A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
2 pág.
Eletrodeposição

Pré-visualização | Página 1 de 1

GABRIELA VIEIRA PARMA – RA: 800951 
ENGENHARIA DE PRODUÇÃO - UFSCAR 
Estudo das relações entre eletricidade e 
reações químicas, sejam elas espontâneas ou 
não espontâneas. 
Processo não espontâneo que converte energia 
elétrica em energia química. 
A energia é usada para que ocorram as reações 
redox. 
Consiste em dois eletrodos em uma solução ou 
sal fundido, conectados por uma bateria ou uma 
fonte de corrente elétrica continua. 
→ Cátodo (-) – redução 
→ Ânodo (+) – oxidação 
A galvanoplastia é o processo de revestir uma 
peça metálica com uma camada de metal a 
partir da eletrólise em uma solução aquosa. 
Técnica que utiliza da eletrólise fazendo passar 
corrente elétrica por algum material líquido 
(fundido) ou em solução aquosa. 
A peça que vai ser revestida precisa ser 
condutora e ficar no eletrodo negativo (cátodo), 
enquanto, no eletrodo positivo (ânodo), deve 
ficar o metal que será usado para revestir a 
peça. Esses dois eletrodos ficam mergulhados 
em uma solução do metal que será revestido. 
→ Célula eletrolítica para galvanizar níquel sobre 
um pedaço de aço. 
→ Quando uma tensão externa é aplicada 
ocorre a redução no cátodo. 
→ Níquel é reduzido, depositando uma camada 
de níquel metálico sobre o cátodo de aço. 
Millikan determinou a carga de 1 elétron, 
encontrando o valor de 1,6023 × 10−19 
Coulomb. Por meio desse valor e da constante 
de Avogadro (6,023 × 1023) é possível calcular 
a carga elétrica de 1 mol de elétrons. 
1 𝑚𝑜𝑙 𝑒𝑙é𝑡𝑟𝑜𝑛𝑠 = 6,023 × 1023𝑒𝑙é𝑡𝑟𝑜𝑛𝑠 =
96500 𝐶 = 1𝐹 
1 𝑒𝑙é𝑡𝑟𝑜𝑛𝑠 − 1,6023 × 10−19 𝐶 
6,023 × 1023 − 𝑄 
𝑄 = 96.500 𝐶 
𝐶𝑜𝑛𝑡𝑎𝑛𝑡𝑒 𝑑𝑒 𝐹𝑎𝑟𝑎𝑑𝑎𝑦: 𝐹 = 96500 𝐶/𝑚𝑜𝑙 
GABRIELA VIEIRA PARMA – RA: 800951 
ENGENHARIA DE PRODUÇÃO - UFSCAR 
Massa da substância eletrolisada é diretamente 
proporcional à quantidade de eletricidade que 
atravessa a solução. 
𝑄 = 𝑖 × 𝑡 
Q = carga elétrica (C) 
i = corrente elétrica (A) 
t = tempo de eletrólise (s) 
Para encontrar a massa de substância obtida ou 
transformada na eletrólise, basta relacionar os 
coeficientes das semirreações anódica e 
catódica, devidamente balanceadas, com a 
massa molar e a constante de Faraday. 
Exemplo: 
Em uma pilha de flash antiga, o eletrólito estava 
contido numa lata de zinco que funcionava 
como um dos eletrodos. Que massa de zinco 
metálico (Zn) é oxidada a cátion zinco (Zn2+) 
durante a descarga desse tipo de pilha, por um 
período de 30 min, envolvendo uma corrente 
elétrica de 𝟓, 𝟑𝟔 . 𝟏𝟎−𝟏 A? (Dado: Massa molar 
do zinco = 65 g/mol). 
𝑄 = 𝑖 × 𝑡 
𝑄 = (5,36 × 10−1) × (30 × 60) 
𝑄 = 965 𝐶 
𝑍𝑛 → 𝑍𝑛2+ + 2𝑒− 
1 𝑚𝑜𝑙 → 2 𝑚𝑜𝑙 𝑑𝑒 𝑒− 
65 𝑔 → 2(96500 𝐶) 
𝑚 → 965 𝐶 
𝑚 =
65 × 965 𝐶
2 × 96500 𝐶
= 0,325 𝑔 𝑑𝑒 𝑍𝑛

Crie agora seu perfil grátis para visualizar sem restrições.