Buscar

PRF APOSTILA PORTUGUÊS CARLOS ZAMBELI

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Você também pode ser Premium ajudando estudantes

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Você também pode ser Premium ajudando estudantes

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Você também pode ser Premium ajudando estudantes
Você viu 3, do total de 50 páginas

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Você também pode ser Premium ajudando estudantes

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Você também pode ser Premium ajudando estudantes

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Você também pode ser Premium ajudando estudantes
Você viu 6, do total de 50 páginas

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Você também pode ser Premium ajudando estudantes

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Você também pode ser Premium ajudando estudantes

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Você também pode ser Premium ajudando estudantes
Você viu 9, do total de 50 páginas

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Você também pode ser Premium ajudando estudantes

Prévia do material em texto

ATENÇÃO!
O Concursos GG adverte que reproduzir e compartilhar apostilas, imagens e 
aulas é crime de violação de direito autoral, previsto na Lei 9.610 e no art. 
184, §§ 1º e 2º, do Código Penal, podendo gerar punição, culminando em 
uma pena de reclusão, de 2 (dois) a 4 (quatro) anos, e multa. 
É muito importante ressaltar que o direito brasileiro realiza uma ampla 
proteção ao direito de imagem, prevendo o dever de indenizar em caso 
de sua violação. A proteção é de tamanha importância, que possui previsão 
constitucional, no art. 5º, inciso V, da Constituição Federal. 
Além disso, o Código Civil, em seu artigo 20, também confere proteção ao 
direito de imagem, proibindo a divulgação de escritos, a transmissão da 
palavra ou a publicação, a exposição ou a utilização da imagem de uma 
pessoa, sem prejuízo da indenização que couber, se lhe atingirem a honra, a 
boa fama ou a respeitabilidade, ou se se destinarem a fins comerciais.
A Súmula nº 203 do Superior Tribunal de Justiça relata ainda que independe 
de prova do prejuízo a indenização pela publicação não autorizada de 
imagem de pessoa com fins econômicos ou comerciais.
Portanto, o aluno que compartilha materiais, aulas e outros, possui o dever 
de reparar pelo uso indevido da imagem, mesmo que não haja prova do 
prejuízo e/ou dolo na conduta do agente. Além disso, ainda pode vir a sofrer 
as sanções penais supracitadas. 
Desta forma, é terminantemente proibido o rateio de materiais do curso 
através de grupos de Whatsapp, Facebook, E-mail ou qualquer outro meio 
de compartilhamento. Inclusive alertamos que a matrícula do aluno pode vir 
a ser cancelada caso seja constatada a prática de rateio, conforme previsão 
contratual.
3Direitos autorais reservados, proibída a reprodução, ainda que parcial, sem prévia autorização do GG
Português
Profs. Carlos Zambeli 
e Thais Oliveira
PORTUGUÊS
Oi zambeliano (a)! 
Meu nome é @carloszambeli (já me segue lá no insta)! Sou formado em Letras e em Psicologia! 
Hoje dou aula de Português aqui no GG e no meu site e atendo no meu consultório particular. 
Trabalho com concursos há 14 anos! Aprovei milhares de pessoas neste período e agora tenho 
um objetivo: ajudar você a realizar seu sonho de ser um PRF! Conte comigo! Não vai ser fácil, mas 
vamos juntos! 
Este foi o último edital da PRF 2021! 
1 Compreensão e interpretação de textos de gêneros variados. 2 Reconhecimento de tipos e 
gêneros textuais. 3 Domínio da ortografia oficial. 4 Domínio dos mecanismos de coesão textual. 
4.1 Emprego de elementos de referenciação, substituição e repetição, de conectores e de outros 
elementos de sequenciação textual. 4.2 Emprego de tempos e modos verbais. 5 Domínio da 
estrutura morfossintática do período. 5.1 Emprego das classes de palavras. 5.2 Relações de 
coordenação entre orações e entre termos da oração. 5.3 Relações de subordinação entre orações 
e entre termos da oração. 5.4 Emprego dos sinais de pontuação. 5.5 Concordância verbal e 
nominal. 5.6 Regência verbal e nominal. 5.7 Emprego do sinal indicativo de crase. 5.8 Colocação 
dos pronomes átonos. 6 Reescrita de frases e parágrafos do texto. 6.1 Significação das palavras. 
6.2 Substituição de palavras ou de trechos de texto. 6.3 Reorganização da estrutura de orações 
e de períodos do texto. 6.4 Reescrita de textos de diferentes gêneros e níveis de formalidade. 7 
Correspondência oficial (conforme Manual de Redação da Presidência da República). 7.1 Aspectos 
gerais da redação oficial. 7.2 Finalidade dos expedientes oficiais. 7.3 Adequação da linguagem ao 
tipo de documento. 7.4 Adequação do formato do texto ao gênero.
Aula Conteúdo 
Apostila Todo conteúdo + questões por aula
01 5.1 Emprego das classes de palavras
02 5 Domínio da estrutura morfossintática do período.
03 5.5 Concordância verbal e nominal.
04
5.6 Regência verbal e nominal.
6 Reescrita de frases e parágrafos do texto.
05 5.7 Emprego do sinal indicativo de crase.
06
5.2 Relações de coordenação entre orações e entre termos da oração. 
5.3 Relações de subordinação entre orações e entre termos da oração.
4 Domínio dos mecanismos de coesão textual
6.3 Reorganização da estrutura de orações e de períodos do texto.
4
PORTUGUÊS | CARLOS ZAMBELI E THAÍS OLIVEIRA
Direitos autorais reservados, proibída a reprodução, ainda que parcial, sem prévia autorização do GG
07 5.4 Emprego dos sinais de pontuação
08
5.8 Colocação dos pronomes átonos.
4.1 Emprego de elementos de referenciação, substituição e repetição, de 
conectores e de outros elementos de sequenciação textual.
6.2 Substituição de palavras ou de trechos de texto.
09 4.2 Emprego de tempos e modos verbais.
10 3 Domínio da ortografia oficial.
6.1 Significação das palavras
AULA 01
Emprego das classes de palavras (MORFOLOGIA) 
Na Morfologia, as palavras são estudadas isoladamente, geralmente se desconsiderando a 
função que exercem dentro da frase ou do período, estudo realizado pela Sintaxe. Nos estudos 
morfológicos, as palavras estão agrupadas em dez classes, que podem ser chamadas de classes de 
palavras ou classes gramaticais. São elas: Substantivo, Artigo, Adjetivo, Numeral, Pronome, Verbo, 
Advérbio, Preposição, Conjunção e Interjeição.
SUBSTANTIVO 
A palavra que dá nome aos seres, coisas, lugares, ideias, sentimentos. O substantivo faz parte da 
classe de palavras variáveis da língua portuguesa. Isso quer dizer que pode apresentar flexões de 
gênero, número e grau.
ARTIGO 
é a palavra que, vindo antes de um substantivo, indica se ele está sendo empregado de maneira 
definida ou indefinida. Além disso, o artigo indica, ao mesmo tempo, o gênero e o número dos 
substantivos.
“Se eu dissesse que ‘tá tudo bem,
Eu estaria mentido pra vocês.
A marca de sol da aliança no meu dedo mostra
Que ela me deixou tem menos de um mês” (Jorge e Mateus, cheirosa)
Substantivação!
 • Não aceito um não de você. 
 • Os engraçadinhos sempre estão por aí. 
5Direitos autorais reservados, proibída a reprodução, ainda que parcial, sem prévia autorização do GG
PORTUGUÊS | CARLOS ZAMBELI E THAÍS OLIVEIRA
Artigo facultativo diante de nomes próprios. 
 • Bruna chegou cedo. 
 • A Bruna chegou cedo. 
Artigo facultativo diante dos pronomes possessivos. 
 • Seu concurso será em setembro! 
 • O seu concurso será em setembro! 
ADJETIVO ADVÉRBIO
Adjetivo é a palavra que expressa uma qualidade 
ou característica do ser. 
• O aluno concurseiro é muito estressado. 
• A candidata dedicada está indignada! 
• As pessoas críticas aparecem na internet. 
• As pessoas estão críticas na internet.
Locução adjetiva 
• Amor de mãe (materno)
• carne de boi (bovina)
• Homem sem piedade (impiedoso)
• Comportamento de criança (infantil)
• Criança com febre (febril) 
Advérbio É a classe gramatical das palavras que 
modificam um verbo, um adjetivo ou um outro 
advérbio. É a palavra invariável que indica as 
circunstâncias em que ocorre a ação verbal.
• Alguns colegas chegam muito cedo. 
• Ele não estuda muito, mas acha que vai passar. 
• Ela é muito dedicada!
O advérbio pode ser representado por duas ou mais 
palavras: locução adverbial (à direita, à esquerda, 
à frente, à vontade, em vão, por acaso, frente a 
frente, de maneira alguma, de manhã, de súbito, de 
propósito, de repente...)
Classificação dos advérbios 
• Lugar: longe, junto, acima, atrás…
• Tempo: breve, cedo, já, dentro, ainda…
• Modo: bem, mal, melhor, pior, devagar, (usa, 
muitas vezes, o sufixo-mente).
• Negação: não, tampouco, absolutamente…
• Dúvida: quiçá, talvez, provavelmente, 
possivelmente…
• Intensidade: muito, pouco, bastante, mais, 
demais, tão…
• Afirmação: sim, certamente, realmente, 
