A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
REVELIA

Pré-visualização | Página 1 de 1

REVELIA E PROVIDÊNCIAS PRELIMINARES
PROFA. ME. ANA CRISTINA ACCIOLY
REVELIA
A revelia ( arts. 344 à 346) é um fato processual que decorre da não apresentação de contestação no prazo e forma legais. 
Observe que é a falta de contestação que induz a revelia e não a falta dos outros meios de defesa que poderiam ser utilizados.
A confissão ficta é efeito da revelia e se traduz em uma presunção relativa de veracidade dos fatos narrados pelo autor, mas como é relativa, admite prova em contrário. 
Súmula 231 do STF: “o réu revel pode produzir provas desde que compareça em momento oportuno”. 
REVELIA
A revelia também produz efeitos de natureza processual, podendo ensejar o julgamento antecipado da lide, face a desnecessidade de produção de provas, e torna desnecessária a intimação do revel para participar dos atos processuais futuros (art. 346).
Hipóteses em que não ocorre a presunção de veracidade dos fatos: art. 345.
PROVIDÊNCIAS PRELIMINARES
. Fase de Saneamento ou Ordinatória: Não é correto afirmar que o juiz apenas ordena o processo neste momento (Ex: emenda da inicial), mas aqui os atos de regularização do processo estão mais concentrados. 
Início: geralmente sucede a fase postulatória, após o prazo de resposta do réu.
Se houve a revelia: verificar se houve a regularidade na citação; caso não se aplique a confissão ficta (arts. 348/349) , determinar a intimação do autor para que especifique as provas que quer produzir (5 dias); ou se a revelia decorrer de confissão ficta, deve o magistrado designar um curador especial.
PROVIDÊNCIAS PRELIMINARES
Alegações do réu: caso o réu alegue alguma das matérias preliminares do art. 337 ou fato extintivo, modificativo ou impeditivo do direito do autor, o juiz concederá ao último prazo de 15 dias para a réplica (arts. 350 e 351).
Vícios sanáveis: art. 352.
JULGAMENTO CONFORME O ESTADO DO PROCESSO
Sanadas eventuais irregularidades e verificando o magistrado que a causa está pronta para julgamento, sem a necessidade de produção de outras provas, procederá ao Julgamento conforme o estado do processo.
Consequências (arts. 354/357): 
Extinção do processo, nas hipóteses dos arts. 485 e 487, II e III, a, b e c;
Julgamento antecipado do mérito;
Julgamento antecipado parcial do mérito;
Verificando a necessidade de provas, determine a abertura da fase de instrução, depois de proferir a decisão de saneamento e organização do processo.

Crie agora seu perfil grátis para visualizar sem restrições.