A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
cap8

Pré-visualização | Página 1 de 2

Clique para editar o estilo do título mestre
Clique para editar o estilo do subtítulo mestre
Requisitos Não-funcionais
Wilson José dos Santos
Pedro Luciano Leite Silva
Juliano Manabu Iyoda
Universidade Federal de Pernambuco
Departamento de Informática
Tópicos Avançados em Engenharia de Software 2
(Engenharia de Requisitos e CASE)
Prof. Jaelson Brelaz Castro
Prof. Alexandre Marcos Lins de Vasconcelos
Outubro / 1998
Introdução
Requisitos Não-funcionais
Temas:
Classificação de Requisitos Não-Funcionais
Derivando Requisitos Não-Funcionais
Requisitos para Sistemas Críticos
Engenharia de Requisitos para “Safety-Related System” 
Introdução
Objetivos
Colocar restrições Antes e durante o processo desenvolvimento
Definir as qualidades globais do sistema
Segurança (Safety ,Security)
Usabilidade
Confiança
Requisitos de desempenho
Colocar restrições no serviço do sistema sobre exigências do usuário (Interfaces, Qualidades, Recurso, Tempo)
Introdução
Requisitos Não-funcionais/funcionais
 Exemplo: Requisito de segurança
O sistema só permitirá acesso aos dados, com autorização.
O sistema terá um procedimento de autorização de usuários, nos quais tenham que se identificar usando um (login) e uma senha. Somente usuários autorizados terão acesso aos dados
Classificação de Requisitos
Não-funcionais 
CONTINUAÇÃO
Boehm-1976,( Deutsh e Willis,1998)
Qualidades exibidas por um software
Davis, 1992 
Não-comportamental
Portabilidade
Confiabilidade
Eficiência
Engenharia humana
Testabilidade, Understandabilidade, Modificabilidade 
Classificação de Requisitos
Não-funcionais
IEEE-Std 830 -1993
3 Specific Requeriments
3.1 Functional requeriments
3.2 Performance requeriments
3.3 Interface requirements
3.4 Operational requirements
3.5 Resource requirements
3.6 Verification requirements
3.7 Acceptance requirements
3.8 Documentation requirements
3.9 Security requirements
3.10 Portabiliry requirements
3.11 Quality requirements
3.12 Reliabiliry requirements
3.13 Maintainabiliry requirements
3.14 Safety requirements
Classificação de Requisitos
Não-funcionais 
CONTINUAÇÃO
Sommerville
Considera:
Interoperabilidade de software e hardware
Processos de desenvolvimento seguidos
Fatores externos, como “Safety e Security regulations”
Classificação de Requisitos
Não-funcionais 
CONTINUAÇÃO
Sommerville
Classificação de Requisitos
Não-funcionais 
CONTINUAÇÃO
Requisitos de Produtos
Requsitos que podem ser formulado precisamente
O sistema X terá uma disponibilidade de 999/1000 ou 99%. Isso significa, que a cada 1000 pedidos no serviço 999 devem ser satisfeitos. 
Um sistema X processará 8 transações por segundo .
 
