A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
25 pág.
apostila aulaorj OABdeBolso

Pré-visualização | Página 1 de 9

2 
www.espacojuridico.com 
Ética: Rafael Novais 
01. Questão XIV exame A advogada Ana 
integrou o departamento jurídico da 
empresa XYZ Ltda. e, portanto, 
participava de reuniões internas, com 
sócios e diretores, e externas, com 
clientes e fornecedores, tendo acesso a 
todos os documentos da sociedade, 
inclusive aos de natureza contábil, 
conhecendo assim, diversos fatos e 
informações relevantes sobre a 
empresa. Alguns anos após ter deixado 
os quadros da XYZ Ltda., Ana recebeu 
intimação para comparecer a 
determinada audiência e a prestar 
depoimento, como testemunha arrolada 
pela defesa, no âmbito de ação penal 
em que um dos sócios da empresa 
figurava como acusado do crime de 
sonegação fiscal. Ao comparecer à 
audiência, Ana afirmou que não 
prestaria depoimento sobre os fatos dos 
quais tomou conhecimento enquanto 
integrava o jurídico da XYZ Ltda. O 
magistrado que presidia o ato ressaltou 
que seu depoimento havia sido 
solicitado pelo próprio sócio da 
empresa, que a estaria, portanto, 
desobrigando do dever de guardar 
sigilo. Sobre a questão apresentada, 
observadas as regras do Estatuto da 
OAB e do Código de Ética e Disciplina da 
OAB, assinale a opção correta. 
A) Ana terá o dever de depor, pois o bem 
jurídico administração da justiça é mais 
relevante do que o bem jurídico 
inviolabilidade dos segredos. 
B) Ana terá o dever de depor, pois foi 
desobrigada por seu excliente do dever de 
guardar sigilo sobre os fatos de que tomou 
conhecimento quando atuou como advogada 
da XYZ Ltda. 
C) Ana terá o dever de depor, pois não 
integra mais o departamento jurídico da 
empresa XYZ Ltda., tendo cessado, portanto, 
seu dever de guardar sigilo. 
D) Ana não terá o dever de depor, pois o 
advogado tem o direito de se recusar a 
depor, como testemunha, sobre fato 
relacionado à pessoa de quem foi ou seja 
advogado, mesmo quando solicitado pelo 
cliente. 
02. Questão XIII exame Sobre o prazo 
para ajuizamento de ação de cobrança 
de honorários de advogado, assinale a 
opção correta. 
A) Prescreve em dois anos a ação de 
cobrança de honorários de advogado, 
contando-se o prazo do vencimento do 
contrato, se houver. 
B) Prescreve em cinco anos a ação de 
cobrança de honorários de advogado, 
contando-se o prazo do trânsito em julgado 
da decisão que os fixar. 
C) Prescreve em dois anos a ação de 
cobrança de honorários de advogado, 
contando-se o prazo da ultimação do serviço 
extrajudicial. 
D) Prescreve em cinco anos a ação de 
cobrança de honorários de advogado, 
contando-se o prazo da decisão que os fixar, 
independentemente do seu trânsito em 
julgado. 
03. Questão XIII exame Juarez da Silva, 
advogado, professor adjunto de Direito 
Administrativo em determinada 
Universidade Federal, foi procurado, na 
 
