A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
232 pág.
Roteiro de Estudos Logística Reversa Aulas 1 a 6

Pré-visualização | Página 7 de 21

Disciplina Logística Reversa 
Aula 2 Introdução dos conceitos 
Tema 5 Reciclagem 
Professor Luiz Felipe Cougo 
Coordenadora Alessandra de Paula 
 
 
 Reciclagem 
Como vimos, o objetivo principal da Logística Reversa é atender aos princípios de 
sustentabilidade ambiental, como o da produção limpa, ou seja, quem produz deve responsabilizar-se 
também pelo destino final dos produtos gerados, de forma a reduzir o impacto ambiental que eles 
causam. 
Para isso, as empresas organizam canais reversos, ou seja, meios de retorno dos materiais, a 
fim de que tenham melhor destinação, seja por reparo, reutilização ou reciclagem. 
A reciclagem é o reaproveitamento dos materiais como matéria-prima para um novo produto. 
Muitos materiais podem ser reciclados e os exemplos mais comuns são o papel, o vidro, o metal e o 
plástico. A palavra reciclagem difundiu-se na mídia a partir do final da década de 1980, quando foi 
constatado que as fontes de petróleo e de outras matérias-primas não renováveis estavam se 
esgotando rapidamente, e que havia falta de espaço para disposição de lixo e de outros dejetos. 
A expressão vem do inglês recycle (re = repetir e cycle = ciclo) e seus resultados são expressivos 
no campo ambiental, econômico e social: 
 
No Brasil, existem os carroceiros ou catadores de papel, que vivem da venda de sucatas, papéis, 
alumínio e outros materiais recicláveis deixados no lixo. Eles também trabalham na coleta ou na 
classificação de materiais para a reciclagem. 
 
 
Como é um serviço penoso, pesado e sujo, não tem grande poder atrativo para as fatias mais 
qualificadas da população. Assim, para muitas das pessoas que trabalham na reciclagem, trata-se da 
única alternativa de ganhar o seu sustento. 
A seguir, você vai entender como é feita a reciclagem de alguns materiais, vamos lá? 
Aço 
O aço utilizado em objetos que já não estão funcionando pode ser matéria-prima de novos 
produtos, desde latas até carros. Sua reciclagem é tão antiga quanto a própria história de sua 
utilização. Pode ser reciclado infinitas vezes, com custo menor e usando menos energia do que na sua 
criação inicial. Ele pode ser separado de outros resíduos por diversos processos químico-industriais e 
voltar a ser utilizado sem perder suas características iniciais. 
 
 A lata de aço é uma das embalagens mais utilizadas em todo mundo para acondicionar alimentos 
e produtos diversos. Ela pode ser biodegradada pelo próprio ambiente, através do processo de 
ferrugem, num prazo médio de três anos. Porém o aço, se aproveitado, pode gerar economias e 
diminuir a agressão ao meio ambiente. 
Você sabia? 
Estudos dizem que a cada 75 latas de aço recicladas, uma árvore é salva, pois, do contrário, 
viraria carvão vegetal. O aço também é muito utilizado na construção civil para sustentar estruturas de 
concreto. A reciclagem de entulho da construção civil também é bastante importante. 
No link a seguir você tem acesso a um interessante infográfico que mostra os passos do processo 
de reciclagem do aço de maneira detalhada. 
 http://www.abeaco.org.br/reciclagemacotexto.html 
 
 
Papel 
A seguir você tem algumas informações iniciais importantes sobre a reciclagem do papel: 
 Como ela feita? Pode-se reaproveitar as fibras celulósicas do papel para produção de um novo 
artefato. 
 Onde o papel reciclado é aplicado? O papel reciclado pode ser aplicado em caixas de 
papelão, sacolas, embalagens para ovos, bandejas para frutas, papel higiênico, cadernos, livros, 
material de escritório, envelopes, papel para impressão, entre outros usos. 
 Que tipo de papel não pode ser reciclado? Os papéis para fins sanitários (toalhas e 
higiênicos) não são encaminhados para reciclagem, assim como papéis vegetais, parafinados, 
carbono, plastificados e metalizados. 
Para a reciclagem, o papel tem algumas classificações, que você confere a seguir: 
 Papel branco: papéis de carta, folhetos, papéis de copiadoras e impressoras. 
 Papel-jornal: produzido com menos celulose e mais fibras de madeira, obtidas na primeira 
etapa da fabricação do papel, sendo, por isso, de menor qualidade. 
 Papel misto: apresenta diferentes fibras e cores e é encontrado nas revistas. 
 Papelão ou papel ondulado: utilizado em caixas para transportar produtos em fábricas, 
depósitos, escritórios e residências. Esse material apresenta uma camada intermediária de papel 
entre suas partes exteriores, disposta em ondulações, na forma de uma sanfona. 
 