efetivamente…
NUMERAL 
 • Cardinal – um, dois, três
 • Ordinal – primeiro, segundo, terceiro
http://pt.wikipedia.org/wiki/Classe_gramatical
http://pt.wikipedia.org/wiki/Palavra
http://pt.wikipedia.org/wiki/Verbo
http://pt.wikipedia.org/wiki/Adjetivo
6
PORTUGUÊS | CARLOS ZAMBELI E THAÍS OLIVEIRA
Direitos autorais reservados, proibída a reprodução, ainda que parcial,sem prévia autorização do GG
TREINAMENTO ZAMBELIANO 
1. Assinale a alternativa em que a palavra sublinhada, considerando o contexto que ocorre, NÃO é 
classificada como substantivo.
a) compatriotas famintos
b) produção agrícola
c) evasão escolar
d) novo governo
e) caráter assistencialista
2. Assinale a opção em que o termo grifado, quando posposto ao substantivo, muda de significado e 
passa a pertencer a outra classe de palavras. 
a) complicada solução 
b) certos lugares
c) inapreciável valor
d) engenhosos métodos 
e) extraordinária capacidade
3. Na segunda linha do texto, está empregada a expressão “velhas casas brasileiras”.
“Tenho um amigo arquiteto que gosta de me falar de velhas casas brasileiras, da simplicidade e 
do gosto dos antigos mestres de obra, dos homens práticos que encheram o Brasil de casarões, de 
igrejas, de cidades.” 
Caso o redator tivesse escrito “casas velhas brasileiras”, o trecho
a) permaneceria com o mesmo sentido.
b) indicaria que as casas estavam abandonadas.
c) mostraria as casas como construções populares.
d) inverteria o sentido de casas e de velhas.
e) passaria a indicar as casas como gastas pelo tempo.
GABARITO
1. C 2. B 3. E
PREPOSIÇÃO 
É uma palavra invariável que liga dois elementos da oração, subordinando o segundo ao primeiro, 
ou seja, o regente e o regido.
 • Regência verbal: Enviaram todas informações ao cliente ontem. 
 • Regência nominal: Esta rua fica parelala ao mercado. 
7Direitos autorais reservados, proibída a reprodução, ainda que parcial, sem prévia autorização do GG
PORTUGUÊS | CARLOS ZAMBELI E THAÍS OLIVEIRA
Zambeli, quais são as preposições? 
a – ante – até – após – com – contra – de – desde – em – entre – para – per – perante – por – 
sem – sob – sobre – trás.
As preposições podem indicar várias circunstâncias.
CONJUNÇÕES 
É a palavra invariável que liga duas orações ou dois termos semelhantes de uma mesma oração.
As conjunções podem ser classificadas em coordenativas e subordinativas
 • Coordenadas – aditivas, adversativas, alternativas, conclusivas, explicativas. 
 • Subordinadas – concessivas, conformativas, causais, consecutivas, comparativas, condicionais, 
temporais, finais, proporcionais. 
QUE – Pronome Relativo ou Conjunção Integrante?
Pronomes Relativo Conjunção Integrante
Deixa Ser
O Teatro Mágico
Dentro de mim 
Uma reza uma certeza 
Um canto-correnteza 
Que me leva a ti 
A te explicar que a dor 
Talvez venha nos visitar
Aquela Pessoa
Henrique e Juliano
Você também tem 
Aquela pessoa 
Não adianta negar
Que tem passe livre 
Carta branca na sua vida 
Pra ir e voltar quando quiser 
Nunca vai deixar de ser o que é
Meu Sol
Vanguart
Minha alma 
Sabe que viver é se entregar 
Sabendo que ninguém pode julgar 
Se teve que olhar pra trás ou não
Talvez 
Se a vida me trouxer o que eu pedi 
Te encontro e faço tudo o que quiser
PRONOME
Pessoais 
Pronome Reto
Pronome pessoal do caso reto é aquele que exerce a função de sujeito ou predicativo do sujeito.
 • Nós te ajudamos. 
https://www.letras.mus.br/o-teatro-magico/
https://www.letras.mus.br/henrique-e-juliano/
https://www.letras.mus.br/vanguart/
8
PORTUGUÊS | CARLOS ZAMBELI E THAÍS OLIVEIRA
Direitos autorais reservados, proibída a reprodução, ainda que parcial, sem prévia autorização do GG
Os pronomes retos apresentam flexão de número, gênero (apenas na 3ª pessoa) e pessoa, 
Eu, tu, ele, nós, vós, eles
Pronomes do caso oblíquo – átonos e tônicos
Átonos
Usados sem preposição:
 • Singular: me, te, lhe, o, a, se
 • Plural: nos, vos, lhes, os, as, se
Tônicos 
Usados com preposição:
 • Singular: mim (comigo), ti (contigo), ele, ela, si (consigo)
 • Plural: nós (conosco), vós (convosco), si (consigo), eles, elas
Função desses pronomes na frase
 • Pronomes do caso reto funcionam como sujeito:
 • Ele estuda com o Zambeli 
 • Pronomes do caso oblíquo funcionam como complementos:
 • Eu reviso a matéria, mas você nunca a estuda!
VERBOS 
Tempo e Modo
As marcas de tempo verbal situam o evento do qual se fala com relação ao momento em que se 
fala. Em português, usamos três tempos verbais: presente, passado e futuro.
Os modos verbais, relacionados aos tempos verbais, destinam-se a atribuir expressões de certeza, 
de possibilidade, de hipótese ou de ordem ao nosso discurso. Essas formas são indicativo, 
subjuntivo e imperativo.
O modo indicativo possui seis tempos verbais: presente; pretérito perfeito, pretérito imperfeito e 
pretérito mais-que-perfeito; futuro do presente e futuro do pretérito.
O modo subjuntivo divide-se em três tempos verbais: presente, pretérito imperfeito e futuro.
O modo imperativo apresenta-se no presente e pode ser afirmativo ou negativo.
9Direitos autorais reservados, proibída a reprodução, ainda que parcial, sem prévia autorização do GG
PORTUGUÊS | CARLOS ZAMBELI E THAÍS OLIVEIRA
As formas nominais do verbo são o gerúndio, infinitivo e particípio. Não apresentam flexão de 
tempo e modo, perdendo desta maneira algumas das características principais dos verbos. 
INTERJEIÇÃO
Expressa um sentimento.
Ai!, ui!, epa! 
TREINAMENTO ZAMBELIANO 
1. (CESGRANRIO 2019)
“Um controle eletrônico de portão tem uma única função e pode ser usado por anos e anos sem 
alterações ou troca. Já um celular tem maior taxa de obsolescência e pode ter de ser substituído 
em um ano ou dois [...]”
No Texto I, em “Já um celular tem maior taxa de obsolescência e pode ter de ser substituído em um 
ano ou dois” (ℓ. 53), a palavra Já apresenta o sentido de
a) tempo
b) exclusão
c) oposição
d) intensidade
e) conformidade
2. (CESGRANRIO 2018)
Considere o trecho “Podemos esperar por um futuro melhor” (l. 30)
Respeitando-se as regras da norma-padrão e conservando-se o conteúdo informacional, o trecho 
acima está corretamente reescrito em:
a) Podemos esperar para um futuro melhor
b) Podemos esperar com um futuro melhor
c) Podemos esperar um futuro melhor
d) Podemos esperar porquanto um futuro melhor
e) Podemos esperar todavia um futuro melhor
http://pt.wikipedia.org/wiki/Ger%C3%BAndio
http://pt.wikipedia.org/wiki/Infinitivo
http://pt.wikipedia.org/wiki/Partic%C3%ADpio
http://pt.wikipedia.org/wiki/Verbo
10
PORTUGUÊS | CARLOS ZAMBELI E THAÍS OLIVEIRA
Direitos autorais reservados, proibída a reprodução, ainda que parcial, sem prévia autorização do GG
3. Associe as palavras sublinhadas na segunda coluna com as atribuições que a elas são conferidas, 
enumeradas na primeira coluna.
(1) Acompanha um nome.
(2) Nomeia um ser.
(3) Expressa uma qualidade.
(4) Expressa uma ação.
(5) Expressa uma circunstância.
( ) A palavra humor vem do latim 
( ) que se movimenta internamente 
( ) O mau humor, em geral, é maior do que nossa consciência 
( ) Com bom humor criamos novas soluções 
( ) modificamos o ambiente
A sequência numérica correta, na segunda coluna, de cima para baixo, é
a) 2 – 5 – 1 – 3 – 4.
b) 3 – 4 – 2 – 5 – 1.
c) 4 – 3 – 5 – 1 – 2.
d) 5 – 1 – 4 – 2 – 3.
e) 1 – 2 – 3 – 4 – 5.
4. (CESPE 2021)
No dia 31 de outubro de 1861, depois de um conturbado processo de construção, que durou cerca 
de três décadas, a Bahia inaugurou a sua primeira penitenciária, que recebeu oficialmente o nome 
de Casa de Prisão com Trabalho. A instituição foi construída numa área pantanosa, na periferia da 
cidade de Salvador. 
A implantação da penitenciária fazia parte do projeto civilizador oitocentista, e o Brasil 
acompanhava uma tendência mundial de modernização do sistema prisional, que teve início na 
Inglaterra e nos Estados Unidos no final do século XVIII. (...) 
Com o uso do artigo definido na contração “do” em “do projeto civilizador oitocentista” (no início 
do segundo parágrafo), pressupõe-se que a autora parte do princípio de que os leitores tenham 
conhecimento prévio acerca desse projeto.
( ) Certo   ( ) Errado
5. (CESPE 2021)
Durante todo o século XVI, os portugueses usaram recursos financeiros, trabalho, soldados, artesãos 
de todos os tipos (cortadores, mineiros, construtores e até mesmo engenheiros estrangeiros) nos 
trabalhosde pesquisa das expedições (...)
No trecho “construtores e até mesmo engenheiros estrangeiros” (terceiro parágrafo), a expressão 
“até mesmo” está empregada com o mesmo sentido do advérbio sobretudo.
( ) Certo   ( ) Errado
11Direitos autorais reservados, proibída a reprodução, ainda que parcial, sem prévia autorização do GG
PORTUGUÊS | CARLOS ZAMBELI E THAÍS OLIVEIRA
6. (CESPE 2021)
Socorro, eu não estou sentindo nada.
Nem medo, nem calor, nem fogo,
não vai dar mais pra chorar
nem pra rir.
