A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
123 pág.
Resolução n. 93 de  2013 Alterada até resolução 126 de 2014

Pré-visualização | Página 21 de 29

Cível. 
Art. 160 À 5ª, 6ª, 7ª e 8ª Varas Judiciais, ora e respectivamente denominadas 1ª 
Vara Criminal, 2ª Vara Criminal, 3ª Vara Criminal e Juizado de Violência Doméstica 
e Familiar contra a Mulher, Vara de Crimes contra Crianças, Adolescentes e Idosos 
e de Execução de Penas e Medidas Alternativas é atribuída a competência 
Criminal, observadas as regras do Capítulo III. 
Art. 161 À 9ª Vara Judicial, ora denominada 1ª Vara de Família e Sucessões, 
Registros Públicos e Corregedoria do Foro Extrajudicial, são atribuídas as seguintes 
competências: 
I – Família e Sucessões; 
II – Registros Públicos e Corregedoria do Foro Extrajudicial. 
Art. 162 À 10ª Vara Judicial, ora denominada 2ª Vara de Família e Sucessões e 
Acidentes do Trabalho, são atribuídas as seguintes competências: 
I – Família e Sucessões; 
II – Acidentes do Trabalho. 
Art. 163 À 11ª Vara Judicial, ora denominada Vara da Infância e Juventude é 
atribuída a competência de Infância e Juventude. 
Art. 164 À 12ª Vara Judicial, ora denominada Vara de Execuções Penais e 
Corregedoria dos Presídios, é atribuída a competência Criminal especializada em 
Execução Penal, observadas as regras da Seção IV do Capítulo III. 
Art. 165 À 13ª e 14ª Varas Judiciais, ora e respectivamente denominadas 1ª Vara 
da Fazenda Pública e 2ª Vara da Fazenda Pública, é atribuída a competência da 
Fazenda Pública. 
Art. 166 À 15ª, 16ª e 17ª Varas Judiciais, ora e respectivamente denominadas 1º 
Juizado Especial Cível, Criminal e da Fazenda Pública, 2º Juizado Especial Cível, 
 
 Estado do Paraná 
 
 PODER JUDICIÁRIO 
 
 
 
Desembargador CLAYTON CAMARGO 
 Presidente do Tribunal de Justiça 
 
 
T R I B U N A L D E J U S T I Ç A 
 
 
Criminal e da Fazenda Pública e 3º Juizado Especial Cível, Criminal e da Fazenda 
Pública, são atribuídas as seguintes competências: 
I – Juizado Especial Cível; 
II – Juizado Especial Criminal; 
III – Juizado Especial da Fazenda Pública. 
 
Subseção XVIII 
Distribuição de competência na Comarca de Francisco Beltrão 
Art. 167 A Comarca de Francisco Beltrão é integrada pelos Municípios de 
Francisco Beltrão, Enéas Marques e Manfrinópolis. 
 
Art. 168 A Comarca de Francisco Beltrão é composta por 06 (seis) varas judiciais, 
todas instaladas. 
Art. 169 À 1ª e 2ª Varas Judiciais, ora e respectivamente denominadas 1ª Vara 
Cível e da Fazenda Pública e 2ª Vara Cível e da Fazenda Pública são atribuídas as 
seguintes competências: 
I – Cível; 
II – Fazenda Pública. 
Art. 170 À 3ª Vara Judicial, ora denominada Vara Criminal é atribuída a 
competência Criminal. 
Art. 171 À 4ª Vara Judicial, ora denominada Vara de Família e Sucessões, Infância 
e Juventude, Acidentes do Trabalho, Registros Públicos e Corregedoria do Foro 
Extrajudicial são atribuídas as seguintes competências: 
I – Família e Sucessões; 
 
 Estado do Paraná 
 
 PODER JUDICIÁRIO 
 
 
 
Desembargador CLAYTON CAMARGO 
 Presidente do Tribunal de Justiça 
 
 
T R I B U N A L D E J U S T I Ç A 
 
 
II – Infância e Juventude; 
III – Acidentes do Trabalho; 
IV – Registros Públicos e Corregedoria do Foro Extrajudicial. 
Art. 172 À 5ª Vara Judicial, ora denominada Juizado Especial Cível, Criminal e da 
Fazenda Pública são atribuídas as seguintes competências: 
I – Juizado Especial Cível; 
II – Juizado Especial Criminal; 
III – Juizado Especial da Fazenda Pública. 
Art. 173 À 6ª Vara Judicial, ora denominada Vara de Execuções Penais e 
Corregedoria dos Presídios é atribuída a competência Criminal especializada em 
Execução Penal, observadas as regras da Seção IV do Capítulo III. 
 
