A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
93 pág.
Aula 01 - Introdução - Lab Programação

Pré-visualização | Página 1 de 4

2
3
Como fazer a conversão entre o sistema decimal e o 
sistema utilizado num computador?
HEXADECIMAL
DECIMAL BINÁRIO
4
Base ou raiz de um sistema de numeração: é o 
número de algarismos distintos usados nesse sistema 
de numeração.
Exemplo: o sistema decimal possui base 10, isto é, usa 
10 algarismos distintos.
5
É o nome dado à notação usada por alguns 
sistemas numéricos, onde cada algarismo 
tem, além do seu valor absoluto, um valor de 
posição dentro de cada número desse sistema 
em que ele aparece. 
Por exemplo, no sistema decimal:
O valor absoluto 2 no número 2000 representa 
uma grandeza diferente do que 2 em 20.
6
O sistema de numeração romano é constituído 
de um conjunto N de 7 algarismos diferentes, 
cada um representando um valor fixo, 
independentemente de sua posição relativa no 
número:
N = (I, V, X, L, C, D, M)
Indicando, respectivamente, os valores: 1, 5, 10, 
50, 100, 500 e 1000
Observe que neste sistema não há representação 
para o zero.
Tente multiplicar XIII x XVII
7
Possui 10 algarismos distintos (algarismos 
arábicos = 0, 1, 2, 3, 4, 5, 6, 7, 8 e 9) e usa 
notação posicional.
Ex.: 7 = 7 x 100
35 = 30 + 5 = 3 x 101 + 5 x 100
81,508 = 8 x 101 + 1 x 100 + 5 x 10-1
+ 0 x 10-2 + 8 x 10-3
Obs.: Na notação posicional (qualquer que seja 
a base) o primeiro algarismo a esquerda da 
vírgula, representa uma potência da base com 
expoente igual a 0 (zero) e esse expoente é 
inteiro e crescente para a esquerda.
8
0
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10 Zera e vai-um
9
00
01
10 Zera e vai-um
11
Usa notação posicional e possui dois algarismos distintos: 
0 e 1.
10
Problema: como converter 
2358(10) para a base 2?
E 100101 (2) para a base 
10?
Decimal Binário
0 0
1 1
2 10
3 11
4 100
5 101
6 110
7 111
8 1000
9 1001
10 1010
11
Usa notação posicional e possui 16 algarismos distintos: 
0, 1, 2, 3, 4, 5, 6, 7, 8, 9, A, B, C, D, E e F. 
Decimal Hexadecimal Decimal Hexadecimal
0 0 8 8
1 1 9 9
2 2 10 A
3 3 11 B
4 4 12 C
5 5 13 D
6 6 14 E
7 7 15 F
12
Conversão da base b (qualquer) para decimal:
Para converter um número na base b em decimal, basta 
somar os produtos dos algarismos pelas potências da 
base b que eles representam.
Ex.: Converter os números abaixo para a base 10
(10)16 1 x 161 + 0 x 160 = (16)10
(F30A)16 15 x 163 + 3 x 162 + 0 x 161 + 10 x 160 = (62218)10
(1101)2 1 x 23 + 1 x 22 + 0 x 21 + 1 x 20 = (13)10
(10001111)2 27 + 23 + 22 + 21 + 20 = (143)10
13
Conversão de decimal para a base b (qualquer):
Para converter um número decimal para a base b, devem 
ser feitas divisões inteiras sucessivas por b até que se 
encontre quociente 0 (zero). O número correspondente na 
base b será formado pelos restos das divisões, da última 
até a primeira divisão, nessa ordem. 
Ex.: Converter o número decimal abaixo para hexadecimal 
45286 16
6 2830 16 
14 176 16
E 0 11 16
11 0
B (45286)10 (B0E6)16
14
18 (10) = 10010(2)
18 2
0 9 2
1 4 2
0 2 2
0 1 2
1 0
Converter os números decimais abaixo para binários 
15
Como 16 é potência de 2 (24 = 16), nesta conversão, 
cada algarismo hexadecimal dá origem a quatro 
algarismos binários.
Tabela de conversão:
Hexadecimal Binário
1 0 0 0 1
2 0 0 1 0
4 0 1 0 0
8 1 0 0 0
Valor da posição 8 4 2 1
16
Ex.: Hexadecimal em Binário:
8 4 2 1
(9)16 (1 0 0 1)2 ( isto é, 1 + 8 = 9)
(D)16 (1 1 0 1)2
(13A)16 ( 0 0 0 1 | 0 0 1 1 | 1 0 1 0 )2
(FB09)16 ( 1 1 1 1 1 0 1 1 0 0 0 0 1 0 0 1)2
Binário em hexadecimal:
8 1
(1 0 0 1)2 (9)16
(0 0 1 0 | 1 1 0 1 | 1 0 1 1 | 0 1 0 1)2 (2DB5)16
(1 0 0 0 | 1 0 0 1 | 1 0 1 1 | 1 1 1 1)2 (89BF)16
17
DECIMAL
÷2
x2n
tabela
x16n
BINÁRIOHEXADECIMAL
÷16
18
19
Peopleware
(usuário)
Software
(programas)
Hardware
(máquina)
Hardware: Corresponde à parte material, aos 
componentes físicos do sistema. É o 
computador propriamente dito.