Socorro, alguma alma, mesmo que penada,
me empreste suas penas. (...)
No primeiro verso de cada estrofe do texto 5A2-I, o termo “Socorro”, isolado por vírgula,
a) tem função de aposto.
b) tem função de vocativo.
c) consiste em um advérbio deslocado nos períodos.
d) consiste em uma interjeição.
e) consiste em uma forma verbal no modo imperativo.
7. (CESPE 2021)
O limite do demasiado é invisível e também não pode ser determinado diretamente por 
experimentos. (...) 
Se ela não for eficazmente freada, poderá exigir demasiado da capacidade adaptativa de muitas 
espécies.
O vocábulo “demasiado” pertence à mesma classe de palavras em ambas as suas ocorrências no 
primeiro e no último período do último parágrafo.
( ) Certo   ( ) Errado
8. (CESPE 2019)
No trecho “pequenos ofícios necessários ao bom andamento de sua produção” (l. 12), o emprego 
de “ao” indica a presença de preposição a, exigida pela regência de “necessários”, e artigo definido 
masculino singular o, que antecede “bom andamento”.
( ) Certo   ( ) Errado
9. (CESPE 2019) 
“Se os ministros da Fazenda de Israel e do Irã se encontrassem num almoço...”
O vocábulo “num” (l.9) é formado pela contração da preposição em com o numeral um.
( ) Certo   ( ) Errado
12
PORTUGUÊS | CARLOS ZAMBELI E THAÍS OLIVEIRA
Direitos autorais reservados, proibída a reprodução, ainda que parcial, sem prévia autorização do GG
10. (CESPE 2019)
“Ora, nesse catar feijão entra um risco: o de que entre os grãos pesados entre um grão qualquer...”
No verso 11, o vocábulo “entre”, em suas duas ocorrências, classifica-se como preposição. 
( ) Certo   ( ) Errado
11. (CESPE 2019)
“Logo atrás de mim, uma senhora furiosa levantou-se.”
O deslocamento do termo “furiosa” (ℓ.8) para imediatamente após a forma verbal “levantou-se” 
(ℓ.9) manteria a coerência do texto.
( ) Certo   ( ) Errado
12. (CESPE 2019)
“Com uma combinação incomum de nome e sobrenome, difícil seria encontrar um homônimo. 
Mas eis que um surgiu, quando ele andava pelos vinte anos.” 
O vocábulo “um” (ℓ.14) refere-se a um indivíduo cujo nome é idêntico ao do autor do texto.
( ) Certo   ( ) Errado
GABARITO
1. C 2. C 3. A 4. C 5. E 6. D 7. E 8. C 9. E 10. E 11. C 12. C
13Direitos autorais reservados, proibída a reprodução, ainda que parcial, sem prévia autorização do GG
PORTUGUÊS | CARLOS ZAMBELI E THAÍS OLIVEIRA
AULA 02
Domínio da estrutura morfossintática do período.
Frase: É o enunciado com sentido completo, capaz de fazer uma comunicação. Na frase é 
facultativo o uso do verbo.
Oração: É o enunciado com sentido que se estrutura com base em um verbo.
Período: É a oração composta por um ou mais verbos.
SUJEITO – é o ser da oração ou a quem o verbo se refere e sobre o qual se faz uma 
declaração. 
 • Que é que + verbo?
 • Quem é que + verbo?
 • Que é que se + verbo?
TIPOS DE SUJEITOS 
1) Sujeito simples – é o sujeito determinado que possui um único núcleo, um único vocábulo 
diretamente ligado com o verbo. 
 • “Os fracos nunca podem perdoar.” (Gandhi) 
 • “Bate outra vez, com esperanças, o meu coração.” (Cartola) 
 • Discutiu-se esse assunto na aula do Zambeli. 
“E ela tava mais linda
Cada vez que eu olhava.
O ciúme não tava batendo,
Tava dando porrada” (Henrique e Juliano)
2) Sujeito composto – é o sujeito determinado que possui mais de um núcleo, isto é, mais de um 
vocábulo diretamente relacionado com o verbo.
 • Sérgio, Zambeli e Gustavo são amigos. 
 • Ocorreram acidentes, assaltos e sequestros nesta comunidade.
3) Sujeito indeterminado – quando não se quer ou não se pode identificar claramente a quem o 
predicado da oração se refere. 
a) com o verbo na 3ª pessoa do plural, desde que o sujeito não tenha sido identificado 
anteriormente. 
14
PORTUGUÊS | CARLOS ZAMBELI E THAÍS OLIVEIRA
Direitos autorais reservados, proibída a reprodução, ainda que parcial, sem prévia autorização do GG
 • “Perguntaram ao Dalai Lama:
- O que mais te surpreende na Humanidade?
E ele respondeu:
- Os homens... Porque perdem a saúde para juntar dinheiro, depois perdem dinheiro para recuperar 
a saúde. E por pensarem ansiosamente no futuro, esquecem o presente de tal forma que acabam 
por não viver nem o presente nem o futuro. E vivem como se nunca fossem morrer... e morrem 
como se nunca tivessem vivido.” (Dalai Lama)
b) com o verbo na 3ª p do singular (VI, VTI, VL) + SE
Necessita-se de mantimentos para os desabrigados. 
Estuda-se em média 5h por dia. 
“Fica-se muito louco quando apaixonado.” (Freud) 
4) Inexistente (oração sem sujeito) – ocorre quando há verbos impessoais na oração.
 • haver significando existir, ocorrer, acontecer ou indicando tempo decorrido.
 • Haverá mais concursos neste ano.
 • Deve haver mais interessados naquela vaga.
 • Há meses não faço testes de português.
 • Deve haver aprovações deste curso. 
 • Devem existir aprovações deste curso.
 • fazer indicando tempo ou temperatura.
 • Amanhã fará dois dias que me inscrevi no curso.
 • Irá fazer quatro meses que terminamos o namoro.
 • Faz dias muito quentes no mês de março.
 • estar indicando clima.
 • Estava muito quente no dia da prova.
 • ser indicando hora, data ou distância.
 • Agora são 19h45min.
 • Hoje são 13 de setembro.
 • Daqui a minha casa são quatro quadras.
 • verbos que indicam fenômenos meteorológicos.
 • Choveu bastante no verão passado.
 • Está anoitecendo.
15Direitos autorais reservados, proibída a reprodução, ainda que parcial, sem prévia autorização do GG
PORTUGUÊS | CARLOS ZAMBELI E THAÍS OLIVEIRA
Obs.: quando empregados em sentido conotativo, haverá sujeito. 
 • Choveram gritos naquela sessão de votação.
5) Sujeito Oracional 
 • “É preciso amar as pessoas como se não houvesse amanhã.” (legião) 
 • É necessário que vocês estudem em casa. 
 • Convém que todos sejam honestos sempre!
TREINAMENTO ZAMBELIANO 
1. (CESGRANRIO 2018)
Segundo a norma culta da Língua Portuguesa, o verbo destacado foi usado de acordo com as regras 
de concordância verbal em:
a) Houve intensos debates durante a campanha.
a) Sempre houveram eleitores descontentes com a situação do país.
a) Fazem duas semanas que a campanha eleitoral começou.
a) Deve existir muitos eleitores em dúvida.
a) Daqui há dez anos, o país estará em melhor situação.
2. (CESGRANRIO 2019)
A concordância estabelecida com o verbo destacado está de acordo com as exigências da norma-
padrão da língua portuguesa em:
a) Os caniços de pesca pode ser comprado pela internet.
b) Já não se fazem mais caniços de pesca como antigamente.
c) Haviam muitos anos que eu não levava caniços de pesca para o quebra-mar.
d) Bastava apenas dois caniços de pesca para Ricardo.
e) O caniço dos pescadores eram os melhores da praia.
3. (CESGRANRIO 2019)
A concordância do verbo destacado está de acordo com a norma-padrão em:
a) A reclamação dos clientes de Diolino chegaram aos seus ouvidos.
b) Surgiu vários motivos para que as pessoas confraternizassem com Diolino.
c) Eram os fregueses de Diolino privilegiados porque usufruíam de uma bebida especial.
d) Consumia-se bebidas dentro dos automóveis, sobretudo quando se queria o anonimato.
e) Diolino foi, em 1968, um pioneiro na arte de produzirem batidas de coco e de limão.
GABARITO
1. A 2. B 3. C
16
PORTUGUÊS | CARLOS ZAMBELI E THAÍS OLIVEIRA
Direitos autorais reservados, proibída a reprodução, ainda que parcial, sem prévia autorização do GG
TRANSITIVIDADE VERBAL
1) Verbo Intransitivo (VI) – verbo que não exige complemento. 
 • “O coração dispara, tropeça, quase para, me encaixono teu cheiro” (Tiago Iorc) 
 • “Acorda, meu bem, amanhã já é outra história. Em paz, vamos viver o agora.” (Anavitória)
2) Verbo Transitivo Direto (VTD) – verbo que precisa de complemento sem preposição. 
Perguntamos “o quê? Ou quem?”
 • “E eu vou contando os dias, vou roubando as horas, quero tanto me encontrar” (Vanguart) 
 • “Se for preciso, eu pego um barco, eu remo por seis meses, como peixe pra te ver.” (Rubel)
3) Verbo Transitivo Indireto (VTI) – verbo que precisa de complemento com preposição. 
 • “Hoje me lembrei do teu sabor, do gosto da tua boca antes de dormir.” (Tiago Iorc)
 • É! Eu me esqueci da luz da cozinha acesa, de fechar a geladeira, de limpar os pés! Me 
esqueci, Jesus, de anotar os recados, de todas janelas abertas.” (Teatro Mágico) 
4) Verbo Transitivo Direto e Indireto (VTDI) – verbo que precisa de 2 complementos. (OD e OI)
 • “Eu quero partilhar a vida boa com você.” (Rubel)
 • “Canta para mim qualquer coisa assim sobre você.” (Marcelo Camelo) 
5) Verbo de Ligação (VL) – não indicam ação. Estes verbos fazem a ligação entre 2 termos: o 
sujeito e suas características. Estas características são chamadas de predicativo do sujeito.
 • “Tu é trevo de quatro folhas, é manhã de domingo à toa.” (Anavitória)
 • “Meninas são bruxas e fadas. Palhaço é um homem todo pintado de piadas! Céu azul é o 
telhado do mundo inteiro.” (Teatro Mágico) 
 
