RESUMO HISTOLOGIA BASICA JUNQUEIRA E CARNEIRO - Citologia e Histologia - Sistema Digestivo, Glandulas anexas ao Sistema Digestivo, Sistema Endocrino, Sistema Urinário, Sistema Reprodutor Masculino e Feminino
18 pág.

RESUMO HISTOLOGIA BASICA JUNQUEIRA E CARNEIRO - Citologia e Histologia - Sistema Digestivo, Glandulas anexas ao Sistema Digestivo, Sistema Endocrino, Sistema Urinário, Sistema Reprodutor Masculino e Feminino

Pré-visualização18 páginas
SISTEMA DIGESTIVO I: CAR ACTERISTICAS HI STOMORFOLOGICAS DO TUBO DIGESTIVO
O sistema digestivo tem com função obtenção, a partir dos alimentos ingerido s, as moléculas necessári as
para a manutenção, o crescim ento e as demais neces sidades energét icas do organi s mo.
Estrutura geral do trato di gestivo
Os componentes do trato digestivo s ão
basicamente um tubo oco com lúmen cujo diâmetro
é v ariável, circundado por uma parede form ada por
quatro camadas (de dentro pra f ora):
1.Mucosa, compos ta por:
a) Revestimento epiteli al
b) Lamina própria: (T C frouxo, pode
apresentar glândulas e tecido linfoide)
c) Muscular da muco sa (s epara m ucosa da
submucos a, são duas subcam adas de células
musculares lisas, um a circular interna e outra
longitudinal externa)
2.Submucosa: tec. Conjunti vo c/ vasos sanguí neos
e linfáticos e plexo nervoso.
3.Muscular: dividida em duas subcamadas, na mais
interna a orientação é c ircular; entre elas o plexo
nervoso; na m ais externa as células m usculares são
longitudinais.
4.Serosa: tec. Conjuntivo f rouxo, revest ido por um
epitélio pavimentoso sim ples denom inado mesotelio
Cavidade oral
- Revestida por um epitélio pavim entoso estratificado, querat inizado ou não.
- Camada queratin izada = gengiva e pa lato duro
- Camada não quera tinizada = palato mole, lábios, bo c hechas e assoalho da boca .
L��ngua
- Massa de m usc. estriado esquelético r evestida por uma camada m ucosa cuja
estrutura varia de acord o com a região.
- A superfície inferior da língua é lisa, enquan to a sup. Dorsal é irregular,
recoberta anteriorm ente por uma grande quantid ade de papilas.
Papilas linguais: elevações do epitélio oral e lamina própria que assumem
diversas form as e funções
Papilas filiformes: formato cônico a longado, numerosas e estão sobre
toda a parte dors al da língua. Epitélio querat inizado. F unção = fricção
Papilas fungiformes: assemelham -se a cogumelos, possuindo base
estreita e uma porç ão superior m ais superficial dilata da e lisa.
Papilas foliadas: pouco desenvol vidas em humanos. Duas ou mais rugas
paralelas rugas paral elas contendo m uitos b otões gustati vos
Papilas circunval adas: s ão 7-12 estruturas circulares grandes, cujas sup.
Achatadas se estend em acim a das outras papilas. Ela s são distribuídas na região V
Existem pelo m enos quatro qualidades hum anas na percepção
do sabor: salgado, azedo, doce e amargo. Todas essas
qualidades podem s er percebidas em todas as regiões da
língua que possuem os bot ões gustativo s. El es são estruturas
em f orma de cebola. O bo tão repousa s obre um a lamina basal,
e em sua porção apical, as células gusta ti vas possuem
microvilosidades que se projetam por uma abertura denom inada
poro gustativo.
Faringe
- Área de com unicação entre região nas al e laringe.
- Revestida por epitélio pavim entoso estratificado não
queratinizado na região c ontínua ao esôfago e nas regiões próxim as a c avidade
nasal o epitélio é pseudoes tratificado cilíndrico c iliado contendo cé lulas caliciform es.
