A maior rede de estudos do Brasil

Aula 02 - Plástico - Reações Orgânicasplay_circle_filled

Transcrição


Olá, meu nome é Paulo Vale o seu professor de química. Em poucos segundos começará a sua aula para ter acesso a todo o meu conteúdo Vídeo aulas exclusivas, exercícios ouvidos em vídeo e preparação completa para o Enem e vestibulares. Conheço, sim, sem ação para você que está aqui tudo isso pode ser seu consultor o desconto usando o Copom. Passei direto, então bora agir, A matéria prima para o plástico é o petróleo. Devemos nos lembrar que o petróleo, energia fóssil, ou seja, ele demora muito tempo para formar. Quando a gente utiliza todo o petróleo disponível que tem na terra, não terá mais petróleo. Ele se forma quando organismos microorganismos ou não são soterrados. E não tem ação de decomposição, logo sobre altas temperaturas e também sobre uma pressão muito forte. Depois de muito tempo, forma se o petróleo. Então nós estamos utilizando, obviamente, só que aí que vem a grande questão até quando? Ou então para a gente poder responder essa pergunta, vamos trabalhar dentro de um tópico das reações orgânicas que vem ser as reações de eliminação. E dentre as várias reações orgânicas de eliminação existentes, nós vamos nos concentrar nas reações do tipo desidratação e o que nos é interessante é trabalhar a reação de desidratação que ocorre no etanol, que é obtido a partir da cana de açúcar que é cultivada no nosso país. Dentro da abordagem desse conteúdo, a gente precisa considerar que existe a desidratação do tipo interno molecular que, como o próprio nome já sugere, vai ocorrer entre moléculas. E temos também a desidratação do tipo um transe molecular que, como o próprio nome já diz, vai acontecer dentro da molécula. Essas reações elas são bastante abordadas pelos vestibulares, porque a gente pode, através de uma delas, obter o etileno, aquele mesmo hidrocarboneto que a gente obtém através da exploração do petróleo. Podemos obter aquele hidrocarboneto através da eliminação de água do etanol e o que basicamente vai diferenciar esses processos é a temperatura que a reação vai ser processada. Então vamos começar trabalhando com a desidratação interno molecular do etanol e nessa reação química, o que nós teremos duas moléculas jia etanol. Então agora vou representar a estrutura que, por finalidade didática, eu vou construir as duas mulher, colégio etanol, de uma forma que vocês consigam visualizar do melhor jeito, É possível. Então, coloquei a primeira mulher, colidiu etanol dessa forma que a outra. Vou colocar ela invertida, que olha o que vai acontecer nesse processo em uma temperatura de cento e quarenta graus Celsius utilizando como catalisador o ácido sulfúrico, nós teremos a eliminação de água da seguinte forma de uma das molhar Ecologia Esta não. A gente terá a ligação carbono hidroxila, alcoólica quebrada e de outra molécula do etanol. Eu vou ter a ligação oxigênio hidrogênio dentro da hidroxila alcoólica. Eu vou ter essa ligação quebrada, então observe, eu vou ter de um lado e eu vou ter pagado outro. Juntando os dois, nós teremos a formação de dois órgãos. Por isso o nome é a desidratação, porque eu estou retirando a molécula de água. E agora, como nós temos essas duas moléculas que antes era de etanol ali, com essas ligações quebradas em que vai pegar e vai juntar esses pedaços, o que teremos? Observe ser três dois. Aqui a ligação que está aberta, eu vou ligar com esse oxigênio formando ser dois a três. Então acabamos de formar um novo composto orgânico, que a sua função é classificada, como então, se eu tenho duas mulher colegial etanol nesse processo de desidratação interno molecular que vai acontecer entre moléculas. A gente vai ter a produção de um especificamente Como eu só tenho uma olha o colégio Etanol, a gente tem aqui Toshi, Entorno, que a nomenclatura e o PAC, essa reação química, ela dentro da nossa abordagem, ela não vai ser a reação de interesse, mas eu abordo ela aqui com vocês na Saulo justamente para poder chamar atenção de que se eu mudar a temperatura, ou seja, se eu colocar uma reação química