A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
APOSTILA DE TERMINOLOGIA pdf.pdf

Pré-visualização | Página 6 de 8

. (Perfil Externo): Região externa ou lateral do me mbro super ior ou 
inferior , mais próxima do fi lme. 
- OAD (Obliqua Anterior Direita): Região direita mais próxima do fi lme. 
- OAE (Obliqua Anterior Esquerda): Região anterior esquerda, mais próxima 
da fi lme. 
- OPD (Obliqua Posterior Direita): Região posterior direita mais próxima do 
fi lme. 
- OPE (Obliqua Posterior Esquerda): Região posterior Esquerda mais próxima 
do fi lme. 
- OAI (Obliqua Anterior Interna): Região anterior interna ou medial do 
membro superior ou inferior mais próximo do fi lme. 
- OAE (Obliqua Anterior Externa): região anterior externa ou lateral do 
membro superior ou inferior, mais próxima do fi lme. 
- OPI (Obliqua Posterior Interna): Região posterior interna ou medial do 
membro superior ou inferior, mais próximo do fi lme. 
- OPE (Obliqua Posterior Externa): Região externa ou lateral do membro 
superior ou inferior, mais próximo do Filme. 
- AXIAL: o raio central percorre o maior eixo da região a ser examinada. 
- TANGENCIAL: o raio central tangencia a região a ser examinada. 
- SEMI-AXIAL : O raio central penetra no sent ido obliquo em relação ao maior 
eixo da região a ser examinada. 
80. Incidenas Especiais: São as projeções que normalmente complementam as 
incidências de rotina. 
Incidências (de): 
- APICO-LORDOTICA: projeção para ápice e lobo médio com o paciente em 
lordose forçada. 
- Autotomografia: o paciente fixa a região a ser examinada e movimenta regiões 
que se supeponham, com finalidade de causar floucinetico destas estruturas. 
- BELLOT: è a projeção obliqua de mandíbula. 
- BRETON: é uma semi-axial de crânio, mais especifica para fossa posterior 
craniana , o mesmo que Reverchon e Towne. 
- BUDIN E CHANDLER: é uma axial da coxa, projeção para colo do fêmur e 
art iculação coxo-femural. 
- CALDWELL: é a fronto –naso para face e seios da face, correspondendo ao PA 
de crânio. 
- CHAUSSÉ II: é uma obliqua de crânio para o estudo do buraco rasgado 
posterior. 
- CHAUSSÉ III: é uma obliqua de crânio para o estudo do osso temporal . 
- CONTACTOGRAFIA: método de exame que a ampola fica encostada no 
paciente. Então as estruturas mais próximas do fi lme aparecem com boa definição e as 
mais afastadas ficam ampliadas perdendo sua definição. 
- DESVIO CUBITAL: a mão em PA com uma flexão externa. É uma incidência 
para punho. 
- DESVIO RADIAL: A mão em P com uma flexão interna. É uma incidência 
para punho. 
- DORSO-PALMAR : É o PA de mão 
- DORSO - PLANTAR: É o AP de pé. 
[Digite texto] 
 