Dentes e estruturas associadas
- Cada de nte possui um a porção que se projeta acim a da gengiva , a coroa, e uma ou mais raízes abaixo da ge ng iva
que unem os dent es aos alojam entos ósseos denom inados alvéo los.
- A coroa é recoberta p elo esm alte, e as raízes pelos cemento.
- Abaixo do es malte e do c emento tem a dentina que circunda um espaço chamado ca vidade pulpar, pree nchido por
um TC frouxo vascularizado e iner vado chamado p olpa dental.
Dentina: tecido mineralizado, form ado por cristais de
hidroxiapatita. A matri z orgân ica da dentina é sec retada pelos
odontoblastos. Cada odontoblasto possui uma ex tensão apical
ramificada que penetr a na dentina, p ercorrendo toda sua extens ão
(prolongamentos od ontoblasticos )
Esmalte: prod uzido apena s durante o des envolvim ento do dente
pelos ameloblastos.
Popa dental: T C frouxo. Seus principais com ponentes são
odontoblastos, fibroblast os e ,atriz contendo fibrilas finas de
colágeno
Periodonto: estrut uras responsá veis por m anter os dentes nos
ossos. Consiste em :
Cemento: recobre a sentina radicular.
Ligamento periodontal: tipo especial de TC cujas fibras
penetram no cem ento do dente e n as pare des óss eas do
alvéolo, perm itindo movimento lim itado do dente.
Osso alveolar: esta em contato direto com o ligamento
periodontal. É um tipo d e oss o im aturo no qua l as fi bras
colágenas não estão arran jadas no padrão lam elar típico
do osso adulto.
Gengiva: mem brana mucosa. Epitélio pavim entoso
estratificado e lam ina própria com muitas papilas gust ativas
Esôfago
- T ubo m uscular c uja f unção é trans portar o alim ento da
boca para o estom ago
- Cam ada mucosa: epitélio pavim entoso estratificado n ão
queratinizado.
- Na l amina própr ia tem as glândulas esofágicas da
cárdia = secretam muco.
- Na porção proximal do esôfago, a cam ada m uscular
tem fibras estriadas esquelét icas, na porção m edia t em
estriada e lisa, e na d istal som ente lisas.
Estômago
- Digestão parcial dos alimentos e s ecreção de enzim as e hormônios.
- Digestão quím ica deve-se a: continuaç ão da digestão de carbo idratos iniciada na boca; a dição de um f luido acido
(HCl) ao alim ento ingerido; dig estão parcial de tri glicerídeos.
Mucosa
- Revestida por um epitélio que sofre inv aginações em direção a lam ina própria, form ando as fossetas gástric as.
- Lâmina própria= T C frouxo, células m usc. Lisas e céls . Linfoides.
- Separando a m ucosa da subm ucosa tem um a camada de musc . Liso = muscular da m ucosa.
- Epitélio que recobre su perfíc ie do estomago e fosset as = colunar sim ples. Todas as céls. Secretam m uco alcalino
Submucosa
- TC m oderadamente denso, vasos sanguíneos e linfáticos
Muscular
- Fibras m usculares lisas orientadas em três direções. Exter na = lon gitudinal; m edia= circular; interna = ob liqua.
Estômago é dividid o em: cárdia, fundo, corpo e piloro .
Cárdia: band a circular es treita, na transição entre o esôfago e o estom ago. Mucosa = glândulas tubulares
simples ou ram ificadas.
Fundo e corpo: lamina própria = g lândulas tubulares (gl.
Fundicas). As glându las possuem três regiões distintas: istm o, colo
e base.
- Istm o: céls. Mucos as em diferenciaçã o que s ubstituirão c élulas da
fosseta e as s uperficiais, células tronco e células par ietais
(oxinticas)
- Colo: células tronc o, mucosas do colo e parietais
- Base: céls. Parietais e zim ogênicas
Piloro: foss etas gástricas prof undas onde glândulas pi lóricas
tubulosas simples ou ramificadas se abrem . Tem fossetas m ais
longas e glândulas m ais curtas . Possui muitas células G que
liberam gastrina.