A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
1 pág.
Psicologia Jurídica - Questões Resolvidas

Pré-visualização|Página 1 de 1

Psicologia Jurídica

Questões Resolvidas


1)Quais são as subdivisões da Psicologia Jurídica?

Ela se subdivide entre a Psicologia Jurídica e o Menor, Direito de Família, Direito Cível, Trabalho, Direito Penal (fase processual), Testemunho, Penitenciária (fase de execução), Policial e Forças Armadas, Vitimologia e Mediação.


2)O que é a Psicologia Criminal?

É uma subárea da Psicologia Jurídica que explica o comportamento criminoso, ao estudar tanto o infrator quanto a vítima, e tem relação com a Criminologia.  


3)Qual o papel do psicólogo no sistema prisional?

O trabalho do psicólogo dentro do sistema prisional é de garantir os direitos humanos, priorizando a autonomia do sujeito e procurando fazer com que a LEP (Lei de Execuções Penais) seja efetuada de fato para que se possa ter um resultado satisfatório.


4)Qual é a atuação do psicólogo no sistema prisional e no Judiciário segundo o CFP?

A intervenção realizada pelo psicólogo dentro do sistema prisional está ligada a uma atuação em que se procura promover mudanças satisfatórias, não só em relação às pessoas em cumprimento de pena privativa de liberdade ou medida de segurança, mas também de todo sistema.


5)O que é a psicologia do testemunho?

A psicologia do testemunho se dedica ao estudo das testemunhas e do valor judicial dos seus depoimentos, considerando os processos cognitivos inerentes ao ato de testemunhar e todas as variáveis contextuais e individuais que podem ter interferência nesse ato.


6)Como surgiu a psicologia do testemunho?

Surgiu no final do século 19 a Psicologia do Testemunho, que tinha o objetivo de verificar a veracidade dos depoimentos dos sujeitos envolvidos em um processo jurídico, quando não só o criminoso deveria ser examinado, mas também a testemunha que relata aquilo que viu, levando em consideração os processos internos que influenciam na veracidade do relato. Estavam incluídos nessa prática estudos acerca dos sistemas de interrogatório, os fatos delitivos, a detecção de falsos testemunhos, as amnésias simuladas e os testemunhos de crianças.


7) O início da Psicologia Jurídica no Brasil não tem um marco histórico bastante claro, uma vez que o processo de desenvolvimento deu-se de forma gradual e lenta, muitas vezes de maneira informal, por meio de trabalhos voluntários. Quando a Psicologia Jurídica foi reconhecida como profissão no Brasil?

A Psicologia Jurídica teve seu reconhecimento como profissão na década de 60.


8)Quais são as áreas de atuação, da Psicologia Jurídica no Brasil ?

A Psicologia Criminal, a Psicologia Penitenciária ou Carcerária, Psicologia, Psicologia Jurídica e as questões da infância e juventude, Psicologia Jurídica visando à investigação, formação e ética, Psicologia Jurídica e Direito de Família, Psicologia do Testemunho, Psicologia Jurídica e Direito Civil e Psicologia Policial/Militar.


9)Como é a atuação do psicólogo jurídico dentro do Direito de Família?

O psicólogo atua na participação nos processos de separação e divórcio, disputa de guarda e regulamentação de visitas .


10)Como atua o psicólogo com o direito da criança e o do adolescente?

Ele atua abordando as questões referentes à adoção, destituição do poder familiar e adolescentes autores de atos infracionais.


11)Como atua o psicólogo jurídico voltado ao Direito Civil?

O psicólogo jurídico atua nos processos em que são requeridas indenizações oriundas de danos psíquicos, assim como nos casos de interdição judicial.


12)Como atua o psicólogo jurídico voltado ao Direito Penal?

O psicólogo jurídico é solicitado a atuar como perito para verificação de periculosidade e das condições mentais do acusado. 


13)Como atua o psicólogo jurídico dentro dos Processos Trabalhistas?

O psicólogo atua como perito, possibilitando uma vistoria para avaliar as congruências entre as condições de trabalho e a saúde mental do trabalhador.