A maior rede de estudos do Brasil

Transcrição


Olá, meu amigo, minha amiga, bem vindos. Vamos agora estudar um pouquinho de direitos humanos, uma matéria extremamente importante para todo e qualquer com o curso que nós tenhamos ou temos hoje em dia. Qualquer direitos humanos se tornou realmente fundamental. O estudo dos direitos humanos estavam fundamental para qualquer concurso de todos os níveis. Então nós vamos ter um pouco de noções agora, sobre direitos humanos no Sudão, com quem de conceitos relacionados aos direitos humanos, vão situá lo no espaço e no tempo para que você não se perca no estudo da matéria, que não é muito afeto ou, pelo menos, a maioria não é muito afeta essa matéria específica. Todos os estudos de Direito Penal, Direito Processual penal está bonitinho lá no código, Código, processo penal, Código de Direito Penal, mais direitos humanos, dificulta ou alguns acham difícil estudá lo justamente porque ele não está condensado, uma lei, um único código. Então, vamos tentar, nesse início, tratar melhor os conceitos, delimitar bem na matéria para facilitar o teu estudo qualquer vamos lá ver o conceito de direitos humanos, o que está a nossa matéria antes propriamente vivemos. O conceito de direitos humanos usa uma pequena noção do que é o direito direito de uma maneira ou sobre uma óptica geral. O direito nada mais é porque o conjunto de valores, o conjunto de opções de bens, que a sociedade seja nossa sociedade. As sociedades nacionais, com a comunidade internacional, escolhem, selecionam com os principais e aí levam tais valores. Tais bens, para uma esfera de proteção, criam normas, criam um comportamento, pretendem criar comportamentos visando proteger, Traz bem estar os valores. Então nós temos, por exemplo, o direito à vida, o direito à liberdade, são valores, são bens caros, são bens importantes para toda e qualquer sociedade, visando proteger los, promovê los à sociedade. A nossa outra sociedade selecionam esses valores e os protegem lá no dia que se viu no Direito Penal, proibindo, por exemplo, a agressão, a vida, a supressão da vida, protegem o patrimônio, a propriedade, garantindo ao direito no Código Civil, punindo aqueles que o viola no Código Penal. Então, o direito nada mais é do que essa concentração de valores, de bens que nós achamos caros, importantes para nós, e que resolvemos proteger em determinadas normas, cuja observância obrigatória, tanto para a sociedade, para o Estado, para essa organização jurídico político organizada por quê Os direitos humanos, Por sua vez, direitos humanos nada mais são do que aqueles direitos de que são titulares, todos os seres humanos, todas as pessoas, pela sua tão só condição de nascerem humanos e que tem que visam garantir patamares, patamares mínimos para garantir uma vida digna. A todos estão direitos humanos para início de nossa conversa. Só que eles, direitos que é que são titulares, todas as pessoas, pela sua tão só condição de nascerem humanos que visam proteger ou garante melhor dizendo um patamar mínimo para uma vida digna. Qualquer, então os direitos humanos tem o objetivo de proteger e promover condições necessárias à dignidade da pessoa humana, certo e, pela sua condição, pela sua importância e face de qualquer direito nacional ou internacional, eles podem ser postos em face do Estado, ou seja, o Estado, a nossa sociedade jurídico, política, nossa sociedade organizada e os particulares, pessoas físicas, pessoas jurídicas, todos têm o dever de respeitá los, promovê los, dada a sua importância. Então vamos lá, fixando o objetivo dos direitos humanos garantir patamar, Garantir, promover, proteger patamares mínimos para a preservação da dignidade, para a manutenção da dignidade humana. Certo são direitos que podem ser opostos e devem ser respeitados tanto pelo Estado que a sociedade politicamente organizada, quanto por particulares. Então, são direitos sim, que pode ser exigidos diretamente dos particulares das pessoas físicas e jurídicas, com certeza, não só em face do Estado, o poder público, mas principalmente, ou