Subseção XIX 
Distribuição de competência na Comarca de Guarapuava 
Art. 174 A Comarca de Guarapuava é integrada pelos Municípios de Guarapuava, 
Turvo, Candói, Campina do Simão e Foz do Jordão. 
Art. 175 A Comarca de Guarapuava é composta por 11 (onze) varas judiciais. 
Parágrafo único. A 11ª Vara Judicial não se encontra instalada. 
Art. 176 À 1ª, 2ª e 3ª Varas Judiciais, ora e respectivamente denominadas 1ª Vara 
Cível e da Fazenda Pública, 2ª Vara Cível e da Fazenda Pública e 3ª Vara Cível e 
da Fazenda Pública, são atribuídas as seguintes competências: 
 I – Cível; 
II – Fazenda Pública. 
 
 Estado do Paraná 
 
 PODER JUDICIÁRIO 
 
 
 
Desembargador CLAYTON CAMARGO 
 Presidente do Tribunal de Justiça 
 
 
T R I B U N A L D E J U S T I Ç A 
 
 
Art. 177 À 4ª e 5ª Varas Judiciais, ora e respectivamente denominadas 1ª Vara 
Criminal e 2ª Vara Criminal são atribuídas a competência Criminal, observadas as 
regras do Capítulo III. 
Art. 178 À 6ª Vara Judicial, ora denominada Vara da Infância e Juventude é 
atribuída a competência de Infância e Juventude. 
Art. 179 À 7ª Vara Judicial, ora denominada Vara de Família e Sucessões, 
Acidentes do Trabalho, Registros Públicos e Corregedoria do Foro Extrajudicial são 
atribuídas as seguintes competências: 
I – Família e Sucessões; 
II – Acidentes do Trabalho; 
III – Registros Públicos e Corregedoria do Foro Extrajudicial. 
Art. 180 À 8ª Vara Judicial, ora denominada Vara de Execuções Penais e 
Corregedoria dos Presídios, é atribuída a competência Criminal especializada em 
Execução Penal, observadas as regras da Seção IV do Capítulo III. 
Art. 181 À 9ª e 10ª Varas Judiciais, ora e respectivamente denominadas 1º Juizado 
Especial Cível, Criminal e da Fazenda Pública e 2º Juizado Especial Cível, Criminal 
e da Fazenda Pública, são atribuídas as seguintes competências: 
I – Juizado Especial Cível; 
II – Juizado Especial Criminal; 
III – Juizado Especial da Fazenda Pública. 
 
Subseção XX 
Distribuição de competência no Foro Regional de Ibiporã 
(Comarca da Região Metropolitana de Londrina) 
 
 Estado do Paraná 
 
 PODER JUDICIÁRIO 
 
 
 
Desembargador CLAYTON CAMARGO 
 Presidente do Tribunal de Justiça 
 
 
T R I B U N A L D E J U S T I Ç A 
 
 
Art. 182 O Foro Regional de Ibiporã é integrado pelos Municípios de Ibiporã e 
Jataizinho. 
Art. 183 O Foro Regional de Ibiporã é composto por 04 (quatro) varas judiciais, 
todas instaladas. 
Art. 184 À 1ª Vara Judicial, ora denominada Vara Cível e da Fazenda Pública são 
atribuídas as seguintes competências: 
I – Cível; 
II – Fazenda Pública. 
Art. 185 À 2ª Vara Judicial, ora denominada Vara Criminal é atribuída a 
competência Criminal. 
Art. 186 À 3ª Vara Judicial, ora denominada Vara de Família e Sucessões, Infância 
e Juventude, Acidentes do Trabalho, Registros Públicos e Corregedoria do Foro 
Extrajudicial são atribuídas as seguintes competências: 
I – Família e Sucessões; 
II – Infância e Juventude; 
III – Acidentes do Trabalho; 
IV – Registros Públicos e Corregedoria do Foro Extrajudicial. 
Art. 187 À 4ª Vara Judicial, ora denominada Juizado Especial Cível, Criminal e da 
Fazenda Pública são atribuídas as seguintes competências: 
I – Juizado Especial Cível; 
II – Juizado Especial Criminal; 
III – Juizado Especial da Fazenda Pública. 
 
 
 Estado do Paraná 
 
 PODER JUDICIÁRIO 
 
 
 
Desembargador CLAYTON CAMARGO 
 Presidente do Tribunal de Justiça 
 
 
T R I B U N A L D E J U S T I Ç A