A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
74 pág.
Apostila Laboratório 2013.1

Pré-visualização | Página 1 de 13

QUI1709 
 
LABORATÓRIO DE QUÍMICA GERAL 
DEPARTAMENTO DE QUÍMICA 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
Coordenação 
Profa. Tatiana D. Saint’Pierre 
 
Colaboração 
Professores: Adriana Gioda, Adriana H. Nudi, Camilla Buarque, Daniela Soluri, Fatima 
V. P. Meirelles, Flavia de A. Vieira, Isabel M. Moreira, José Guerchon, Lucia C. Fortes, 
Nadia S. H. Schneider, Roseli M. Souza, Whei Oh Lin. 
 
Comitê de QSMS do Departamento de Química da PUC-Rio. 
 
Técnicos: Carlos Alberto da Silva e Charles Albert R. de Lima. 
 
1 
 
 
Programação das aulas de Laboratório de Química Geral 
 
 
Aula 
1ª semana na PUC 
Apresentação do laboratório e Guia do aluno 
Experiência 1: Medidas, algarismos significativos e erros 
Experiência 2: Estequiometria – reação envolvendo gás 
Experiência 3: Gases e o princípio de Avogadro 
Experiência 4: Equilíbrio químico e princípio de Le Chatelier 
Experiência 5: Equilíbrio ácido-base: indicadores 
Experiência 6: Equilíbrio ácido-base: determinação da concentração 
de ácido acético no vinagre 
Experiência 7: Equilíbrio de precipitação: Reações com formação de 
compostos pouco solúveis 
Experiência 8: Titulação de neutralização com indicador 
condutométrico 
Experiência 9: Termoquímica: reações com trocas de calor e Lei de 
Hess 
Experiência 10: Cinética química: Estudo da velocidade de reação – 
efeito da concentração 
Experiência 11: Eletroquímica: reações de oxi-redução 
Experiência 12: Eletroquímica: células galvânicas 
 
 
2 
 
 
Guia do Aluno 
 
Tópicos abordados: 
 Objetivos do laboratório de química geral. 
 Normas do curso, comportamento no laboratório e regras de segurança. 
 Cronograma das aulas. 
 Critérios de avaliação. 
 
Objetivo geral: 
Consolidar a aprendizagem dos conteúdos da química geral através da aplicação dos 
conceitos teóricos em práticas no laboratório. Ser capaz de reconhecer e compreender os 
conceitos de química aplicados a situações do laboratório e correlacionar com situações 
interdisciplinares comuns do dia a dia. 
 
Rotina das aulas: 
O Laboratório de Química Geral consiste em 1 encontro semanal de 2 h/aula, durante 
as quais serão abordados os seguintes itens: 
 
a) Comentários sobre a prática do dia. 
b) Teste: o teste poderá ser sobre o conteúdo teórico/experimental da prática a ser realizada 
no dia ou sobre práticas anteriores. O teste poderá ser aplicado no início ou no final da aula, 
a critério do professor. Serão feitos 4 testes durante o semestre. 
c) Realização da aula prática. 
d) Preenchimento do relatório. 
 
Normas do curso: 
O aluno é responsável pelo seu aprendizado. Ao professor cabe a tarefa de orientar o 
aluno, visando à eficiência desse aprendizado. Os experimentos de laboratório são 
realizados em grupo, mas a participação individual será avaliada. 
 
 
 
3 
 
As seguintes normas de laboratório devem ser obedecidas: 
a) Pontualidade: é dada uma tolerância de 15 min. O aluno não poderá entrar no 
laboratório depois desse prazo e terá nota zero no respectivo relatório e no teste, se houver. 
Não é permitido sair antes do final da prática e da entrega do relatório, sob pena de ter nota 
zero no mesmo. 
b) Roteiro da prática: os roteiros das aulas práticas estão disponíveis no site 
www.cbctc.puc-rio.br O grupo que não tiver o roteiro não poderá realizar a prática e receberá 
nota zero no respectivo relatório. 
c) Equipamentos de proteção individual (EPI): É obrigatório o uso dos seguintes 
EPIs dentro do laboratório: jaleco, calças compridas e calçados fechados, luvas e óculos de 
segurança. 
d) Relatório: deverá ser preenchido e entregue ao término da aula. Nesta ocasião, os 
alunos deverão assinar a lista de presença. O aluno que não assinar a lista de presença 
receberá nota zero no respectivo relatório. Em caso de falta, o aluno recebe nota zero no 
relatório, podendo ter, no máximo, 25% de faltas para aprovação na disciplina. Em caso de 
falta justificada de acordo com as normas do DAR, a nota do relatório será abonada, não 
sendo incluída no cálculo da média final. 
 
