A maior rede de estudos do Brasil

Aula 01 2 (2)video play button

Transcrição


vamos lá, pessoal, voltamos, vamos dar prosseguimento ao artigo quatro cinco sete aí falando agora dos parágrafos que foram incluídos pela nova lei de gorjetas. Professor teve uma nova lei de gorjetas, teve antes da reforma trabalhista e criou o parágrafo quinto, sexto, sétimo, oitavo nono, tudo dentro do quatro cinco sete e mudou tudo. Não mudou nada, só vem o regulamentando. O pessoal só veio agora, trazendo de forma clara como que a doutrina e jurisprudência, como que nós vamos nos portar no que se refere à questão das gorjetas, a gorjeta! Nós já encontrávamos no artigo quatro, cinco, sete caput, e ela deve ser somada ao salário, compondo a remuneração para todos os efeitos. O que quer dizer vamos? Mas no caso de um garçom que tem um salário de mil reais pago diretamente pelo dono do restaurante, que seu empregador e ele, além dos mil reais, que o bolo do emprego do restaurante desembolsa para dar para ele, ele recebe mais três mil reais a título de gorjeta. E não importa seis Biologia tem, são cobradas da nota de serviço aquele famoso dez por cento. Ou se são fornecidas espontaneamente quando o manobrista traz seu carro, que será? A gorjeta. Para ele, não importa, não faz diferença. O fato é se você é um garçom, por exemplo, ganha quatro mil reais, mil de salário e três mil de gorjeta. A sua remuneração é igual a quatro mil reais, porque o salário deve ser somado à remuneração, compondo o valor total para os encargos trabalhistas. Só aqui nenhum questões do Brasil respeitava isso porque se o dono do restaurante que recolhem encargos sobre quatro mil, a mão de obra vai ficar muito cara, porque na hora de pagar o décimo terceiro e terá que pagar sobre quatro mil férias. Sobre quatro mil recolhe a Previdência sobre quatro mil, décimo terceiro todos encargos FGTS sobre quatro mil a maioria absoluta dos estabelecimentos comerciais faziam fingiam que as gorjetas não existiam, de forma que fazia todo o pagamento apenas sobre o valor que ele dono do restaurante concede. Inexistindo fingindo que não existe projeto para consequência. Praticamente todo gastam. Quando saia de um restaurante em que entram na Justiça, não para receber as gorjetas, porque muitos casos recebeu. Não recebeu mais pedindo o reflexo dessas gorjetas aonde no contrato de trabalho, pedindo a diferença de décimo terceiro, a diferença de férias em todas as demais verbas que o legislador fez. Criou agora uma lei separada, não uma lei que entrou dentro do quatro cinco sete, permitindo que o empregador pudesse oficialmente reter uma parcela das gorjetas, Apesar de que muitos empregadores por aí já retinham as gorjetas dos empregados. Mas oficialmente, agora o empregador pode reter uma parcela das gorjetas e com essa parcela que fica retida para a empresa, ele pode recolher os encargos sociais, de forma que agora não tem porque mais sonegar o valor das gorjetas. Ela pode vir no contracheque da carteira de trabalho, porque o empregador pode recolher os encargos com o próprio dinheiro que entra de gorjeta. Então, o que nós temos que ter em mente que é correto, não é inofensiva. O valor que você recebe gorjeta tem que ser somado ao salário, compondo a remuneração. Vamos dar uma olhada no quatro, cinco e sete caput e depois a gente vem do parágrafo quinto, que foram os novos parágrafos incluídos quatro cinco sete caput, compreende se na remuneração do empregado para todos os efeitos legais, além do salário devido e pago diretamente pelo empregador, como conta a prestação de serviço às gorjetas que receber o que isso quer dizer pessoal. Quer dizer que a remuneração é igual ao salário, Mais gorjeta. Remuneração Igual salário, Mais gorjeta. Você vai falar Para mim mais professor, eu não ganho gorjeta. A grande verdade é que a maioria absoluta dos trabalhadores não ganho. Gorjeta eu não ganho gorjeta. Gorjeta! Quem. Eu não tenho uma profissão muito específica, que recebe as gorjetas, ou seja, noventa e cinco por cento dos trabalhadores? Não para eles, pessoal, salário, a remuneração, porque