando o fator sete e consequentemente a ativação do fator sete, junto com a ativação do fator oito da via e zika em presença de fosfolipídios plaquetária, cálcio e merecia havia como um com a ativação do fator desse, o fator desse converterá protrombina em trombina que converterá o fibrinogênio efedrina fulmina, culminando na formação da malha de fibrina que constitui o coágulo sanguíneo, porque realmente o fator treze estabilizará a fibrina disponibilizada com roteiro lesionado tem como secretário. É importante ressaltar que a cascata da população necessita de vitamina D, que é essencial na formação e ativação dos fatores de coagulação dependentes dessa como são um fator nove o fator sete, o fator dez e o fator dois, os quais estão nas três vias da população. Finalmente, a terceira fase é hemostasia terciária, que é conhecida como menores e ao processo pelo qual a fibrina degradada climaticamente, eliminando com aluno formado hemostasia secundária, com a formação dos produtos de degradação da fibrina, a febre menores e considera três etapas. A primeira é a formação ativadores do plasminogênio. A segunda é a transformação do plasminogênio em classe feminina e a terceira é a menores e propriamente tal, que nada mais é que a análise da fibrina pela ação da classe mina. Conformação dos produtos a degradação da fibrina conhecidos como PDF os PDF são pequenos fragmentos liberados do coágulo na circulação e que são eliminados por macrófagos nem mostra-se terciária. Também ocorre a reparação da lesão do vaso sanguíneo. É importante lembrar que, apesar de menores a ser parte da hemostasia terciária, ela se ativa simultaneamente com hemostasia secundária, mantendo um equilíbrio entre a população e a degradação do quadro. A classe feminina vai atuar localmente degradando com água de fibrina, então esse é o nosso produto final da hemostasia terciária. Formação do PDS Então pessoal vimos que hemostasia está constituída por três fases, sendo que a primeira envolve a vasoconstrição e adesão com agregação plaquetária, o que leva à formação do tampão proprietário inicial. A segunda etapa envolve a ativação da cascata da população composta por três vias, havia entre havia e havia comum com a formação de uma malha de fibrina politizada que estabilizou o quadro, a terceira etapa de menores, que consiste na ativação do plasminogênio que se transforma em domina, a qual Eliza fibrina liberando os PDF, sendo que nessa etapa também ocorre a reparação do vaso traumatizado. As alterações em mostrar dicas serão abordadas em outro. Vinte. Por favor, deixe a sua opinião no vídeo ao lado. Obrigado por assistirem a mais esse vídeo e até breve.