Dica zambeliana:
A transitividade de um verbo depende do contexto. 
17Direitos autorais reservados, proibída a reprodução, ainda que parcial, sem prévia autorização do GG
PORTUGUÊS | CARLOS ZAMBELI E THAÍS OLIVEIRA
ADJUNTO ADVERBIAL – termo que exprime circunstância, modificando o sentido de um verbo, de 
um adjetivo ou de outro advérbio. É constituído por um advérbio ou por uma locução adverbial.
“Entrei na rua dela com meu carro rebaixado.
No meu porta-malas, escutando forró pesado,
Eu logo percebi, quando ela olhou pra mim,
Dei a volta por cima e chamei ela pra sair.
Ela aceitou o convite, a gente foi cair na farra.
Duas garrafas de vinho, ficou mal intencionada.
Foi no banheiro, do nada ela sumiu.
Quando fui procurar, com outro cara ela sumiu.” (Barões da pisadinha)
APOSTO – termo que apresenta uma explicação extra a respeito de outro, cujo intuito é o 
esclarecimento. 
 • Porto Alegre, a cidade sorriso, aguarda você.
 • Chegaram todos: pais, amigos e demais parentes.
VOCATIVO – termo que evidencia o ser a quem nos dirigimos.
 • “Ai, amor, Será que tu divide a dor do teu peito cansado com alguém que não vai te sarar?” 
(Anavitória)
“Oh Rita, volta, desgramada.
Volta, Rita, que eu perdoo a facada.
Oh Rita, não me deixa!
Volta, Rita, que eu retiro a queixa.” (Tierry) 
ADJUNTO ADNOMINAL é o termo que caracteriza e/ou define um substantivo. As classes de 
palavras que podem desempenhar a função de adjunto adnominal são adjetivos, artigos, pronomes, 
numerais, locuções adjetivas. Portanto se trata de um termo de valor adjetivo que modificara o 
nome ao qual se refere. 
Artigo – “ Colombo procurou as Índias, mas a Terra avisto em você.” 
Adjetivos – A melhor aula é sempre aqui. 
Pronome – “ E o teu cabelo está enrolado no meu peito?” 
Numeral – Cinco pessoas reclamara dos dois colegas. 
Locução adjetiva – “Enquanto o som do paredão toca/ Cê gasta o seu batom de cereja”
18
PORTUGUÊS | CARLOS ZAMBELI E THAÍS OLIVEIRA
Direitos autorais reservados, proibída a reprodução, ainda que parcial, sem prévia autorização do GG
TREINAMENTO ZAMBELIANO 
Classifique os elementos sublinhados das orações abaixo.
a) O candidato voltou do curso.
____________________________________________________
b) Histórias incríveis contou-nos aquele colega.
____________________________________________________
c) O professor Zambeli ofereceu-lhe um lugar melhor no curso.
____________________________________________________
d) Procurei-a por todos os lugares.
____________________________________________________
e) Gabaritaram a prova.
____________________________________________________
f) Talvez ainda haja concursos neste ano.
____________________________________________________
g) Taxa de homicídio cresce em 15 anos no país.
____________________________________________________
h) A prova foi fácil.
____________________________________________________
i) Site oferece promoções aos clientes na internet.
____________________________________________________ 
TREINAMENTO ZAMBELIANO 
1. No Texto I, no trecho “concentrou diferentes projetos” (ℓ. 3), o verbo concentrar apresenta a 
mesma regência do verbo destacado em:
a) O cenário atual mostra um cenário bem diferente.
b) Hoje, os bairros portuários do Rio parecem um cartão postal.
c) Agora os comerciantes confiam nesse bairro.
d) Nas lojas para turistas, sobressaem anéis e pulseiras.
e) A Zona Portuária necessitava de muitas benfeitorias.
2. Em “...saibamos ensinar aos alunos o mais elementar,...” , o verbo destacado é: 
a) Transitivo direto. 
b) Transitivo indireto. 
c) Intransitivo. 
d) De ligação. 
e) Transitivo direto e indireto. 
19Direitos autorais reservados, proibída a reprodução, ainda que parcial, sem prévia autorização do GG
PORTUGUÊS | CARLOS ZAMBELI E THAÍS OLIVEIRA
3. A interiorização das universidades federais e a criação de novos institutos tecnológicos também 
mudam a cara do Nordeste... 
O mesmo tipo de complemento grifado acima está na frase: ]
a) ... que mexeram com a renda ... 
b) ... que mais crescem na região. 
c) ... que movimentam milhões de reais ... 
d) A outra face do “novo Nordeste” está no campo. 
e) ... onde as condições são bem menos favoráveis ... 
4. (CESPE 2021)
As palavras “intensamente”, em “Em quase toda parte, a rede de prisões está se ampliando 
intensamente”, e “ampliada”, em “e sugere uma ‘significação muito ampliada da solução 
institucional como componente da política criminal’” desempenham a mesma função sintática nos 
períodos em que ocorrem.
( ) Certo   ( ) Errado
5. (CESPE 2021)
Na oração “Cabia tudo em uma mala só”, o vocábulo “tudo” exerce a função de sujeito.
( ) Certo   ( ) Errado
6. (CESPE 2021)
“...talvez lhe mostrasse um navio passando.” No sétimo período do primeiro parágrafo, a forma 
“lhe” desempenha a função de complemento indireto da forma verbal “mostrasse” e funciona 
como elemento de coesão ao retomar o personagem da narrativa.
( ) Certo   ( ) Errado
7. (CESPE 2020) 
Em “Tia Tula, que achava que mormaço fazia mal, sempre gritava: ‘Vem pra dentro, menino, olha o 
mormaço!’“, os termos “Tia Tula” e “menino” desempenham a mesma função sintática nas orações 
em que ocorrem, o que justifica o fato de serem isolados por vírgulas.
( ) Certo   ( ) Errado
8. (CESPE 2019)
“Há uma queixa recorrente dos professores de que os alunos leem pouco...” Na linha 5, o termo 
“uma queixa recorrente dos professores” é complemento da forma verbal “Há”.
( ) Certo   ( ) Errado
20
PORTUGUÊS | CARLOS ZAMBELI E THAÍS OLIVEIRA
Direitos autorais reservados, proibída a reprodução, ainda que parcial, sem prévia autorização do GG
9. (CESPE 2019)
No trecho “Os processos de produção dos objetos que nos cercam movimentam relações diversas 
entre os indivíduos” (ℓ. 10), o sujeito da forma verbal “cercam” é “Os processos de produção dos 
objetos”.
( ) Certo   ( ) Errado
10. (CESPE 2018)
“Mas podem chegar à cena e encontrar um amigo. Estão preparados.”
Na linha 10, os termos “um amigo” e “preparados” exercem a mesma função sintática nos períodos 
em que se inserem.
( ) Certo   ( ) Errado
GABARITO
1. A 2. E 3. C 4. E 5. C 6. C 7. E 8. C 9. E 10. E
21Direitos autorais reservados, proibída a reprodução, ainda que parcial, sem prévia autorização do GG
PORTUGUÊS | CARLOS ZAMBELI E THAÍS OLIVEIRA
CONCORDÂNCIA VERBAL
REGRA GERAL O verbo concorda com o núcleo do sujeito. 
“Existem momentos na vida da gente, em que as palavras perdem o sentido ou parecem inúteis e, 
por mais que a gente pense numa forma de empregá-las, elas parecem não servir. Então a gente 
não diz, apenas sente.” (Freud)
1) Verbo Haver
O verbo haveré impessoal (permanecendo na 3º pessoa do singular) quando significa: existir, 
acontecer, ocorrer. Formando locução com outro verbo, a impessoalidade a ele se estenderá.
 • Nunca havia pessoas nesta sala. 
 • Está havendo oportunidades neste curso. 
 • Houve um assalto no banco. 
2) SE
Pronome Apassivador Índice de Indeterminação do Sujeito
 • Procuram-se alunos interessados. 
 • Não se sabe tudo na hora da prova. 
 • Nunca se estudaram tantos artigos. 
 • Ligar-se-ão as pessoas certas neste curso.
 • Procura-se uma questão sobre o tema.
 • Vende-se este carro. 
 • Vive-se triste nesta época do ano. 
 • Mora-se bem no bairro aqui. 
 • Não se necessita de mais aula. 
 • Nunca se trata só de uma questão. 
 • Assistiu-se a outras palestras.
 • É-se muito estressado durante os estudos.
22
PORTUGUÊS | CARLOS ZAMBELI E THAÍS OLIVEIRA
Direitos autorais reservados, proibída a reprodução, ainda que parcial, sem prévia autorização do GG
Treina aqui rapidinho! 
1) se – partícula apassivadora
2) se – índice de indeterminação do sujeito
a) Precisa-se de uma boa resposta. ( )
b) Não se perdoam certas palavras. ( )
c) Para chegar aqui, anda-se muito. ( )
d) Bergamota, nos dias de frio no sul, come-se no sol. ( )
e) Aqui se vive em paz! ( )
f) Discutiu- se, nesta semana, quando o gerente estava aqui, esse projeto. ( )
g) Alugam-se, durante o ano, quartos para estudantes. ( )
h) Repreendia-se o aluno e nada acontecia ( )
i) Necessitava-se de novas soluções. ( )
3) Expressões fracionárias ou partitivas = o verbo poderá ficar no singular ou ir para o 
plural.
 • A maioria desses acidentes pode (podem) ser evitado (evitados).
 • Três quintos do teste foi (foram) de questões objetivas.
 • Mais da metade dos professores utiliza (utilizam) o quadro-branco.
4) Sujeito oracional
Quando o sujeito for representado por uma oração, o verbo fica sempre na 3ª pessoa do singular.
 • Estudar e aprovar constitui seu projeto.
 • Seria legal se todos acordassem durante a aula.
 • Não se indica que as pessoas fiquem aqui. 
23Direitos autorais reservados, proibída a reprodução, ainda que parcial, sem prévia autorização do GG
PORTUGUÊS | CARLOS ZAMBELI E THAÍS OLIVEIRA