3 
www.espacojuridico.com 
qualidade de advogado, por um grupo 
de funcionários públicos federais que 
desejavam ajuizar determinada ação 
contra a União. Pode Juarez aceitar a 
causa, advogando contra a União? 
A) Não. Juarez não pode aceitar a causa, 
pois está impedido de exercer a advocacia 
contra a Fazenda Pública que o remunera. 
B) Sim. Juarez poderá aceitar a causa, pois o 
impedimento de exercício da advocacia 
contra a Fazenda Pública que remunera os 
advogados que são servidores públicos não 
inclui a hipótese de docentes de cursos 
jurídicos. 
C) Sim. Juarez poderá aceitar a causa, pois 
não há nenhum tipo de impedimento para o 
exercício da advocacia por servidores 
públicos. 
D) Não. Juarez não poderá aceitar a causa, 
pois exerce o cargo de professor 
universitário, que é incompatível com o 
exercício da advocacia. 
04. Questão XV exame Sobre a 
prescrição da pretensão punitiva das 
infrações disciplinares, assinale a 
afirmativa correta. 
A) A pretensão punitiva quanto às infrações 
disciplinares prescreve em cinco anos, 
contados da data da constatação oficial do 
fato, interrompendo-se pela instauração de 
processo disciplinar ou pela notificação 
válida do representado. 
B) A pretensão punitiva das infrações 
disciplinares prescreve em três anos, 
contados da data da constatação oficial do 
fato, interrompendo-se pela instauração de 
processo disciplinar ou pela notificação 
válida do representado. 
C) A pretensão punitiva das infrações 
disciplinares é imprescritível. 
D) A pretensão punitiva das infrações 
disciplinares prescreve em cinco anos, 
contados da data da constatação oficial do 
fato, não havendo previsão legal de marco 
interruptivo de tal prazo prescricional. 
05. Questão XII exame Sobre o 
desagravo público, assinale a afirmativa 
correta. 
A) O advogado poderá ser desagravado 
quando ofendido no exercício da profissão ou 
em razão dela, desde que faça o 
requerimento em petição dirigida ao 
Presidente do Conselho Seccional no prazo 
de seis meses, contados a partir da data da 
realização da ofensa. 
B) O desagravo público depende de 
concordância do advogado ofendido. 
C) O advogado não pode dispensar o 
desagravo público quando o Conselho 
Seccional decidir promovê-lo. 
D) O advogado tem direito a ser 
desagravado, mesmo que a ofensa por ele 
sofrida não guarde relação com o exercício 
da profissão ou de cargo ou função na OAB. 
06. Questão XII exame Isabela é 
advogada prestigiada, tendo 
organizado, com o correr dos anos, um 
escritório de advocacia especializado 
em Direito Ambiental, com vários 
advogados associados. Por sugestão de 
um deles, edita um atualizado boletim 
de notícias, com informações 
jurisprudenciais, doutrinárias, legais e 
 
4 
www.espacojuridico.com 
internacionais sobre o tema, 
considerado uma publicação de 
altíssima qualidade, que é distribuído 
somente aos profissionais do escritório. 
Sabedor da publicação, Eusébio, jovem 
estudante de Direito, que busca 
direcionar seus estudos para a área 
ambiental, solicita acesso ao referido 
boletim. Nos termos do Código de Ética 
da Advocacia, o boletim de notícias 
A) deve circular restritivamente entre os 
profissionais do escritório. 
B) pode ser enviado a qualquer pessoa como 
forma de propaganda. 
C) pode ser remetido a quem o requerer. 
D) é considerado como publicidade abusiva e 
vedado ao advogado. 
Direito Tributário: Rafael Novais 
 
01. Questão VI Exame No que se 
refere aos empréstimos compulsórios, 
NÃO é correto afirmar que: 
 
(A) são restituíveis. 
(B) podem ser instituídos por medida 
provisória, desde que haja relevância e 
urgência. 
(C) a competência para sua instituição é 
exclusiva da União Federal. 
(D) podem ser instituídos em caso de 
guerra externa ou sua iminência e, neste 
caso, não respeitam o princípio da 
anterioridade. 
 
02. Questão V exame No exercício de 
1995, um contribuinte deixou de 
recolher determinado tributo. Na 
ocasião, a lei impunha a multa 
moratória de 30% do valor do débito. 
Em 1997, houve alteração legislativa, 
que reduziu a multa moratória para 
20%. O contribuinte recebeu, em 
1998, notificação para pagamento do 
débito, acrescido da multa moratória 
de 30%. A exigência está 
 
(A) correta, pois aplica-se a lei vigente à 
época de ocorrência do fato gerador. 
(B) errada, pois aplica-se retroativamente a 
lei que defina penalidade menos severa ao 
contribuinte. 
(C) correta, pois o princípio da 
irretroatividade veda a aplicação retroagente 
da lei tributária. 
(D) errada, pois a aplicação retroativa da lei 
é regra geral no direito tributário. 
03. Questão X