O código executável em Z de um sistema está limitado em 512 Kb.
Classificação de Requisitos
Não-funcionais 
CONTINUAÇÃO
Requisitos de Produtos
Requistos declarados no estado informal
O sistema será desenvolvido para PC e MACINTOSH. 
O sistema codificará todas as comunicações externas em algoritmo RSA. 
O sistema X Será implementado usando a versão 5 da BIBLIOTECA Y.
Conflitos em requisitos de Produto
Requisito de utilização de espaço pode entrar em conflito com o requisito que especifica um compilador padrão, no qual não gerará o código compacto a ser usado.
Classificação de Requisitos
Não-funcionais 
CONTINUAÇÃO
Requisitos de Processos	
O processo de desenvolvimento deve ser definido claramente conforme o padrão ISO 9000
O sistema deve ser desenvolvido usando a seqüência XYZ da ferramenta CASE.
O gerenciamento de relatórios deve ser produzido a cada duas semanas, informando o esforço gasto, com a identificação do componente do sistema.
Um esquema de recuperação no desenvolvimento do sistema deve ser especificado para o caso de acidentes.
Classificação de Requisitos
Não-funcionais 
CONTINUAÇÃO
Requisitos Externos
São requisitos que podem ser colocados no produto e no processo e são derivados do ambiente que é desenvolvido.
 Eles podem fundamentar-se nas informações de domínio da aplicação.
Considerações Oeganizacionais
Necessidades com outros sistemas
Safety ou regulamentos de proteção dos dados
Leis básicas da física natural 
Requisitos Externos
Exemplo 1
O sistema de registro de estudante. 
	O formato dos dados de registro de estudante disponível pelo SREC (Student Record System)
Seqüência de registro de dados usada na anotação é como se segue:
Admission_No + Name + Address + University + Course 
The individual data items are defined thus: 
Admission_No = Year + Personal_Number 
Year = 4{Digit}4 
Personal_Number = 5{Dìgit}5 Digit = 0 |1| 1 | .. | 9 
Name = Surname + (Middlename) + Fìrstname 
Surname =1[Letter}15+ (Hyphen) +1{Lettex}15 
Middlename = {Letter)10 
FirstrLame =1{Letter}15 
Letter= A|B|C|D|E|F|G|H|I|J|K|L|M|N|O|P|Q|R|S|T|U|V|X|Y|Z 
Hyphen = - 
Address =1{Char}140 Char = Digit |1| Letter | - | | , 
 University =1{Letter}20 
 Course = 1{Letter}20
Requisitos Externos
Exemplo 2
Sistema de dados médicos. 
	Organização de proteção de dados oficial deve certificar que todos os dados mantido, estejam de acordo com a legislação de proteção de dados, antes do sistema entrar em operação.
Requisitos Externos
Exemplo 3
Sistema de proteção nos 
trens.
 O tempo requerido para um trem obter uma parada completa usa a seguinte função computadorizada:
 trem = controle+gradiente
 onde
 gradiente= 9,8ms-2/gradiente compensado/alpha e esses valores são conhecidos para os diversos tipos de trens
Derivando Requisitos não Funcionais
Não são abordados adequadamente devido:
Dificuldade de elicitar 
Limites relacionados ao projeto
Subjetivas => avaliações empíricas complexas.
Derivando Requisitos não Funcionais
Requisitos não funcionais estão relacionados a requisitos funcionais.
Requisitos não funcionais tendem a conflitar entre si.
Não há regras para os requisitos não-funcionais.
Uma solução é uma proposta para uma nova solução
Propostas de Modelos
Chung modelo-orientado-a-metas 
Dobson modelos lógicos 
Kotonia (Kotonia and Sommerville, 1996) pontos-de-vista
Traduzir objetivos gerais ou metas em declarações que se refiram às propriedades mensuráveis do sistema
Requisitos de Software (Preocupações)
Os interessados tem preocupações importantes mas difícil de articular
São tipicamente não-funcionais
Objetivos críticos do negócio (padronização)
Características essenciais do sistema como
segurança
desempenho
funcionalidade
manutenabilidade
Requisitos de Software (Preocupações)
Atender requisitos funcionais
Expressam requisitos críticos "holísticos”
sub-preocupações
lista de verificação
Preocupações x prioridades globais
Atender as preocupações em cada estágio é prioritário
Relacionamento entre necessidades do usuário e requisitos não funcionais
Necessidades do usuário
Preocupações do usuário
Requisitos não-funcionais
Função
Facilidade de uso
Acesso não autorizado
Possibilidade de falha
Usabilidade
Segurança
Confiança
Desempenho
Utilização de recursos
Desemp. de verificação
Facilidade comunicação
Eficiência
Verificabilidade
Interoperabili.
Alteração
Facilidade de reparar
Facilidade de alterar
Facilidade de transportar
Facilidade de expandir
Mantenabilidade
Flexibilidade
Portabilidade
Expansibilidade
Safety
Colisão
Descarrilamento
Acidente Pessoal
Excesso de Velocidade
para as condições de trajeto
Dano de trajeto
Que informação sobre 
dano de trajeto é solicitado
pelo sistema ?
Como é fornecida ?
O Sistema deve estar
apto a detectar e evitar
causas de descarrilamento
Sob que condições o excesso velocidade pode causar descarrilamento ?
O que sig. na verdade“excesso
 de velocidade” ?
Decomposição de Preocupações
Sistema de Proteção de Trem
Compatibilidade
Hardware
Software
Física
Ambiente de
Execução
Tempo
Interface
Um requisito
afetará o 
desempenho
do software ?
O requisito
necessita de
dados que
não estão
disponíveis
na Interface ?
O Sistema deve
ser executado num
ambiente de execução
ADA
Pode esta função ser fornecida pelo ambiente de execução