TREINAMENTO ZAMBELIANO 
1. (CESGRANRIO 2018)
Do ponto de vista da concordância, a frase em que o verbo está empregado de acordo com as 
regras da norma-padrão é:
a) Necessitam-se de terapias alternativas.
b) Fazem meses que iniciamos o tratamento.
c) Concluiu-se os vários trabalhos solicitados.
d) Houve inquietações consideradas corriqueiras.
e) Os Estados Unidos avança nos estudos freudianos.
2. (CESGRANRIO 2018)
De acordo com as exigências da norma-padrão da língua portuguesa, o verbo destacado está 
corretamente empregado em:
a) No mundo moderno, conferem-se às grandes metrópoles importante papel no desenvolvimento 
da economia e da geopolítica mundiais, por estarem no topo da hierarquia urbana.
b) Conforme o grau de influência e importância internacional, classificou-se as 50 maiores cidades 
em três diferentes classes, a maior parte delas na Europa.
c) Há quase duzentos anos, atribuem-se às cidades a responsabilidade de motor propulsor do 
desenvolvimento e a condição de lugar privilegiado para os negócios e a cultura.
d) Em centros com grandes aglomerações populacionais, realiza-se negócios nacionais e 
internacionais, além de um atendimento bastante diversificado, como jornais, teatros, cinemas, 
entre outros.
e) Em todos os estudos geopolíticos, considera-se as cidades globais como verdadeiros polos de 
influência internacional, devido à presença de sedes de grandes empresas transnacionais e 
importantes centros de pesquisas.
3. (CESGRANRIO 2018)
A concordância da forma verbal destacada foi realizada de acordo com as exigências da norma-
padrão da língua portuguesa em:
a) Com o crescimento da espionagem virtual, é necessário que se promova novos estudos sobre 
mecanismos de proteção mais eficazes.
b) O rastreamento permanente das invasões cibernéticas de grande porte permite que se 
suspeitem dos hackers responsáveis.
c) Para atender às demandas dos usuários de celulares, é preciso que se destinem à pesquisa 
tecnológica muitos milhões de dólares.
d) Para detectar as consequências mais prejudiciais da guerra virtual pela informação, 
necessitam-se de estudos mais aprofundados.
e) Se o crescimento das redes sociais assumir uma proporção incontrolável, é aconselhável que se 
estabeleça novas restrições de utilização pelos jovens.
24
PORTUGUÊS | CARLOS ZAMBELI E THAÍS OLIVEIRA
Direitos autorais reservados, proibída a reprodução, ainda que parcial, sem prévia autorização do GG
4. (CESPE 2021)
No trecho “Localidade não significa necessariamente etnocentrismo ou nacionalismo, mas é aquilo 
que nos força a repensar o processo de modernização”, a forma verbal “é” concorda com o termo 
“Localidade”.
( ) Certo   ( ) Errado
5. (CESPE 2021)
No trecho “precisamos primeiro voltar ao conceito de ecologia” (quarto período), o vocábulo 
“primeiro” estabelece concordância com o termo “conceito”.
( ) Certo   ( ) Errado
6. (CESPE 2021)
Os gastos orçamentários do Estado com as forças da lei e da ordem, principalmente os efetivos 
policiais e os serviços penitenciários, crescem em todo o planeta.
A forma verbal “crescem” (terceiro período do primeiro parágrafo) está flexionada no plural para 
concordar com o sujeito composto cujos núcleos são “gastos”, “efetivos” e “serviços”.
( ) Certo   ( ) Errado
7. (CESPE 2020)
No trecho “pois era o wetware — os humanos, os bois e os cavalos — que fazia o esforço e punha os 
limites”, no segundo parágrafo do texto, o verbo fazia está flexionado no singular porque concorda 
com o termo “wetware”.
( ) Certo   ( ) Errado
8. (CESPE 2019)
Na oração “no mínimo um terço das crianças morriam” (l.22), a concordância verbal está feita com 
o termo “crianças”, mas poderia ser feita com “um terço” — um terço das crianças morria —, sem 
prejuízo da correção gramatical do texto.
( ) Certo   ( ) Errado
9. (CESPE 2019) 
’O leitor que ainda está preso à decifração dificilmente consegue entender o que aborda o texto 
lido, pois não utiliza as estratégias mais adequadas para a compreensão.›› 
A forma verbal “utiliza” (l.33) concorda com “leitor” (l.32).
( ) Certo   ( ) Errado
25Direitos autorais reservados, proibída a reprodução, ainda que parcial, sem prévia autorização do GG
PORTUGUÊS | CARLOS ZAMBELI E THAÍS OLIVEIRA
10. (CESPE 2019)
“Que podem pensar alunos sérios de um professor que, há dois semestres, falava com quase ardor 
sobre a necessidade da luta pela autonomia das classes...”
A forma verbal “há” (l.8) poderia ser substituída por fazem, sem prejuízo da correção gramatical do 
texto.
( ) Certo   ( ) Errado
GABARITO
1. D 2. C 3. C 4. C 5. E 6. E 7. C 8. C 9. C 10. E
26
PORTUGUÊS | CARLOS ZAMBELI E THAÍS OLIVEIRA
Direitos autorais reservados, proibída a reprodução, ainda que parcial, sem prévia autorização do GG
CONCORDÂNCIA NOMINAL
Regra geral
Os artigos, os pronomes, os numerais e os adjetivos concordam com o substantivo a que eles se 
referem.
Casos especiais
1) Adjetivo + substantivos de gênero diferente: concordância com o termo mais próximo.
 • Gosto de comer deliciosos bolos, pizzas e salgadinhos.
 • Gosto de comer deliciosas pizzas, bolos e salgadinhos.
2) Substantivos de gênero e número diferentes mais adjetivo: concordância com o termo mais 
próximo ou uso do masculino plural.
 • Gostaria de pedir frango e costela bem passados.
 • Gostaria de pedir frango e costela bem passada
3) ANEXO
 • Seguem anexos os contratos.
 • As cartas anexas devem conter envelope.
4) SÓ
 • Edgar ficou só em casa.
 • Sérgio e Edgar ficaram sós.
 • Depois da guerra só restaram cinzas.
 • Eles queriam ficar só na sala.
27Direitos autorais reservados, proibída a reprodução, ainda que parcial, sem prévia autorização do GG
PORTUGUÊS | CARLOS ZAMBELI E THAÍS OLIVEIRA
Observação
A locução adverbial a sós é invariável.5) OBRIGADO – adjetivo
 • “Muito obrigada”, disse a aniversariante aos convidados!
6) BASTANTE
Adjetivo = vários, muitos 
Advérbio = muito, suficiente
 • Recebi bastantes flores.
 • Estudei bastante.
 • Tenho bastantes motivos para estudar com você!
7) TODO, TODA – qualquer 
TODO O , TODA A – inteiro
 • Todo aluno tem dificuldades nos estudos.
 • Todo o clube comemorou a chegada do jogador.
8) É BOM, É NECESSÁRIO, É PROIBIDO, É PERMITIDO 
Com determinante = variável
Sem determinante = invariável
 • A sabedoria é necessária, sobretudo durante a prova!
 • É proibida a entrada de concurseiros despreparados.
 • A receita de pizza com requeijão é muito boa.
 • É proibido cola durante as provas!
 • É necessário inteligência na resolução das questões.
28
PORTUGUÊS | CARLOS ZAMBELI E THAÍS OLIVEIRA
Direitos autorais reservados, proibída a reprodução, ainda que parcial, sem prévia autorização do GG
9) MEIO 
Adjetivo = metade
Advérbio = mais ou menos
 • Adicione meia colher de açúcar.
 • Isso pesa meio quilo.
 • A porta estava meio aberta.
 • Ela sempre fica meio nervosa nas provas.
TREINAMENTO ZAMBELIANO 
1. (CESGRANRIO 2018)
No que diz respeito à concordância nominal, a palavra em destaque que está empregada de acordo 
com a norma-padrão é:
a) As meninas curtem livros de capas rosas.
b) Sempre li bastante livros ao longo de minha vida.
c) É proibido leitura de histórias violentas por crianças.
d) Narrativas de fluxo de consciência sempre a deixam meia confusa.
e) Deveria haver mais revistas e jornais dedicadas à literatura.
2. (CESGRANRIO 2018)
A concordância do adjetivo destacado foi realizada de acordo com as exigências da norma-padrão 
da língua portuguesa em:
a) A espionagem virtual e a ausência de punição dos responsáveis são corriqueiros na batalha 
virtual entre as grandes potências mundiais.
b) A guerra cibernética entre os países e o manejo de grandes quantidades de dados são básicas 
para determinar as relações de poder no futuro.
c) O acolhimento dos refugiados e a redução das desigualdades são necessárias para diminuir os 
conflitos de interesse entre países ricos e pobres.
d) Os e-mails e as conversas virtuais são monitorados permanentemente em todo o mundo para 
revelar importantes segredos de estado.
e) Os softwares contra vírus e a atualização regular dos aplicativos são obrigatórias para a 
manutenção dos celulares em bom funcionamento.
29Direitos autorais reservados, proibída a reprodução, ainda que parcial, sem prévia autorização do GG
PORTUGUÊS | CARLOS ZAMBELI E THAÍS OLIVEIRA
3. (CESGRANRIO 2018)
A concordância da palavra destacada foi realizada de acordo com as exigências da norma-padrão da 
língua portuguesa em:
a) A visibilidade da Via Láctea e o brilho das estrelas eram necessárias para a tradição dos povos 
primitivos.
b) O caroço e a casca da manga, descartadas na natureza, em 2016 começaram a servir para a 
criação de um tipo de plástico.
c) O milho e a soja plantadas em solo fértil são fontes de renda para muitas famílias em variadas 