Comportamento no laboratório: 
 Deve-se ter em mente que, em um laboratório de química, existem substâncias que 
podem trazer algum tipo de risco, tanto na forma sólida, como líquida e, principalmente, na 
forma gasosa, muitas vezes de forma imperceptível. Por isso, espera-se do aluno um 
comportamento no laboratório com maturidade, responsabilidade e respeito aos colegas, 
monitores, técnicos e professores. O professor poderá atribuir notas diferentes no relatório 
aos membros de um mesmo grupo, com base nesse critério. 
 A limpeza do material utilizado e da bancada de trabalho é de responsabilidade do 
grupo. Esse item também será avaliado pelo professor na nota do relatório. 
 
Critérios de avaliação: 
A nota de Laboratório de Química Geral é independente da nota de Química Geral 
teórica. A média final será composta pela média das notas dos testes (60%) e média das 
notas dos relatórios (40%). 
 
Testes: Serão realizados 4 testes por semestre, sem marcação prévia das datas dos 
mesmos. Os testes serão respondidos e avaliados individualmente. O teste poderá ter 
questões sobre o assunto da prática a ser realizada e/ou de práticas anteriores. O aluno 
4 
 
deve ler o roteiro da prática antes da aula de laboratório. Em caso de falta, o aluno recebe 
nota zero no teste. Em caso de falta justificada de acordo com as normas do DAR, o 
professor poderá aplicar um teste de reposição, no final do semestre, com toda a matéria da 
disciplina. 
 
Relatórios: Cada grupo deve entregar um relatório relativo à prática do dia no final de cada 
aula. É importante que o aluno tenha um caderno de laboratório para anotar as observações, 
os dados coletados e os cálculos realizados, que serão usados no relatório. O relatório 
segue um modelo simplificado, devendo conter obrigatoriamente: 
* Título, data da experiência e nomes dos participantes do grupo. 
* Objetivos: descrever, resumidamente, o que se pretende com a aula experimental e 
os conceitos teóricos envolvidos; 
* Dados obtidos e observações: anote todas as medidas feitas (massa, volume, etc.) e 
descreva os fenômenos observados (cor, precipitação, produção de gás etc.). 
* Resultados: escreva os cálculos necessários para se chegar aos resultados. 
Quando for o caso, deve-se comparar o valor experimental com o valor conhecido ou teórico 
e calcular os erros absoluto e relativo. 
* Conclusões: Discuta os resultados experimentais obtidos, avalie se os objetivos 
foram alcançados, proponha possíveis causas de erro e descreva as conclusões às quais o 
grupo chegou. 
 
 
NORMAS INTERNAS BÁSICAS DE SEGURANÇA PARA UTILIZAÇÃO DO 
LABORATÓRIO 
Um acidente nunca avisa quando vai acontecer, mas comportamentos inadequados no 
laboratório aumentam significativamente a probabilidade de ocorrer um acidente! 
 Usar calça comprida de algodão, sapato fechado, óculos de segurança e luvas 
apropriadas. 
 Trabalhar com jaleco de algodão, longo e abotoado, com mangas compridas. 
 Prender os cabelos compridos. Não utilizar brincos e colares grandes, anéis e pulseiras. 
 Não comer, beber ou fumar no laboratório. Não colocar alimentos ou bebidas sobre as 
bancadas. Não usar lentes de contato. 
 Não fazer brincadeiras e não utilizar equipamentos de som e aparelhos celulares. 
 Só utilizar reagentes químicos de frascos devidamente identificados. Leia corretamente 
os rótulos. 
 Não realizar a “pipetagem” com a boca, para isto, utilize pipetadores adequados. 
 Não provar ou engolir reagentes ou soluções do laboratório. 
5 
 
 Não deixar frascos de reagentes abertos. Tenha a certeza de que os fechou 
corretamente. 
 Evitar qualquer contato dos reagentes com a pele. Caso ocorra, lave imediatamente o 
local com água corrente (torneira) e avise ao professor. 
 Quando quiser identificar um gás pelo odor, traga o vapor para o nariz com a mão. 
Nunca cheire diretamente nos frascos.