também em face dos particulares. Porque, a isso, a essa obrigatoriedade de respeito dos direitos humanos pelo Estado, disse que eles têm uma eficácia vertical, ou seja, a relação de nós particulares das pessoas em face do Estado é uma relação vertical, porque o Estado tem poder e nós estamos aqui abaixo, Mas, mesmo nessa relação vertical, os direitos humanos devem ser respeitados e nas relações entre particulares. Em tese, as relações são de mesmo poder. Ok, então disse que os direitos humanos, no caso das relações entre particulares, tem uma eficácia horizontal certo? Então esse é o objetivo dos direitos humanos, pode ser posto em face do Estado. Podem, pode ser, posso faço particulares. Com certeza os direitos humanos com este nome são ou estão presentes em documentos internacionais. Então, onde nós encontramos direitos humanos para afirmarmos esse entendimento e essa expressão direitos humanos, direitos humanos são aqueles direitos desta índole conhece o objetivo e que são encontrados em documentos internacionais, sejam convenções, sejam tratados, resoluções exemplos. O que nós vamos acabar estudando A Declaração Universal dos Direitos Humanos, aprovada no âmbito da ONU, e a Convenção Americana sobre Direitos Humanos, o Pacto de San José Costa Rica, aprovada aqui no âmbito da A Organização dos Estados Americanos, então Direitos humanos, com este nome, direitos com esse nome humanos, são só aqueles direitos previstos em documentos internacionais qualquer. Quando esses direitos, direitos humanos previstos em documentos internacionais, são transportados para a nossa esfera jurídica, para o nosso direito ser inseridos na Constituição Federal, nosso caso a nossa Constituição Federal de oitenta e oito, ali eles recebem um outro nome. Direitos fundamentais Alguns autores utilizou a expressão direitos humanos fundamentais, mas a Constituição Federal utiliza se dessa musculatura para designar os direitos deste tipo. Seja direitos de primordial importância, mas que estão na nossa Constituição Federal qualquer. Estão direitos humanos, quando foram transportados ou quando estão presentes na comissão federal. Eles levam o nome de direitos fundamentais na nossa Constituição Federal. Eles estão espalhados por todo o texto. Todo o texto, dos duzentos e cinquenta artigos permanentes permanente, nós encontramos em praticamente boa parte deles direitos fundamentais. Mas a Constituição Federal tem um tópico, um lugar específico onde ela ou se coloca é o título dois. Artigo quinto até o dezessete o título dois leva o nome dos direitos e garantias fundamentais. Então é o título próprio, onde devem estar direitos fundamentais e realmente estão a maioria, mas não só a direitos fundamentais. Assim, toda a concessão federal, a nossa comissão federal, com certeza incorporou uma série de direitos que estavam no âmbito internacional direitos humanos e trouxe para a nossa cidade um volume muito grande no nosso direito, Na nossa ordem jurídica. Hoje eles fundamentais desempenham a mesma função que direitos humanos pretendem nessa pela no âmbito internacional, seja garantir uma vida digna a todos aqueles que aqui vivem. Então o objetivo é o mesmo garantir uma vida digna a todos e fundamentais. Falando do termo fundamentais, segundo um autor específico do direito doze direitos humanos que escreve sobre direitos humanos fundamental significa aqui, na nossa função, como o direito que é básico, que é fundante, que é fundamental para toda a nossa ordem jurídica. Em cima desses direitos. Todo o nosso estado se estrutura, então são fundamentais justamente porque eles são os principais. Os direitos básicos e fundantes em toda a nossa ordem jurídica são os direitos básicos e fundamentais dessa ordem jurídica. Os principais. Porque? Então, direitos humanos na ordem internacional, direitos fundamentais na nossa ordem jurídica, eu quero que tu guardar na cabeça, pelo menos por enquanto, esta essa reprodução. O que vou fazer aqui nesse círculo quase que perfeito? A respeito de como cidades, da relação entre direitos humanos no Aeroporto Inte