- FERGUSON : é um AP de sacro, art iculação sacro -il íacas e art iculação de L5 – 
S1 
- FLEISCHNER : É o mesmo que a incidência ápice -lordótica. 
- FROG: É um AP de art iculação coxo -femural com os fêmures em obliqua 
quase em perfi l . O mesmo que Lowenstein e Rã. 
- FRONTO -NASO : É uma PA de crânio, com colimação para seios paranasais. 
- GAYNER-HART : É uma axial de punho, para canal carpiano. 
- GUILLEN : É uma obl iqua de crânio para o estudo do buraco ótico. 
- HIRTZ: É uma axial de face, e de acordo com a penetração do RC, pode ter 
indicação no estudo da base do crânio, osso temporal e buraco rasgador posterior. 
- HJELM -LAURELL : É um PA de tórax com o paciente no decubito lateral 
contrario ao da suspeita do derrame pleural . 
- LAWRENCE : É um perf i l de braço, com RC atravessado o tórax.. O mesmo que 
transtoracica ou transaxilar. 
- LOWNSTEIN : É um AP de art iculação coxo -femural com os fêmures em 
obliqua quase em perfi l . O mesmo que FROG e RÃ 
- LYSHOLM : É uma obliqua de crânio para estudo do buraco ótico . 
- MAYER : É uma obliqua de crânio pra o estudo do osso temporal . 
- MENTO – NASO: É uma semi-axial de face, principalmente para o estudo dos 
seios paranasais. 
- OBLIQUA PÓSTERO - ANTERIOR: É uma obliqua de face, especifica para 
maxilar (maxilar super ior) 
- PALMO DORSAL: é o AP da mão 
- PFEIFFER: É uma obliqua de crânio , para o estudo do buraco ótico. 
- PIERQUIU: É a projeção axial do cotovelo. 
- PLANTO-DORSAL : É o PA do pé. 
- PORCHER: Corresponde a uma semi -Hirtz. P rojeção para buraco rasgado 
posterior. O mesmo que POROT e POSSAND 
- POROT: Corresponde a um semi -Hirtz. Projeção para buraco rasgado posterior. 
O mesmo que PORCHER e RSSAND. 
- RÃ: É um AP de art iculação coxo-femural com os fêmures em obliqua quase em 
perfi l . O mesmo que Lowensteir e FROG. 
- REVERCHON: É uma semi-axial de crânio, mais especifica para fossa 
posterior craniana. O mesmo que Bretton e Towne. 
- RHEESE: É uma obliqua de crânio, para o estudo do buraco ótico. 
- ROSSAND: corresponde a um semi -hirtz, projeção para buraco rasgado 
posterior. O mesmo que PORCHER e POROT. 
- SCHÜLLER: É um perfi l de crânio, para estudo de art iculação temporo -
mandibular e mastóide do temporal . 
- SOLIDÔNIO LACERDA: É uma obliqua da face , para o estudo do osso malar. 
- STECHER: É uma obliqua do punho, para estudo do osso escafóide. 
- STENVERS: É uma obliqua de crânio para o osso temporal . 
- THOMS: É uma axial da pelve feminina, para o estudo da posição fetal . 
- TAWE: É uma semi-axial do crânio, mais especifica para fossa posterior 
craniana. O mesmo que REVERCHON e BRETON. 
- TRANSAXILAR: É um perfi l de braço com o RC atravessando o tórax. O 
mesmo que LAWRENCE e TRANSTORACICA. 
- TRANSMAXILAR: É um AP de face , mais especifica para primeiras vértebras 
cervicais. 
- TRANSORAL: é um AP de face com a boca aberta, para o estudo das primeiras 
vértebras cervicais. 
- TRANSORBITÁRIA: É um AP de crancio, para o estudo do osso temporal 
- TRANSTORACICA: É um perfi l de braço com o RC atravessando o tórax. O 
mesmo que LAWRENCE E TRANSAXILAR. 
- TWINING: é UM PERFIL DE COLUNA CERVICO -TORACICA E TAMBÉM 
UTILIZADA NA MIELOGRAFIA CERVICAL E CERVICO-TORACICA. 
- VAN ROSEN: Corresponde a um AP para ar t iculação coxo – femural com os 
fêmures quase em perfi l 
- VERTICO-BUCAL: É uma semi -axial do crânio para o estudo dos seios 
esfenoidais. 
[Digite texto] 
 
- Waters: é uma semi – axial para face principalmente para o estudo do maciço 
facial . 
 
81. Índice de Grade: é a relaçãoexistente entre a altura das laminas da grade 
antidifusora e a distancia entre elas. 
82. Kv: é o fator radiográfico responsável pela penetração dos Raios –x . 1 kv 
representa 1000 vezes 1 volt . 
83. Linha Acantion-Meatal: vai do acântiun ao MAE . Util izada no estudo dos 
ossos da face. 
84. Linha Antropológica: vai do bordo inferior da orbita ao teto do conduto 
audit ivo externo. O mesmo que Linha Horizontal Alemã, Linha infra -orbito-meatal ou 
Linha de Frankfurt . 
85. Linha Auricular: Linha que passa verticalmente pelo centro MAE 
86. Linha Central da Estativa: Linha que divide o plano da estativa em 2 metades 
iguais. 
87. Linha Central da Mesa: Divide o maior plano da mesa em 2 metades iguais 
88. Linha Chamberlain: Linha que vai do palato duro ate o bordo postero -superior 
do burado occipital 
89. Linha de Clivus: Linha que passa pelo bordo posterior do Clpivus e se curva 
com uma Linha que passa pelo Processo clinóide posterior e vai ate o nasion. 
90. Linha de Frankfurt: Vai do bordo inferior da orbita ao teto do conduto 
audit ivo externo. O mesmo que l inha horizontal alemã, l inha infra -orbito-meatal ou 
l inha antropológica. 
91. Linha Glabelo-Alveolar (LGA): Vai da glabela (frontal) ate a região alveolar 
do maxilar superior. 
92. Linha Glabelo-Meatal (LGM): Vai da glabela ao teto do MAE. Demostra a 
zona l imite da base do crânio. 
93.

Crie agora seu perfil grátis para visualizar sem restrições.