A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
3 pág.
3ª Prova

Pré-visualização | Página 1 de 1

DIREITO PREVIDENCIÁRIO Lupa 
 
Exercício: CCJ0067_EX_A3_201308077599 Matrícula: 201308077599
Aluno(a): IGOR PINA Data: 22/10/2016 17:39:01 (Finalizada)
 1a Questão (Ref.: 201308885509) Fórum de Dúvidas (3) Saiba (0)
Acerca da perda e manutenção da qualidade de segurado marque a opção incorreta:
Para ter acesso às prestações, faz-se necessário verter contribuições para o sistema previdenciário.
Como o direito previdenciário trata de uma relação de Direito Social (seguro social), o legislador previu
algumas circunstâncias nas quais, sempre que nelas se encontrar, o segurado tem garantida a qualidade de
segurado pelo tempo determinado em lei, independentemente do pagamento de contribuições.
A continuidade no pagamento das contribuições foi a opção do constituinte buscando manter o equilíbrio
financeiro-atuarial.
 A qualidade de segurado é mantida, sempre, pela total ausência no pagamento das contribuições, uma vez
que o subsistema previdenciário fulcra-se na contributividade.
A qualidade de segurado é mantida, em regra, pela continuidade no pagamento das contribuições, uma vez
que o subsistema previdenciário fulcra-se na contributividade.
 Gabarito Comentado
 2a Questão (Ref.: 201308885517) Fórum de Dúvidas (3) Saiba (0)
Marque a opção incorreta sobre o período de graça:
A perda da qualidade de segurado não será considerada para concessão das aposentadorias por tempo de
contribuição e especial.
Não será concedida a pensão por morte aos dependentes do segurado que falecer após a perda dessa
qualidade, salvo se já tiverem sido cumpridos os requisitos para concessão de aposentadoria (direito
adquirido) ou se comprovarem que, no momento do óbito, o segurado estava incapacitado laboralmente.
Durante o período de graça, ou seja, nos prazos concedidos pelo legislador, o segurado conserva todos os
seus direitos perante a previdência social, conforme artigo 15, § 3º da Lei nº. 8.213/91, tendo direito de
gozos dos beneficio da Previdência Social.
A caracterização da perda da qualidade de segurado ocorre a partir do 16º dia do segundo mês após o
término do período de graça.
 Durante o período de graça, ou seja, nos prazos concedidos pelo legislador, o segurado jamais conserva os
seus direitos perante a previdência social, conforme art. 15, § 3º da Lei nº. 8.213/91, tendo direito de
gozos dos beneficio da Previdência Social.
 3a Questão (Ref.: 201308885523) Fórum de Dúvidas (3) Saiba (0)
Mário, contribuinte individual, após 2 anos de contribuição, interrompeu os pagamentos à Previdência Social em
31/12/2015. Recolheu, então, a última GPS em 15/01/2016, referente ao mês de dezembro de 2015. Quando ele
perderá a qualidade de segurado?
dezembro de 2015
fevereiro de 2016
 dezembro de 2016
março de 2016
janeiro de 2017
 4a Questão (Ref.: 201308885514) Fórum de Dúvidas (3) Saiba (0)
Manoel perdeu seu emprego em 31/12/2009, tendo mantido a qualidade de segurado até 31/12/11. Em março de
2012, Manoel faleceu devido à metástase de tumor maligno. Sua esposa, Maria, pleiteou o benefício de pensão por
morte, tendo juntado atestados e exames que demonstraram que a incapacidade de Manoel teve início ainda no
ano de 2010. Analisando o caso concreto marque a opção correta?
Maria, desta forma, faz jus ao benefício de salário natalidade, pois Manoel tinha direito adquirido ao
benefício por incapacidade laborativa,
Maria jamais fará jjus ao benefício de pensão por morte, pois Manoel não tinha direito adquirido ao
benefício por incapacidade laborativa. O único benefício que poderá pleitear será aposentadoria do
consumidor.
Maria, desta forma, faz jus ao benefício de auxílio doença maternidade, pois Manoel tinha direito adquirido
ao benefício por incapacidade laborativa,
 Maria, desta forma, faz jus ao benefício de pensão por morte, pois Manoel tinha direito adquirido ao
benefício por incapacidade laborativa.
Maria, jamais fará jus ao benefício de pensão por morte, pois Manoel não tinha direito adquirido ao
benefício por incapacidade laborativa,
 Gabarito Comentado
 5a Questão (Ref.: 201308224458) Fórum de Dúvidas (3) Saiba (0)
No que se refere aos beneficiários do Regime de Previdência Social na condição de dependente do segurado, é
incorreto afirmar:
Perde a condição de dependente o filho que for emancipado, ainda que inválido, exceto, nesse caso, se a
emancipação for decorrente de colação de grau científico em curso de ensino superior.
Inclui-se como dependente o irmão não emancipado de qualquer condição, menor de 21 anos, ou inválido
que viva sob dependência econômica comprovada do segurado
 O cônjuge para ser considerado dependente, deve provar sua dependência econômica em face do segurado
junto à Previdência Social.
O menor sob tutela somente poderá ser equiparado aos filhos do segurado mediante apresentação do
termo de tutela.
A dependência econômica deve ser comprovada em se tratando de dependentes não preferenciais.
 Gabarito Comentado
 6a Questão (Ref.: 201308262792) Fórum de Dúvidas (3) Saiba (0)
De acordo com a Lei nº 8.213/1991, a concessão da pensão por morte e do auxílio reclusão
dependem do período de carência de 6 meses.
 independem de carência.
dependem do período de carência de 12 meses.
dependem do período de carência de 12 e 3 meses, respectivamente.
dependem do período de carência de 3 e 12 meses, respectivamente.
 7a Questão (Ref.: 201308262891) Fórum de Dúvidas (3) Saiba (0)
A relação jurídica de dependente e INSS só se instaura quando:
continua a existir relação jurídica entre o segurado, o que ocorre com a morte daquele ou recolhimento à
prisão.
deixa de existir relação jurídica entre o segurado, o que ocorre apenas com a morte daquele.
deixa de existir dever moral entre o segurado, o que ocorre com a morte daquele ou recolhimento à prisão.
deixa de existir relação jurídica entre o segurado, o que ocorre com o recolhimento à prisão.
 deixa de existir relação jurídica entre o segurado, o que ocorre com a morte daquele ou recolhimento à
prisão.
 Gabarito Comentado
 8a Questão (Ref.: 201308885511) Fórum de Dúvidas (3) Saiba (0)
Acerca da manutenção e qualidade de segurado marque a opção correta:
Não existe nenhum benefício ou amparo concedido sem a existência de contribuição previdenciária prévia.
 O período, que independe do pagamento de contribuições e mantém a qualidade de segurado, foi
denominado pela doutrina como período de graça.
O direito previdenciário não é um direito social e a opção do constituinte buscando manter o equilíbrio
financeiro-atuarial foi nunca haver a necessidade de contribuições previdenciária.
Não existe em nenhuma hipótese a possibilidade de manutenção da qualidade de segurado.
A qualidade de segurado nunca é mantida, sendo irrelevante a continuidade no pagamento das
contribuições.
 Gabarito Comentado
 Retornar

Crie agora seu perfil grátis para visualizar sem restrições.