regiões do Brasil.
d) O soro e a vacina contra picada de abelha foram pesquisadas nos últimos 20 anos para o 
desenvolvimento antiapílico.
e) As frutas e os legumes orgânicos passaram a ter muita procura nos grandes centros urbanos na 
atualidade.
GABARITO
1. C 2. D 3. E 
30
PORTUGUÊS | CARLOS ZAMBELI E THAÍS OLIVEIRA
Direitos autorais reservados, proibída a reprodução, ainda que parcial, sem prévia autorização do GG
AULA 4
REGÊNCIA VERBAL 
A regência verbal estuda a relação que se estabelece entre os verbos e os termos que os 
complementam (objetos diretos e objetos indiretos) ou as circunstâncias (adjuntos adverbiais).
Um verbo pode assumir valor semântico diferente com a simples mudança ou retirada de uma 
preposição. 
Caros zambelianos, antes vamos lembrar a transitividade!
1) Tipos de verbos 
Intransitivos – Sem complemento
 • “Os opostos se distraem. Os dispostos se atraem"
Transitivos Diretos – exigem um complemento sem preposição, chamado de objeto direto.
“Não crie expectativa
Não pergunte como foi o dia
Não se preocupe à toa
Não há tempo e o tempo voa”
Transitivos Indiretos – exigem um complemento preposicionado, chamado de objeto indireto.
 • Precisamos de uma semana de estudos, pois o professor confia também no nosso 
progresso! 
Transitivos Direto e Indireto – exigem um objeto direto e um objeto indireto.
 • Eu sempre digo aos alunos algumas letras de músicas durante a aula.
Ligação
“E quando eu estiver triste
Simplesmente me abrace
E quando eu estiver louco
Subitamente se afaste
E quando eu estiver fogo
Suavemente se encaixe.” (Skank)
31Direitos autorais reservados, proibída a reprodução, ainda que parcial, sem prévia autorização do GG
PORTUGUÊS | CARLOS ZAMBELI E THAÍS OLIVEIRA
Agora vamos conhecer uns pronomes oblíquos 
Pronomes oblíquos átonos Pronomes oblíquos tônicos
singular plural singular plural
1.ª pessoa me nos mim nós
2.ª pessoa te vos ti vós
3.ª pessoa o, a, se, lhe os, as, se, lhes ele, ela, si eles, elas, si
Principais verbos deste assunto:
Regência de alguns verbos:
1) Assistir 
(A) = ver – é VTI. 
 • Eu sempre assisto a séries neste aplicativo. 
 • Vamos assistir ao “Divãgando” no canal do youtube do Zambeli. 
(B) = ajudar– é VTD. 
 • Os psicólogos sempre assistem as pessoas. 
 • Nosso time de professores assistirá você!
2) Esquecer / lembrar
(A) quando desacompanhados de pronome oblíquo, são VTD
 • Esqueci meus problemas nesta festa. 
 • Lembramos a sua história durante a prova.
(B) quando acompanhado de pronome oblíquo, são VTI 
 • Tu te esqueceste do teu nome? 
 • Lembro-me da tua história. 
3) Implicar
 (A)= acarretar, causar – é VTD. 
 • A pobreza implica uma série de complicações na vida da pessoa. 
 • Não saber o básico implicará sua decepção. 
32
PORTUGUÊS | CARLOS ZAMBELI E THAÍS OLIVEIRA
Direitos autorais reservados, proibída a reprodução, ainda que parcial, sem prévia autorização do GG
(B)= embirrar, ter implicância. É VTI. 
 • As pessoas implicam com os moradores de rua. 
 • Não implica com os coleguinhas, Edgar!
4) Pagar/perdoar
(A) Paga-se o que se deve. Perdoa-se alguma coisa.
 • Eu sempre pago minhas contas. 
 • Eu o perdoarei. 
(B) Paga-se a quem se deve. Perdoa-se a alguém. 
 • Paguei o pão ao padeiro! (VTDI)
 • Perdoei a você. 
5) Preferir 
Prefere-se A a B 
 • Prefiro crase a pontuação.
 • Todos nós preferimos uma vida estável a uma vida tumultuada. 
6) Querer
(A) VTD = no sentido de “desejar” 
 • Eu quero um celular novo!
 • Vamos querer uma vaga neste concurso!
(B) VTI = no sentido de “gostar de, amar, querer bem” 
 • Ele quer a você. 
 • Eu lhe quero! 
33Direitos autorais reservados, proibída a reprodução, ainda que parcial, sem prévia autorização do GG
PORTUGUÊS | CARLOS ZAMBELI E THAÍS OLIVEIRA
TREINAMENTO ZAMBELIANO 
1. A regência verbal está correta na seguinte frase:
a) Os imigrantes aspiram uma vida mais tranquila;
b) Os alunos obedeciam rigorosamente o inspetor;
c) O guarda presenciou ao assalto de longe;
d) O assaltante agrediu a vítima sem necessidade;
e) Os patrões pagaram a faxineira o serviço feito.
2. "Ele não viu". Não cabe na frase:
a) nos 
b) te
c) lhe
d) o
e) me
3. O segmento abaixo que apresenta dois complementos (direto e indireto) é:
a) “garantir aos cidadãos o acesso pleno”;
b) “coloca a população em risco”;
c) “investindo poucos recursos nos serviços públicos”;
d) “haja risco para a vida das pessoas”;
e) “conseguem atuar em regiões de conflitos”.
4. Observe o verbo que se repete: "aspirou o ar" e "aspirou à glória". Tal verbo:
a) apresenta a mesma regência e o mesmo sentido nas duas orações 
b) embora apresente regências diferentes, ele tem sentido equivalente nas duas orações 
c) poderia vir regido de preposição também na primeira oração sem que se modificasse o sentido 
dela 
d) apresenta regência e sentidos diferentes nas duas orações 
e) embora tenha o mesmo sentido nas duas orações, ele apresenta regência diferente emcada 
uma delas 
GABARITO
1. D 2. C 3. A 4. D
34
PORTUGUÊS | CARLOS ZAMBELI E THAÍS OLIVEIRA
Direitos autorais reservados, proibída a reprodução, ainda que parcial, sem prévia autorização do GG
Pronome relativo 
QUE– Retoma pessoas ou coisas. 
 • Eu ganhei o presente ontem. O presente era estranho. = 
 • O presente que eu ganhei ontem era estranho. 
 • “Revisamos com mais disposição uma disciplina em que acreditamos, com que 
simpatizamos e de que gostamos”
 • Esses são os professores de que você precisa para ser do time BB. 
 • A novela a que eu assisto chama-se Império! 
CUJO – Indica uma ideia de posse. Concorda sempre com o ser possuído. 
 • A árvore cujos frutos são venenosos foi plantada perto da minha casa? 
 • O rapaz era um amigo de cujo nome não me lembrava. 
 • As pessoas em cujas dicas financeiras acreditei estão presas.
ONDE – Só retoma lugar. Sinônimo de EM QUE 
 • Quero passar em uma cidade tranquila, onde possa ter bons momentos.
 • O local onde trabalharei será o Banco do Brasil!
 • Vivemos uma época muito difícil, em que (na qual) a violência reina entre nós. 
 • A sociedade em que vivo valoriza a aparência apenas. 
 • A cidade aonde vamos está alagada!
 • Chegaremos aonde nossos sonhos permitirem! 
35Direitos autorais reservados, proibída a reprodução, ainda que parcial, sem prévia autorização do GG
PORTUGUÊS | CARLOS ZAMBELI E THAÍS OLIVEIRA
TREINAMENTO ZAMBELIANO 
1. (CESGRANRIO 2018)
Um dos aspectos fundamentais da regência verbal é o uso adequado da preposição.
A preposição destacada está empregada de acordo com a norma-padrão em:
a) Não é bom descuidar-se com a leitura.
b) Informei-lhe de que a biblioteca fecharia à tarde.
c) Ler textos literários implica em formar cidadãos democráticos.
d) Perdoo a todos os vilões dos romances: sem vilões, sem histórias.
e) Com um livro na cabeceira, quero chegar em casa o quanto antes.
2. (CESGRANRIO 2018)
O período que atende às exigências da norma-padrão da língua portuguesa, no que diz respeito à 
regência verbal, é:
a) A maioria dos problemas os quais lidamos são fáceis de resolver.
b) Esse livro, cujos capítulos estudei, vai ser avaliado na prova.
c) O tratamento que falou não está disponível na rede pública.
d) Lya Luft, cujas ideias temos simpatia, é uma boa escritora.
e) Ela é a amiga que conto para me fazer companhia hoje.
3. (CESGRANRIO 2018)
Considere a seguinte frase:
“Os lançamentos tecnológicos a que o autor se refere podem resultar em comportamentos 
impulsivos nos consumidores desses produtos”.
A utilização da preposição destacada a é obrigatória para atender às exigências da regência do 
verbo “referir-se”, de acordo com a norma-padrão da língua portuguesa.
É também obrigatório o uso de uma preposição antecedendo o pronome que destacado em:
a) Os consumidores, ao adquirirem um produto que quase ninguém possui, recém-lançado no 
mercado, passam a ter uma sensação de superioridade.
b) Muitos aparelhos difundidos no mercado nem sempre trazem novidades que justifiquem seu 
preço elevado em relação ao modelo anterior.
c) O estudo de mapeamento cerebral que o pesquisador realizou foi importante para mostrar que 
o vício em novidades tecnológicas cresce cada vez mais.
d) O hormônio chamado dopamina é responsável por causar sensações de prazer que levam as 
pessoas a se sentirem recompensadas.
e) As pessoas, na maioria das vezes, gastam muito mais do que o seu orçamento permite em 
aparelhos que elas não necessitam.
36
PORTUGUÊS | CARLOS ZAMBELI E THAÍS OLIVEIRA
Direitos autorais reservados, proibída a reprodução, ainda que parcial, sem prévia autorização do GG
4. (CESPE 2020)
“...coisas das quais não entende.” A substituição da expressão “das quais” (l.19) por que preservaria 
tanto o sentido quanto a correção gramatical do período.
( ) Certo   ( ) Errado
5. (CESPE 2020)
