A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
2 pág.
Resilicao

Pré-visualização | Página 1 de 1

Jéssica dos Santos RA:7482424 
Maria Carolina Mori Moreira RA: 6628655 
Mariana Veloso Fonseca RA:6327843 
 
Resilição 
 A resilição é uma forma de extinção dos contratos em razão de uma ou ambas as partes, não 
se confunde com descumprimento ou inadimplemento, porque a revogação se dá pela 
vontade das partes de não prosseguir com o contrato. Se a vontade de extinção contratual vier 
de apenas uma das partes, temos uma resilição unilateral, também chamada de denúncia, já 
que a para fazer isso a parte que deseja extinguir a relação deve encaminhar uma denúncia a 
parte contraria, informando quer motivo de sua desistência, que tem de ser valido por lei 
expressa ou implicitamente, esse ato está descrito no Art. 473 do Código Civil. 
 Quando a vontade partir de ambos temos uma resilição bilateral, também chamada de 
distrato, que é descrita no Art.472. Por meio desse instrumento são extintas as cláusulas 
contratuais estabelecidas anteriormente, como pagamentos, direitos e obrigações. Em razão 
de os dois componentes as pretenderem a extinção do contrato, não costuma haver conflitos, 
é uma resolução mais direta pela igualdade no objetivo. A única exigência do Art. 472 é que o 
distrato tem que ser feito da mesma forma exigida para o contrato, ou seja, se a lei exige a 
presença de duas testemunhas para a conclusão do contrato, para extingui-lo também serão 
necessárias duas testemunhas. O distrato é importante por que, da mesma forma como não se 
deve realizar um contrato oralmente, não recomenda desfaze-lo. Por meio dele serão 
estipuladas as novas obrigações e deveres que ainda devem ser cumpridos pelas partes, sejam 
relacionados a eventuais pagamentos, entrega de bens ou realização de serviços necessários, 
ele serve para delimitar como será o fim do acordo anterior. Sua elaboração deve ser realizada 
para garantir os direitos das partes, impedir fraudes, alegações inverídicas no futuro ou 
interpretações errôneas. Com essas cláusulas bem delimitadas garantimos a segurança jurídica 
das partes. 
 O distrato pode acontecer em diferentes negócios jurídicos, um exemplo é o distrato de 
sociedade, também conhecido como distrato social, é aquele em que se rompe o contrato 
realizado entre sócios de uma PJ, pode ocorrer quando um dos sócios decide se retirar da 
empresa ou quando todos decidem encerrar a sociedade. Nesse contrato os sócios estipulam 
todas as cláusulas sobre a saída de um deles ou sobre a liquidação da empresa, indicando 
responsáveis, prazos e obrigações. Também temos o distrato imobiliário que ocorre quando 
um contrato de compra e venda de imóvel é encerrado pelo comprador ou pela parte 
incorporada ou construtora, todas essas definições ficam previstas na Lei. 13.786/18, a parte 
do distrato imobiliário é um pouco mais complexa por essas leis complementares, que 
estipulam os prazos e valores para a extinção desse tipo de contrato. Outros exemplos são o 
distrato de locação, acontece quando ambas as partes desejam encerrar um contrato de 
aluguel de bem ou imóveis, o distrato trabalhista, que é uma modalidade regida pela CLT, 
Nesta hipótese, o empregado e o empregador decidem, em comum acordo, encerrar o vínculo 
trabalhista do funcionário, sem que haja necessidade de envolver a Justiça do Trabalho e o 
Sindicato da categoria. E como último exemplo temos o distrato de parceria que se dá quando 
as partes que possuem uma parceria profissional decidem encerrar a relação, a parceria pode 
ocorrer através de pessoas físicas, pessoas jurídicas ou ambas. 
 Para a resilição bilateral a negociação das partes é formalizada através de um contrato, que 
pode ser eletrônico ou físico, para encerrá-lo, deve haver um distrato do negócio jurídico, que 
deverá ser formalizado em um documento assinado por ambas as partes, seguindo a mesma 
forma utilizada no contrato anterior. Algumas das cláusulas que devem estar inclusas são 
indicação do acordo que será encerrado, data de início e fim do respectivo acordo, motivo do 
fim do negócio jurídico, de forma clara, para não haver dúvidas sobre o assunto, indicação do 
que foi cumprido até o momento, indicação de quais obrigações ainda estão pendentes para 
cada parte, como pagamentos, entregas, prazos e eventuais multas e a assinatura, digital ou 
física, dos envolvidos. Uma vez finalizado, o distrato substituirá o contrato inicial. Com isso 
conclui-se que essa categoria de contrato possui impacto Ex Nunc, produzindo efeitos apenas a 
partir da resilição. Todas as obrigações que foram cumpridas antes da resilição são mantidas. 
Independe do caso, nota-se que é primordial contar com o auxílio de um advogado para 
revisar o contrato e elaborar o distrato, de modo a garantir os direitos das partes e manter a 
legalidade no fim do acordo. 
 
 
Bibliografia 
https://ejudi.com.br/resilicao-entenda-a-importancia-de-aplica-lo-no-seu-contrato/ 
 https://coluccijr.com.br/resolucao-resilicao-e-rescisao-de-contratos-saiba-as-diferencas/ 
 https://www.jusbrasil.com.br/busca?q=resilicao+bilateral+e+unilateral 
https://amandanonn.wordpress.com/2013/03/05/resilição/ 
https://projuris.com.br.distrato-contratual/ 
https://apartamentonaplanta.comunidades.net/resilicao-bilateral-ou-distrato 
https://www.youtube.com/watch?v=7t1a_KPT9_4 
https://www.youtube.com/watch?v=H9LII1kEECw 
 
 
https://ejudi.com.br/resilicao-entenda-a-importancia-de-aplica-lo-no-seu-contrato/
https://coluccijr.com.br/resolucao-resilicao-e-rescisao-de-contratos-saiba-as-diferencas/
https://www.jusbrasil.com.br/busca?q=resilicao+bilateral+e+unilateral
https://amandanonn.wordpress.com/2013/03/05/resilição/
https://projuris.com.br.distrato-contratual/
https://apartamentonaplanta.comunidades.net/resilicao-bilateral-ou-distrato
https://www.youtube.com/watch?v=7t1a_KPT9_4
https://www.youtube.com/watch?v=H9LII1kEECw

Crie agora seu perfil grátis para visualizar sem restrições.