A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
107 pág.
Automação industrial - SENAI - Instrumentação - Automação Básica

Pré-visualização | Página 18 de 18

SENAI
Departamento Regional do Espírito Santo 106
Para melhor caracterizar um SDCD, a princípio, os elementos foram agrupados em quatro
subsistemas e hierarquizados segundo a sua filosofia de funcionamento.
Os subsistemas padrões de um SDCD segundo o princípio de sua concepção são :
Figura 5.13 – Modelo de referência de um SDCD
O primeiro subsistema é aquele que está diretamente ligado ao processo, ao qual
denominamos subsistema de aquisição de dados e controle. A sua principal finalidade é a
realização das funções de controle, que são exercidas pelas estações de controle local (ECL
níveis 0,1 e 2) .
O segundo subsistema é denominado de subsistema de monitoração e operação. Nele se
concentra a maior parte das funções de interface homem-máquina ( nível 3).
Ao terceiro subsistema denominamos de subsistema de supervisão e otimização. É onde são
realizadas as funções de otimização e gerenciamento de informações ( níveis 3 e 4).
Para que seja possível a realização de um controle integrado, é necessário que exista uma
infra-estrutura de comunicação entre os diversos subsistemas.
O quarto grupo de componentes é denominado de subsistema de comunicação, necessário à
integração dos diversos módulos autônomos do sistema.
 
___________________________________________________________________________
SENAI
Departamento Regional do Espírito Santo 107
BIBLIOGRAFIA
LIVROS
- Oliveira, Júlio César P. - Controlador Programável - Makron Books - 1993;
- Bonacorso, Nelso G. e Noll, Valdir . - Automação Eletropneumática - Érica - 1997;
- Porras , A. e Montanero, A.P. - Autómatas Programables - Mc Graw Hill ; 1992
- Mandado, J. Marcos - Controladores Lógicos y Autómatas Programables Marcombo;1991
- Otter, Job Den – Programmable Logic Controller – Prentice Hall,1988
- Natale, Ferdinando – Automação Industrial – Érica, 1995
MANUAIS
- Programmable Controlller - Manual do usuário - Allen Bradley - 1984;
- Programação Ladder Série H -Actsip - H - Hitachi - 1996;
- Manual de Operação do CPW-A080 - Weg - 1989;
- Hardware Manual - FXo / FXon - Mitsubihi Eletric - 1997;
- Manual do Melsec FX - Mitsubishi Eletric - 1997;
- Manual do Melsec A1S - Mitsubishi Eletric - 1997;
- Manual do programador Altus AL3800 - Altus - 1994.
- Manual do programa Lookout - Evaluation Guide - National Istruments
- Manual de Hardaware e Software do PLC MODICON – QUANTUM
- Manual do Concept 2.1 XL – Groupe Schneider
- Manual de Hardware e Software do PLC OMRON – SYSMAC
- Manual de Hardware e Software do PLC GE-FANNUC
- Manual de Hardware e Software do PLC SIEMENS – S7
ARTIGOS :
- Anotações de aulas dos cursos de PLC, Automação e Controle – SENAI-ES
- Apostilas deAutomação básica do SENAI –ES;
- Construa um CLP com o Basic Stamp - Revista Saber Eletrônica - nº 288 / 1997;
- O Controlador Lógico Programável – Pedro Luis Antonelli
- Controladores Lógicos Programáveis - Revista Saber Eletrônica - nºs 303/304/305 ;
- Micro-DX - Controlador Programável - Revista Saber Eletrônica nºs 258/259 ;
- Sistema Micro - PLC - Revista Elektor Eletrónica - Portugal - Maio - 1996;
- Programação PLC - Revista Elektor Electrónica - Portugal - Maio/Junho - 1996;
	Capa
	Coordenação
	Índice
	1. Noções de Circuitos Lógicos
	2. Princípio de Controle Sequencial e Circuitos Básicos
	3. Diagramas de Comando
	4. O Controlador Lógico Programável
	5. Arquiteturas Digitais de Controle e Interface Homem-Máquina
	Bibliografia