não tenho que somar para a maioria. Eu você, quando termina a aula de algum objeto do professor, se ela for boa, não. Então, no meu caso, remuneração o salário, porque não existe gorjeta, no meu caso, na maioria das pessoas. Então, para quem não recebe gorjeta, que somos a absoluta maioria, mais de noventa por cento dos trabalhadores salário remuneração são sinônimos. Para quem recebe gorjeta, a gorjeta deve ser somada ao salário que é pago pelo empregador para compor a remuneração para todos. Efeitos A partir de agora, lembre se o empregador pode reter uma parcela da gorjeta para poder recolher os encargos. Se a empresa é uma empresa de tributação diferenciada, ele pode reter vinte por cento do que entre as gorjetas. Se não é uma empresa de tributação diferenciada, ele pode ter trinta e três por cento de gorjeta. Vamos dar uma olhada no quatro cinco sete, parágrafo sexto que fala sobre isso. As empresas que cobrarem a gorjeta de contrato para o terceiro deverão para as empresas inscritas em regime de tributação federal diferenciado, lançada na respectiva nota de consumo, e fazer a retenção de até vinte por cento caso o empregador queira reter para recolher encargos. Se você faz parte de uma empresa que não está inscrito em regime de tributação federal diferenciada, você pode reter até trinta e três por cento. Na verdade, o empregado vai torcer para que o seu empregador esteja inscrito no regime de tributação diferenciada, porque aí o empregador morte só vinte por cento da gorjeta. Se você trabalha no restaurante em que o empregador não está inscrito no regime de tributação diferenciada, a empresa vai morder trinta e três por cento da gorjeta para o recolhimento dos encargos. Vamos analisar os demais parágrafos que foram incluídos, olha para o quinto. Inexiste no previsão em convenção ou acordo coletivo de trabalho, os critérios de rateio e distribuição da gorjeta e os percentuais de retenção previstos no parágrafo sexto e sétimo deixa artigo serão definidos em Assembleia Geral dos trabalhadores. Professor. A lei definiu como será como serão divididas as gorjetas entre os funcionários, Porque eu digo isso, porque cada cidade do país, cada estado, cada região, tem sua cultura, da qual o garçom ganha xis por cento do que entre o que o dinheiro que a pedagogia tem. Entre um bolo único para todo mundo, o restaurante. Então o cozinheiro ganham, Vamos mais nada três por cento. O auxiliar de cozinha ganha um e meio por cento, cada garçom ganha três por cento o metro e ganha cinco por cento. É como se fosse uma pizza e a fatia da pizza é delimitada de forma diferente em cada região do país. E como vai ser estipulado por lei, e não por acordo convenção coletiva. Cada categoria profissional vai ter seu acordo. Sua convenção coletiva, em que vai delimitar o rateio dessa gorjeta não houver um acordo ou convenção coletiva. Uma própria assembleia dos trabalhadores vai definir de como a gorjeta será dividido entre os trabalhadores. É o parágrafo quinto do artigo quatro cinco sete, que determina isso aqui vamos lá. Parágrafo sétimo A gorjeta, quando entregue pelo consumidor diretamente ao empregado, terá seus critérios definidos em convenção ou acordo coletivo de trabalho, facultada a retenção nos parâmetros do parágrafo sexto. Deixa artigo. E aí, se o empregado pessoal ele recebia gorjeta diretamente, como manobrista, por exemplo, ele deve informar para o empregador o valor que ele recebeu e repassar para que o empregador faça o recolhimento dos encargos. A prática não. Se isso vai funcionar, Pará foi dava as empresas deverão anotar, na carteira de Trabalho e Previdência Social, seus empregados, o salário fixo e a média dos valores da geologia de bloqueio. Só uma burocracia. Uma formalidade para o fenômeno acessada pela empresa a cobrança da gorjeta de que trata o para obter seu deixa ativo, desde que cobrada por mais dois meses? É se incorporará o salário do empregado, tendo como base a média dos últimos doze meses, salvo estabelecerem acordo convenção coletiva. O que acontece aqui? O dono do restaurante para fazer com