processada numa temperatura de cento e setenta graus Celsius, o resultado será diferente. Então, observe, nós teremos a molécula de etanol e agora eu vou representar de uma forma que eu considero que vai ficar melhor para você compreender. Então olha como é que eu vou representar alagado em seu aí, eu vou colocar um hidrogênio em vez de colocar três Selton colocando um hidrogênio para baixo aqui por finalidade didática. Então a gente vai ter dois aqui. Eu vou colocar hidroxila aqui para baixo. Então, como eu disse, se eu mudar a temperatura para cento e setenta graus Celsius, inclusive o catalisador mesmo, o que vai acontecer na desidratação intra molecular que dentro da molécula a gente vai ter a eliminação de água. Então por isso que eu representei dessa forma para que vocês saibam que para esse carbono vai ser rompida a ligação carbono hidrogênio e por outro o carbono que está hidroxila vai ser quebrada a ligação carbono e grupo Silva. Então, juntando esses pedaços que vão sair, a gente vai ter a formação de que dois homens e aí a gente vai ter o pior. Observem carbono com os seus dois hidrogênios, que permaneceu então, ao colocar aqui durante um hidrogênio dois aqui eu vou colocar essa ligação que já estavam o outro carbono com os dois hidrogênios percebo que cada carbono está fazendo três ligações o carbono tem que fazer quatro então eu vou colocar que eu vou colocar mais uma outra ligação estabelecendo uma ligação dupla entre os carbonos e aqui é um objetivo que o eteno que é o etileno. Então na última aula a gente demonstrou para vocês naquela abordagem de introdução, como que era a formação do político, nela está então a formação do polietileno utiliza como monômeros o etileno, que a nomenclatura e o PAC, então gostaria que vocês observassem que não explorando petróleo a gente foi capaz de obter a mesma substância que é utilizada como um número para a produção do plástico. O político então percebeu que a diferença ali na origem pode ser justamente algo relevante para a discussão dos vestibulares e ao longo desse curso de plástico. E vocês vão ver a professora Elisa resolvendo problemas falando sobre essa questão de petróleo. Problemas ambientais também tem o professor jornal Cunha, que abordou isso com vocês. Então o que a gente vai fazer? Nós vamos pegar o eteno etileno e vamos recordar a formação do polietileno, Então observe, vamos utilizar uma quantidade de higiene, moléculas que é um número muito grande de milhares de moléculas que vai constituir o polímero. A gente vai pegar milhares desse monômeros que é uma das partes e agora eu gostaria que vocês atentassem, puxada, Mente lá, dá aula introdutória, que para essa reação aconteceu, Nós precisamos de catalisadores valores de pressão que vão se adequados ali para a nossa reação aconteceu e além disso, nós precisamos adequar a temperatura. Então o que a gente vai fazer para a formação do polímero? Precisamos lembrar que a ligação Pio vai ter que ser quebrado. Está uma das duas a ligação. Eu estou colocando a de cima tal mas poderia ser de baixo na realidade da mulher, que vocês precisam saber que um single é outra. A pequena Olimpíada, essa ligação química, ela vai quebrar. Então gostaria que vocês considerassem que para cada um número vai acontecer. Justamente isso a gente vai ter a quebra da ligação Pinto E aí a gente vai abrir valencia para um lado e Valencia para o outro. Então aqui são hidrogênios, vamos apresentar esses hidrogênios aquilo e esse sim conceitos aquilo que às vezes em muitas provas e muitos livros, também é representado como parentes. Isso significa que essa unidade vai se repetir. O que observa que vai se repetir em mil vezes conforme o número de monômeros. Então esse daqui é o etileno ou tempo. E aqui nós temos um poli etileno ou polícia, Então vamos lá galera. Vocês acabaram de ver como a gente pode pegar o etanol que é obtido a partir da cana de açúcar e produzir o pais a diversas abordagens falando do polietileno verde, que nada mais é porque o polietileno obtido a partir da cana de açúcar pensando em termos das estruturas químicas não haverá