No trecho “os investidores reconhecem cada vez mais o impacto, para a sociedade, das empresas 
nas quais investem” (l. 35), a substituição de “nas quais” por aonde prejudicaria a correção 
gramatical do texto.
( ) Certo   ( ) Errado
6. (CESPE 2019)
No trecho “poucos tentam compreender no que exatamente se inscreveram” (l. 8), a substituição 
de “no que” por o que comprometeria a correção gramatical do texto.
( ) Certo   ( ) Errado
7. (CESPE 2018) 
“...o que sucedeu depois daquele dia...” A substituição de “depois” (l.2) por após prejudicaria a 
correção gramatical do texto.
( ) Certo   ( ) Errado
8. (CESPE 2018)
“O Departamento de Atendimento a Grupos Vulneráveis (DAGV) da Polícia Civil de Sergipe atende 
a um público específico...”
A correção gramatical e o sentido do texto seriam preservados se, no trecho “a um público 
específico” (ℓ. 2), a preposição “a” fosse suprimida.
( ) Certo   ( ) Errado
9. (CESPE 2018) 
“Sou forçado, pois, a limitar-me aos elementos de que disponho...”
A correção gramatical do texto seria prejudicada caso se substituísse, na linha 9, “de que” por os 
quais.
( ) Certo   ( ) Errado
37Direitos autorais reservados, proibída a reprodução, ainda que parcial, sem prévia autorização do GG
PORTUGUÊS | CARLOS ZAMBELI E THAÍS OLIVEIRA
10. (CESPE 2018)
“A supressão da preposição “de” empregada logo após “ferocidade”, no trecho “acostumando os 
espectadores a uma ferocidade de que todos queriam vê-los afastados” (l. 10), manteria a correção 
gramatical do texto.
( ) Certo   ( ) Errado
GABARITO
1. D 2. B 3. E 4. E 5. C 6. C 7. C 8. C 9. C 10. E 
38
PORTUGUÊS | CARLOS ZAMBELI E THAÍS OLIVEIRA
Direitos autorais reservados, proibída a reprodução, ainda que parcial, sem prévia autorização do GG
AULA 5
CRASE – parte 1
A
Ocorre crase 
1) Substitua a palavra feminina por outra masculina correlata; em surgindo a combinação AO, 
haverá crase. 
 • Eles não se referem às brigas da turma. 
 • Não consigo ser indiferente à desumanização das pessoas. 
 • Estamos aptos às questões de Português.
2) Àquele = a este , àquela= a esta , àquilo= a isto
 • Ele fez referência àquele aluno. 
 • Nunca disseram a verdade àquelas pessoas.
 • Suas queixas são idênticas às de seus colegas.
3) Nas locuções femininas 
 • à frente de; à espera de; à procura de; à noite; à tarde; à esquerda; à direita; às vezes; 
às pressas; à medida que; à proporção que; à toa; à vontade, etc.
 • Vamos estudar à noite. 
 • Sinto-me à vontade nesta sala, Zambeli.
 • Não vire à esquerda. 
 • À medida que eu estudo, mais estressado fico. 
39Direitos autorais reservados, proibída a reprodução, ainda que parcial, sem prévia autorização do GG
PORTUGUÊS | CARLOS ZAMBELI E THAÍS OLIVEIRA
4) Na indicação de horas determinadas. 
 • Ele saiu às duas horas e vinte minutos.
 • O curso fica aberto das 8h às 22h30min.
5) Antes de nome próprio de lugares, deve-se colocar o verbo VOLTAR; se dissermos VOLTO DA, 
haverá acento indicativo de crase; se dissermos VOLTO DE, não ocorrerá o acento.
 • Vou à Bahia. (volto da). Vou a São Paulo (volto de).
Obs.: se o nome do lugar estiver acompanhado de uma característica (adjunto adnominal), o acento 
será obrigatório.
 • Vou a Portugal. Vou à Portugal das grandes navegações.
6) Antes da palavra “casa”, haverá o acento indicativo de crase somente quando ela estiver 
especificada.
 • Retornou a casa. 
 • Retornou à casa dos pais.
7) Antes da palavra “terra”, haverá o acento indicativo de crase, se ela estiver especificada. 
 • O navegador retornou a terra. 
 • Ele chegou à terra dos anões.
8) Antes da palavra “distância”, haverá o acento indicativo de crase, se ela estiver especificada.
 • Ficou à distância de 10m. 
 • Ficou a distância. 
40
PORTUGUÊS | CARLOS ZAMBELI E THAÍS OLIVEIRA
Direitos autorais reservados, proibída a reprodução, ainda que parcial, sem prévia autorização do GG
TREINAMENTO ZAMBELIANO 
1. A frase em que falta o acento indicativo de crase é:
a) Aquela jornalista é surpreendida pela repercussão da notícia. 
b) Aquela jornalista é atribuída a melhor versão do fato. 
c) Aquele jornalista é auxiliado pela comunidade.
d)Aquela jornalista é elogiada por seu trabalho.
e) Aquele jornalista é destacado por sua imparcialidade
2. Atente para as alterações efetuadas.
I – “E mesmo quando podem chegar escola, o tempo disponível é insuficiente.
II – “O trabalho não prejudica a escolarização, mas auxilia o acesso instituições escolares.
III – “mas também que se dê especial atenção classe trabalhadora. 
Assinale a alternativa que preenche corretamente as lacunas:
a) a – à – à
b) à – à – a
c) à – à –à
d) a – as – à
e) à – a – à
3. O combate criminalidade é prioridade do poder público, embora os índices de violência permaneçam 
altos, devido, principalmente, certeza da impunidade seus autores.
As lacunas da frase acima devem ser corretamente preenchidas por
a) a – a – a
b) à – à – à
c) a- a – à
d) à- à – a
e) a – à – à
GABARITO
1. B 2. E 3. D
41Direitos autorais reservados, proibída a reprodução, ainda que parcial, sem prévia autorização do GG
PORTUGUÊS | CARLOS ZAMBELI E THAÍS OLIVEIRA
Crase Opcional
1) Antes de nomes próprios femininos.
 • Entreguei o presente a Ana (ou à Ana).
2) Antes de pronomes possessivos femininos adjetivos no singular.
 • Fiz alusão a minha amiga (ou à minha amiga). Mas não fiz à sua.
3) Depois da preposição ATÉ.
 • Fui até a escola. (ou até à escola).
Não ocorre crase
1) Antes de palavras masculinas.
 • Ele saiu a pé.
 • Nunca vendemos a prazo. 
2) Antes de verbos.
 • Estou disposto a colaborar com ele.
 • Começou a chover. 
3) Antes de artigo indefinido.
 • Fomos a uma empresa especializada. 
 • Entreguei meu material a uma funcionária do curso. 
4) Antes de alguns pronomes.
 • Passamos os dados do projeto a ela.
 • Eles podem ir a qualquer restaurante.
 • Refiro-me a esta aluna.
 • A pessoa a quem me dirigi estava atrapalhada.
 • O restaurante a cuja dona me referi é ótimo.
42
PORTUGUÊS | CARLOS ZAMBELI E THAÍS OLIVEIRA
Direitos autorais reservados, proibída a reprodução, ainda que parcial, sem prévia autorização do GG
5) Depois de preposição.
 • Eles foram para a praia.
 • A aula começou após as 9h. 
6) Quando o A estiver no singular e a palavra a que ele se refere estiver no plural.
 • Refiro-me a pessoas que são competentes.
 • Nunca obedeça a pessoas que você não conhece. 
7) Em locuções formadas pela mesma palavra.
 • Tomei o remédio gota a gota.
(cara a cara, lado a lado, face a face, passo a passo, frente a frente, dia a dia, etc.)TREINAMENTO 
ZAMBELIANO 
TREINAMENTO ZAMBELIANO
1. (CESPE 2021)
No trecho “Para dar início a essa ecologia das máquinas” (quarto período), o acréscimo do sinal 
indicativo de crase no vocábulo “a” manteria a correção gramatical do texto.
( ) Certo   ( ) Errado
2. (CESPE 2021)
No trecho “devido às dificuldades” (segundo parágrafo), a supressão do acento indicativo de crase 
em “às” manteria a correção gramatical do texto.
( ) Certo   ( ) Errado
3. (CESPE 2021)
A correção gramatical do texto seria mantida caso se inserisse o acento indicativo de crase no 
vocábulo “a” presente no trecho “daqui a alguns anos” (l.14), visto que o emprego desse sinal é 
optativo nesse caso.
( ) Certo   ( ) Errado
4. (CESPE 2021)
No trecho “a 200 quilômetros de Florianópolis” (l.19), seria obrigatório o emprego do sinal 
indicativo de crase no vocábulo “a” caso fosse inserida a expressão cerca de imediatamente antes 
do numeral “200” — à cerca de 200 quilômetros de Florianópolis.
( ) Certo   ( ) Errado
43Direitos autorais reservados, proibída a reprodução, ainda que parcial, sem prévia autorização do GG
PORTUGUÊS | CARLOS ZAMBELI E THAÍS OLIVEIRA
5. (CESPE 2021) 
O emprego do sinal indicativo de crase no trecho “de caráter suplementar às chuvas”, no terceiro 
parágrafo, é facultativo; portanto, a supressão desse sinal não prejudicaria a correção gramatical 
do trecho.
( ) Certo   ( ) Errado
6. (CESPE 2020) 
No trecho “No momento em que eu levava o garfo à boca”, no terceiro parágrafo, o sinal indicativo 
de crase empregado em “à” poderia ser suprimido, sem prejuízo para a correção gramatical do 
trecho.
( ) Certo   ( ) Errado
7. (CESPE 2020) 
No trecho “com relação a centenas de anos de pensamento científico”, no quarto período do texto, 
a substituição do vocábulo “a” por às manteria a correção gramatical do texto.
( ) Certo   ( ) Errado
8. (CESPE 2020) 
“Mas resulta em perceber que a qualidade está subscrita ao direito de acesso e usufruto, e não à 
possibilidade de seu consumo.”
O emprego do sinal indicativo de crase em “à possibilidade” (último período do texto) é exigido pela 
palavra “subscrita”, que está subtendida logo após o “não”, e pela presença do artigo definido a.
( ) Certo   ( ) Errado
9. (CESPE 2020)