 
 
 Longa vida, cartonado ou multicamadas: é composto por várias camadas de papel, 
polietileno de baixa densidade e alumínio. Esses materiais em camadas criam uma barreira que 
impede a entrada de luz, ar, água, microrganismos e odores externos, preservando o aroma dos 
alimentos dentro da embalagem. 
No link a seguir é possível entender como acontece a reciclagem do papel: 
http://www.alpambiental.com.br/reciclagem/papel-papelao-e-derivados/reciclagem-2/ 
 
 
Vidro 
Segundo a Associação Técnica Brasileira das Indústrias Automáticas de Vidro (ABIVIDRO), a 
reciclagem possui papel de destaque na indústria vidreira. Com um quilo de vidro se faz outro quilo de 
vidro, com perda zero e sem poluição para o meio ambiente. Além da vantagem do reaproveitamento 
de 100% do caco, a reciclagem permite poupar matérias-primas naturais como areia, barrilha e 
calcário. 
Como normalmente os vidros de embalagem são do tipo sodo-cálcico, apenas as sucatas de vidro 
com essa natureza química são aceitas para reciclagem, como garrafas, potes e frascos. Os vidros de 
janelas, espelhos, cristais, pirex e similares podem ser reciclados, porém não devem ser incluídos junto 
com os vidros de embalagem. O vidro tem um ciclo infinito, sabia? No link a seguir você tema mais 
informações: 
http://www.abividro.org.br/video-explicativo/a-quimica-do-fazer-vidro 
 
 
Alumínio 
No link a seguir você confere o processo de reciclagem do alumínio: 
http://festivalda63.blogspot.com.br/2012/05/voce-sabe-como-e-feita-reciclagem-de.html 
Como acontece a reciclagem do alumínio? 
O processo de reciclagem do alumínio se resume no derretimento do metal, o que é muito menos 
dispendioso e consome muito menos energia do que produzir o alumínio através da mineração de 
bauxita. A mineração e o refino desse material requerem enormes gastos de eletricidade, enquanto a 
reciclagem requer apenas 5% da energia. Por isso, a reciclagem se tornou uma atividade importante 
para a indústria. 
Que tipo de alumínio pode ser reciclado? 
O alumínio pode ser reciclado tanto a partir de sucatas geradas por produtos de vida útil 
esgotada como de sobras do processo produtivo. O alumínio reciclado pode ser obtido a partir de 
esquadrias de janelas, componentes automotivos, eletrodomésticos, latas de bebidas, entre outros. A 
reciclagem não danifica a estrutura do metal, que pode ainda ser reciclado infinitamente e reutilizado 
na produção de qualquer produto com o mesmo nível de qualidade de um alumínio recém-produzido 
por mineração. 
Quais os benefícios dessa prática? 
Pelo seu valor de mercado, a sucata de alumínio permite a geração de renda para milhares de 
famílias brasileiras envolvidas da coleta à transformação final. Desta forma, a reciclagem do alumínio 
gera benefícios para o país e para o meio ambiente, além de ser menos custoso de obter do que 
através da sua produção por mineração. 
 
 
Você sabia? 
 O alumínio líquido (700 °C) demora até duas horas e meia para atingir o estado sólido, 
dependendo do volume de metal, da temperatura ambiente, do local de armazenagem etc. 
 Um quilo de alumínio reciclado evita a extração de cinco quilos de bauxita. 
 O

Crie agora seu perfil grátis para visualizar sem restrições.