artigo oficinas 2
2 pág.

artigo oficinas 2


DisciplinaPraticas de Oficinas II1 materiais12 seguidores
Pré-visualização1 página
TITULO DO ARTIGO
FADEP - FACULDADE DE PATO BRANCO
Rua Benjamin Borges dos Santos, 1100
CEP 85503-350 - Pato Branco \u2013 PR
Resumo: O presente artigo refere-se à elaboração de um projeto relacionado a um Restaurante Sustentável; sendo composto a partir de planejamentos que atendam melhor ao público, trazendo mais conforto e qualidade, ligados a inovações tecnológicas, escolhidas também para não degradar nosso planeta nem o meio ambiente com qualquer tipo de resíduos prejudiciais. Além do intuito de reduzir custos na utilização de recursos renováveis, materiais sustentáveis, bem como consumo excedente.
Palavras-Chave: Restaurantes, projeto, sustentabilidade, qualidade, público, Eco- Eficientes. 
Abstract: This article refers to the preparation of a related to a Sustainable Restaurant project; It is made from plans that better serve the public, bringing more comfort and quality, linked to technological innovations, also chosen not to degrade our planet or the environment with any type of hazardous waste. Besides the aim of reducing costs in the use of renewable resources, sustainable materials and excess consumption.
Keywords: Restaurants, design, sustainability, quality, public, Efficient.
1 INTRODUÇÃO
Uma construção civil promove intervenções no meio ambiente, porém, visando a sustentabilidade com uma ideia responsável, permite aos engenheiros a execução de projetos em obras sem que os recursos naturais sejam extintos, preservando o espaço ambiental para as gerações futuras. A realização do projeto em prol da edificação de um Restaurante Sustentável; que a partir de discussões e escolhas dos autores, é localizado na comarca de São Lourenço do Oeste \u2013 SC, se daria com o uso de materiais conhecidos como Eco- Eficientes. Logo, dá-se o nome a obra de Eco- Gastronômica, em vista que o conceito está ganhando cada vez mais força no País, o público tende a valorizar estes estabelecimentos. Todo esse contexto e planejamento leva a uma discussão sobre necessidades básicas como alimentos, habitação, comunicação, lazer, saneamento, as quais também prosseguem a responsabilidade e o papel do engenheiro com a sociedade.
2 REVISÃO BIBLIOGRÁFICA
A fim de manter os objetivos estratégicos do município de São Lourenço do Oeste-SC, várias medidas foram postas em seu plano diretor pela secretaria do planejamento urbano da cidade. No Art 5° constam três principais medidas para promover o desenvolvimento humano e a qualidade de vida no município, que são:
(A) O incentivo Do desenvolvimento econômico nas suas mais diversas formas, com especial ênfase no setor industrial, no setor turístico e no empreendedorismo, a fim de incrementar a geração de emprego e renda. (B) Promovendo o uso ordenado dos recursos naturais, de forma a garantir assim a sustentabilidade ambiental para os presentes e futuras gerações. (C) Promovendo o crescimento urbano planejado, observando o uso racional da estrutura física do Município, visando garantir a sustentabilidade do território. (PLANO DIRETOR, 2016)
Segundo o Plano Diretor, a política de desenvolvimento urbano do município deverá propiciar padrões adequados de qualidade do ar, da água, do solo, de usos de espaços abertos e verdes, de circulação e habitação, bem como ordenar o uso e a ocupação do solo.
Com o intuito de cumprir o objetivo deste estudo \u2013 realizar um projeto de um restaurante sustentável criado por estudantes de gastronomia \u2013 para que a edificação fique dentro das normas do município foram estudados os seguintes documentos: Plano Diretor, Código de Obras e Leis de Zoneamento. O terreno de 15 metros de largura e 40 metros de comprimento (15x40) escolhido para o projeto fica localizado no município de São Lourenço do Oeste \u2013SC, Rua Coronel Bertaso , Centro. Suas coordenadas são: Latitude: 26°21\u201914.5\u201dS e Longitude: 52°50\u201950.0\u2019W.\u201d.
Com analise sobre um pré-projeto e terreno de onde ira se localizar o restaurante, passados pelos estudantes de gastronomia foram abordados algumas leis que serão citadas aqui.
I - afastamento: é a menor distância entre duas edificações, ou entre uma edificação e as linhas divisórias do lote onde ela se situa, consta no plano diretor do município que a afastamento deve ser de 1,5 metros.
II - coeficiente de aproveitamento (CA): é o índice urbanístico pelo qual se correlacionam todas as áreas construídas no lote e a área total do lote que deve ser de 0,9. 
III- recuo: é a distância entre a parede frontal da edificação e o alinhamento predial do logradouro.
 IV - taxa de ocupação (TO): é a relação entre a área de proteção da edificação e a área do lote que será de 60%.
V - Taxa de permeabilidade (TP): é a relação entre a parte permeável, que permite a infiltração de água no solo, livre de qualquer edificação, e a área do lote que deve ser de 20%.
VI \u2013 Alinhamento: é a linha divisória entre o imóvel de propriedade particular e o logradouro público que deve ser de 3 m. 
VII- Área máxima edificável (AME): É a área máxima edificável que é de 540 m2.
VIII - Número máximo de pavimentos no terreno: é CA/TO=AME (0,9/60%=1,5).
 IX-Área mínima permeável (AMP): é a parte do terreno que permite que as águas da chuva sejam absorvidas pelo solo que será de 120 m2.