No trecho “em relação à expectativa de um importante comunicado” (l. 12 e 13), a retirada do sinal 
indicativo de crase no vocábulo “à” prejudicaria a correção gramatical do texto.
( ) Certo   ( ) Errado
10. (CESPE 2020)
“...no que diz respeito à informação – à própria noção de “viagem”...
A supressão do acento indicativo de crase em “à própria noção de ‘viagem’” (l.18) manteria os 
sentidos e a correção gramatical do texto.
( ) Certo   ( ) Errado
GABARITO
1. E 2. E 3. E 4. E 5. E 6. E 7. C 8. C 9. C 10. E 
44
PORTUGUÊS | CARLOS ZAMBELI E THAÍS OLIVEIRA
Direitos autorais reservados, proibída a reprodução, ainda que parcial, sem prévia autorização do GG
5.8 Colocação dos pronomes átonos.
4.1 Emprego de elementos de referenciação, substituição e repetição, de conectores e de outros 
elementos de sequenciação textual.
6.2 Substituição de palavras ou de trechos de texto.
Pronomes: emprego, formas de tratamento e colocação.
1. Emprego 
Número Pessoa Pronomes retos Pronomes oblíquos
Singular primeira Eu Me, mim, comigo
 segunda Tu Te, ti, contigo
 terceira Ele/ela Se, si, consigo, o, a, lhe
Plural primeira Nós Nos, conosco
 segunda Vós Vos, convosco
 terceira Eles/elas Se, si, consigo, os, as, lhes
Pronomes retos (morfologia) exercem a função de sujeito (sintática) 
Pronomes oblíquos (morfologia) exercem a função de complemento. 
2. Formas de tratamento 
A) O/A X Lhe 
 • O curso enviou a apostila aos alunos nesta semana. 
 • O curso enviou-a aos alunos nesta semana. 
 • O curso enviou-lhes a apostila nesta semana. 
B) o, a, os, as, quando precedidos de verbos que terminam em –r, -s, -z, assumem a forma lo, la, 
los, las,e os verbos perdem aquelas terminações.
 • Queria vender a caneta para o Ed.
 • Queria vendê-la para o Ed.
C) o, a, os, as, quando precedidos de verbos que terminam em –m, -ão, -õe, assumem a forma no, 
na, nos, nas.
 • Meus professores enviaram as dicas aos alunos 
 • Meus professores enviaram-nas aos alunos. 
45Direitos autorais reservados, proibída a reprodução, ainda que parcial, sem prévia autorização do GG
PORTUGUÊS | CARLOS ZAMBELI E THAÍS OLIVEIRA
3. Colocação 
É o emprego dos pronomes oblíquos átonos (me, te, se, o, a, lhe, nos, vos, os, as, lhes) em relação 
ao verbo na frase.
Os pronomes átonos podem ocupar 3 posições: antes do verbo (próclise), no meio do verbo 
(mesóclise) e depois do verbo (ênclise).
PRÓCLISE
a) Com palavras ou expressões negativas: não, nunca, jamais, nada, ninguém, nem, de modo algum.
 • Nada me emociona.
 • Ninguém te viu.
b) Com conjunções subordinativas: quando, se, porque, que, conforme, embora, logo, que, caso
 • Quando me perguntaram, respondi que te amava!
 • Se lhe enviarem o bilhete, avise que nos lembramos dela.
c) Advérbios
 • Aqui se estuda de verdade. 
 • Sempre me esforcei para passar no concurso. 
OBS: Se houver vírgula depois do advérbio, a próclise não existirá mais. 
 • Aqui, estuda-se muito!
d) Pronomes 
 • Alguém me perguntou isso? (indefinido)
 • A questão que te tirou do concurso foi anulada!!! (relativo)
 • Aquilo me emocionou muito. (demonstrativo)
 e) Em frases exclamativas ou optativas (que exprimem desejo).
 • Deus o abençoe.
 • Macacos me mordam!
f) Com verbo no gerúndio antecedido de preposição EM.
 • Em se plantando tudo dá.
 • Em se tratando de concurso,Português é importante!
46
PORTUGUÊS | CARLOS ZAMBELI E THAÍS OLIVEIRA
Direitos autorais reservados, proibída a reprodução, ainda que parcial, sem prévia autorização do GG
Dica zambeliana 
“Eu me afasto e me defendo de você, mas depois me entrego” (Chitãozinho e Xororó)
MESÓCLISE
Usada quando o verbo estiver no futuro do presente ou no futuro do pretérito.
 • Convidar-me-ão para a festa.
 • Entregá-lo-ia a você, se tivesse tempo. 
 • Dar-te-ei a apostila de Português do Zambeli. 
ÊNCLISE
a) Com o verbo no início da frase
 • Entregaram-me as apostilas do curso. 
b) Com o verbo no imperativo afirmativo. 
 • Edgar, retire-se daqui!
COLOCAÇÃO PRONOMINAL NAS LOCUÇÕES VERBAIS
Locuções verbais são formadas por um verbo auxiliar + infinitivo, gerúndio ou particípio.
AUX + PARTICÍPIO: o pronome deve ficar depois do verbo auxiliar. Se houver palavra atrativa, o 
pronome deverá ficar antes do verbo auxiliar.
 • Havia-lhe contado aquele segredo.
 • Não lhe havia enviado os cheques.
AUX + GERÚNDIO OU INFINITIVO: se não houver palavra atrativa, o pronome oblíquo virá depois 
do verbo auxiliar ou do verbo principal.
Infinitivo
 • Quero-lhe dizer o que aconteceu.
 • Quero dizer-lhe o que aconteceu.
Gerúndio
 • Estou lhe dizendo a verdade.
 • Ia escrevendo-lhe o e-mail.
http://www.infoescola.com/portugues/locucao-verbal/
http://www.infoescola.com/portugues/verbos-auxiliares-portugues/
47Direitos autorais reservados, proibída a reprodução, ainda que parcial, sem prévia autorização do GG
PORTUGUÊS | CARLOS ZAMBELI E THAÍS OLIVEIRA
Se houver palavra atrativa, o pronome oblíquo virá antes do verbo auxiliar ou depois do verbo 
principal.
Infinitivo
 • Não lhe vou dizer aquela história.
 • Não quero dizer-lhe meu nome.
Gerúndio
 • Não lhe ia dizendo a verdade.
 • Não ia dizendo-lhe a verdade.
TREINAMENTO ZAMBELIANO 
1. (CESPE 2021)
Com relação à colocação pronominal, a correção gramatical do texto 1A1-I seria mantida caso, no 
trecho
I. “Não me lembro de vozes”, o pronome “me” fosse deslocado para logo após “lembro”: lembro-
me.
II. “Estávamos o tempo todo em guerra ou nos preparando para ela”, o pronome “nos” fosse 
deslocado para logo após “preparando”: preparando-nos.
III. “a realidade me assustava”, o pronome “me” fosse deslocado para logo após “assustava”: 
assustava-me.
Assinale a opção correta.
a) Apenas o item I está certo.
b) Apenas o item III está certo.
c) Apenas os itens I e II estão certos.
d) Apenas os itens II e III estão certos.
e) Todos os itens estão certos.
2. (CESPE 2020)
No trecho “Fi-lo sofrer pelo uso errado que fiz de uma palavra no último Quarto de Badulaques”, 
a substituição de “Fi-lo” por O fiz, forma mais comum no português do Brasil, manteria a correção 
gramatical do trecho, de modo que é possível concluir que a escolha do autor visa ironizar a visão 
que seu amigo tem sobre a língua.
( ) Certo   ( ) Errado
48
PORTUGUÊS | CARLOS ZAMBELI E THAÍS OLIVEIRA
Direitos autorais reservados, proibída a reprodução, ainda que parcial, sem prévia autorização do GG
3. (CESPE 2020)
“Se as pessoas fossem instadas a explicar o que entendiam por “espaço” e “tempo”, poderiam ter 
dito que “espaço” é o que se pode percorrer em certo tempo, e que “tempo” é o que se precisa 
para percorrê-lo. “
A próclise observada em “se pode percorrer” e “se precisa”, no segundo período do segundo 
parágrafo do texto, é opcional, de modo que o emprego da ênclise nesses dois casos também seria 
correto: pode-se percorrer e precisa-se, respectivamente.
( ) Certo   ( ) Errado
4. (CESPE 2019)
No trecho “antes de se tornarem adultas” (l.23), ocorre próclise pronominal, mas, nesse contexto, 
também seria correta a ênclise: antes de tornarem-se adultas.
( ) Certo   ( ) Errado
5. (CESPE 2019)
“E quantos hoje não se contentam com um mundo...” 
A substituição de “se contentam” ( .20) por contentam-se manteria a correção gramatical do texto.
( ) Certo   ( ) Errado
6. (CESPE 2020) 
No trecho “É verdade que não se poderia contar com ela para nada” (l. 8), o uso da próclise justifica-
se pela presença da palavra negativa “não”.
( ) Certo   ( ) Errado
7. (CESPE 2018)
“É menos grave do que se dizia.”
A correção gramatical do texto seria prejudicada caso se deslocasse a partícula “se”, em “se dizia” 
(ℓ.4), para imediatamente após a forma verbal: dizia-se.
( ) Certo   ( ) Errado
8. (CESPE 2019)
“...que saiu do palco e dirigiu-se aos homens presentes.” 
Em “dirigiu-se” (ℓ.7), a colocação do pronome “se” antes da forma verbal — se dirigiu — prejudicaria 
a correção gramatical do texto.
( ) Certo   ( ) Errado
49Direitos autorais reservados, proibída a reprodução, ainda que parcial, sem prévia autorização do GG
PORTUGUÊS | CARLOS ZAMBELI E THAÍS OLIVEIRA
9. (CESPE 2019) 
“...como aqueles que se referem à igualdade de gênero...” 
Na linha 21, a correção gramatical do texto seria comprometida se o termo “se” fosse posicionado 
após a forma verbal “referem”, da seguinte forma: referem-se.
( ) Certo   ( ) Errado
10. (CESPE 2019)
A correção gramatical do texto seria mantida caso, no trecho “passam a se comportar” (l.14), o 
vocábulo “se” fosse deslocado para depois da forma verbal “comportar”, da seguinte maneira: 
passam a comportar-se.
( ) Certo   ( ) Errado
GABARITO
1. D 2. E 3. E 4. C 5. E 6. C 7. C 8. E 9. C 10. C
50
PORTUGUÊS | CARLOS ZAMBELI E THAÍS OLIVEIRA
Direitos autorais reservados, proibída a reprodução, ainda que parcial, sem prévia autorização do GG

Continue navegando

Outros materiais