A maior rede de estudos do Brasil

História em dois Minutos Convênio de Taubatévideo play button

Transcrição


fala galera da vida de volta ao canal TO Da História aqui Quem fala a professora e Lara Xavier. Esse é o quadro História dois minutos pessoal, Estou aqui para explicar para vocês bem rapidinho um convênio de Taubaté. Isso mesmo um grande encontro sediado na cidade de Taubaté, no Vale do Paraíba Paulista. Estavam presentes governadores de São Paulo, Minas Gerais e Rio de Janeiro, Jorge Tibiriçá, Francisco Sales e mil. Pessanha. O objetivo do convênio de Taubaté foi estabelecer uma política estatal oficial para garantir a rentabilidade do café. Os fazendeiros estavam preocupado com a queda constante do café no mercado mundial, inclusive em mil e novecentos e seis que foi o ano aonde o Convento de Taubaté foi realizado. O café teve uma queda brusca no mercado mundial, principalmente em razão da concorrência com o café colombiano. Depois de muitas discussões e debates no dia vinte e seis de fevereiro de mil e novecentos e seis, foi decidido que os estados ficariam responsáveis pela compra do café a partir de um valor mínimo, para garantir que os fazendeiros não ficariam no prejuízo e o Estado de posse desse café ficaria responsável por colocar no mercado, controlando o fluxo do café para garantir o preço. O presidente Rodrigues Alves, na época, não quis assinar o convênio de Taubaté. Não quis ficar responsável pelo convênio de Taubaté, mas posteriormente, o presidente Afonso Pena ratificou o convênio de Taubaté. Um empréstimo de quinze milhões de libras foi feito para garantir que os estados teriam dinheiro suficiente para acabar com a Copa do Café, salvando assim os fazendeiros da falência e da oscilação do café no mercado mundial. Beleza pessoal Obrigado pela Companhia de vocês, um abraço e até a próxima ao do quadro História em dois minutos.