Buscar

AMERICA



Continue navegando


Prévia do material em texto

América
1
Organismos
de integração
Colonização da América
A chegada dos europeus à América, 
a ocupação e a colonização do continente estão associados às Grandes Navegações 
e ao desenvolvimento do capitalismo comercial, chamado mercantilismo.
Características:
Metalismo
Balança comercial favorável
Pacto colonial
Protecionismo
As colônias de exploração foram implantadas, principalmente, na América Latina e na porção sul da América Anglo-Saxônica, com monocultura realizada em latifúndios, com a ênfase na produção de algodão, cana-de-açúcar, tabaco e a extração de metais preciosos, destinados à metrópole, com utilização do trabalho escravizado de indígenas e de africanos.
As colônias de povoamento, implantadas principalmente no norte e no centro da área
colonizada por ingleses e franceses da América Anglo-Saxônica, e na região Sul do Brasil, caracterizavam-se pela pequena propriedade, pelo trabalho livre exercido pelo colono e sua família e pela produção para o mercado interno. 
Colonização da América
Aspectos naturais
da América
Aspectos naturais da América
Hidrografia
Na América do Sul encontra-se a maior bacia hidrográfica do mundo, a do rio Amazonas. 
Na região amazônica, o transporte fluvial é importante para a circulação de cargas e pessoas.
Na América do Norte, a maior bacia é a do rio Mississipi. 
Os mais importantes lagos da região, os Grandes Lagos (Michigan, Erie, Huron e Superior), estão situados na fronteira entre Canadá e Estados Unidos e têm importante aproveitamento para navegação e transporte. 
Muitos rios do continente americano que correm sobre trechos de relevo com desníveis são aproveitados para a geração de energia hidrelétrica. As bacias mais aproveitadas para esse fim são as localizadas a oeste de Estados Unidos e Canadá, como as do rio Colorado e do rio Colúmbia. Os rios da Bacia Platina, na América do Sul, também se destacam no setor energético, principalmente os rios Paraná e Uruguai.
Relevo
No leste do continente americano encontram-se planaltos de altitudes modestas, formas de topos arredondados e bastante desgastados pela ação dos agentes externos do relevo, como o Planalto do Labrador, os Montes Apalaches, o Planalto das Guianas, Planalto Central e Planalto da Patagônia.
Na porção central do continente americano predominam grandes planícies, como Planície Central, Planície Amazônica, Planície Platina e Planície do Pantanal.
A porção oeste do continente americano, desde o Alasca até o extremo sul do Chile, é marcada pela presença de montanhas de formação geológica recente, vulcanismo e terremotos, características associadas à localização nas zonas de contato entre as placas tectônicas.
Aspectos naturais da América
Aspectos naturais
da América
Clima
Vegetação
As formações vegetais têm estreita ligação 
com os tipos de clima, relevo, solo e altitudes.
As diferentes espécies adaptam-se às condições climáticas, como baixas ou altas temperaturas, escassez ou abundância de chuva etc.
As formações vegetais nativas foram bastante devastadas, dando lugar a cidades, áreas agrícolas e de pastagens, estradas, hidrelétricas etc. 
Principais formações vegetais originais da América:
Tundra
Taiga
Floresta Temperada
Floresta Tropical
Savana
Estepe
Aspectos naturais
da América
image1.png
image2.png
image3.png
image4.png
image5.png