Software: Conjunto de programas (instruções 
arranjadas logicamente) e dados.
20
Unidade Lógica
e Aritmética
Unidade de
Controle
Memória
Principal Memória
Secundária
Interfaces
Unidade Central de Processamento
Unidades
de
Entrada
Unidades
de
Saída
Periféricos
21
Também chamada de microprocessador ou unidade de 
processamento central (UPC ou CPU) e é 
responsável pelo gerenciamento de todas as funções 
do sistema.
A CPU distingue somente dois estados físicos, 
representados pelos números 0 e 1 dígitos 
binários.
É dividida em:
Unidade Aritmética e Lógica: encarregada de realizar 
operações aritméticas e lógicas elementares.
Unidade de Controle: encarregada de coordenar os 
diversos componentes.
22
É a unidade encarregada de armazenar os programas e 
dados ( recebidos das unidades de entrada) para imediato 
processamento pela CPU.
Após a execução de cada instrução do programa, a CPU 
armazena o resultado gerado na memória principal. 
A memória é considerada um meio temporário de 
armazenamento de dados, que permanecem ali somente 
durante o tempo em que estiverem sendo processados.
CPU
Memória
Principal
23
Bit ( Binary DigiT dígito binário)
Unidade de Informação, tem somente os valores 0 
ou 1 ;
Byte ( BinarY Term termo binário)
Conjunto de 8 bits, com o qual pode-se representar 
os números, as letras, os sinais de pontuação, etc...
Palavra (Word)
É a quantidade de bits que a CPU processa por vez.
24
CPU ou micro de: Palavra de:
8 bits 8 bits = 1 byte = 1 caractere
16 bits 16 bits = 2 bytes = 2 caracteres
32 bits 32 bits = 4 bytes = 4 caracteres
64 bits 64 bits = 8 bytes = 8 caracteres
128 bits 128 bits = 16 bytes = 16 caracteres
Exemplo: se a palavra (texto) TRADUTOR tiver sido transferida 
da memória para uma CPU de:
8 bits <= este precisará de 8 operações para processá-la;
16 bits <= este precisará de 4 operações para processá-la;
32 bits <= este precisará de 2 operações para processá-la;
64 bits <= este precisará de uma operação para processá-la;
25
Unidades Usual Informática
Kilo (K) 103 210 bytes
Mega (M) 106 220 bytes
Giga (G) 109 230 bytes
Tera (T) 1012 240 bytes
Exemplo: Qual a quantidade exata de bits que 
um DISQUETE de 1,44 MB possui?
1,44 MB = 1,44 * 220 * 8 = 12079595,52 bits
26
Representação de uma memória de 1 KB:
Endereço Byte
0
1
2 0 1 0 0 0 0 0 1
...
1023
No byte de 
endereço 2 está
armazenado o 
código ASCII do 
caracter A .
O processador acessa o conteúdo de um byte a partir do 
endereço desse byte.
Por que 1 KB = 210 bytes e não 103 bytes? ou
Quantos bits são necessários para representar um dos 
endereços da memória acima?
27
A memória secundária pode ser composta por vários dispositivos 
capazes de ampliar a capacidade de armazenamento da memória 
principal. Eles podem armazenar grandes quantidades de dados e 
programas. 
A memória secundária é um tipo de memória não volátil, 
teoricamente permanente e mais lenta.
Outra função da memória secundária é oferecer uma expansão 
virtual da memória principal Memória Virtual.
Memória
Principal
Memória
Secundária
Memória Virtual
CPU MemóriaPrincipal
Memória
Secundária
28
Representa o meio de comunicação entre duas 
partes do sistema. Exemplo: disco e 
computador, teclado e computador, 
computador e impressora.
Existem dois tipos de interface:
- serial: os dados são enviados um bit de 
cada vez (cabos com um único fio);
- paralela: um byte de cada vez (cabos com 8 
fios);
29
Para que um algoritmo possa ser executado 
pelo computador, é necessário que ele seja 
programado, isto é, que ele seja transcrito 
para uma linguagem que o computador possa 
entender , direta ou indiretamente.
30
Os computadores só podem 
executar diretamente os 
algoritmos expressos em 
linguagem de máquina (que é 
um conjunto de instruções 
capazes de ativar diretamente 
os dispositivos eletrônicos do 
computador).
Um tradutor é um programa que 
traduz um algoritmo que está 
escrito em uma determinada 
linguagem de programação em 
linguagem de máquina.
Programa
Fonte
Tradutor
Programa
Objeto
Algoritmo ou
programa escrito
em uma
determinada
linguagem de 
programação
Algoritmo